notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
12.3.09
O príncipe e a duquesa chegaram ao Rio de Janeiro por volta das 12h.Duquesa da Cornuália recebeu flores da paciente Kely Valente no Into.

A duquesa da Cornuália e esposa do príncipe de Gales Charles, Camilla Parker, visitou o Instituto Nacional de Traumatologia e Ortopedia (Into), no Centro do Rio, na tarde desta quinta-feira (12). Logo na chegada, ela recebeu flores da paciente Kely Valente, de 13 anos, de Belém do Pará. A menina ficou muito emocionada e contou que ninguém na cidade dela acreditou quando disse que ia conhecer uma duquesa. “Foi uma honra terem me escolhido", disse Kely, disse Kely, que estava numa cadeira de rodas porque sofreu uma cirurgia nos joelhos, no último dia 4. A mãe de Kely, Francisca de Fátima, contou que a filha foi desacreditada por vários médicos, mas, no Into, passou por cirurgias e já conseguiu andar novamente. “A perninha dela era toda tortinha. Ela estava desenganada, me diziam que ela nunca mais iria andar. Mas aqui eles fizeram o possível para isso. Ela já está andando e vai até de ônibus para a escola”, contou. Camilla Parker, sempre sorridente, agradeceu as flores. Ela também conversou com pacientes idosos que sofrem de osteoporose e deu até conselhos. "É muito importante caminhar e pegar sol", disse ela à Maria Aparecida Carvalho Rebelo, de 67 anos. Em seguida, Camilla cumprimentou a filha de Maria Aparecida, Lucilane, e disse: "Ela tem sorte de ter uma filha como você. É muito importante o cuidado da família". Já o paciente Armando Rinaldi, de 81 anos, aproveitou para tecer elogios à duquesa. “Agradeci por tudo que ela tem feito em prol dos idosos”, contou. Acompanhada de uma tradutora, a duquesa bebeu água durante um lanche que foi oferecido no hospital. O objetivo era apresentar à duquesa o trabalho realizado no Into na área de osteoporose, que inclui um Ambulatório de Osteoporose Masculina, criado em 2004 com o objetivo de obter dados para alertar a população masculina da doença. Com a visita da duquesa, o instituto espera manter um intercâmbio de informações com instituições britânicas envolvidas no tratamento e na prevenção da osteoporose. Geraldo Motta, diretor do Into, e o médico Salo Buksman, coordenador do projeto de osteoporose masculina, também acompanharam Camilla. Segundo o secretário Sérgio Côrtes, que também acompanhou o encontro, a duquesa demonstrou interesse nos projetos realizados no Brasil em relação à osteoporose. “Eles têm um projeto interessante que prevê a possibilidade de a pessoa desenvolver osteoporose nos dez seguintes. Nosso objetivo é desenvolver uma parceria e trazer esse estudo para o Brasil”, explicou o secretário.
Antes de deixar o Into, Camilla conheceu ainda a nova sede do instituto, que está sendo construída no prédio onde funcionava o Jornal do Brasil, na Zona Portuária do Rio. Em seguida, segurando as flores que havia recebido de Kely, cumprimentou mais uma vez funcionários e pacientes que se aglomeravam num dos corredores com celulares em punho, em busca de uma imagem da visita real. Sua visita durou 40 minutos e, às 14h40, a duquesa deixou o hospital. Do lado de fora, curiosos também se aglomeravam em frente ao prédio do Into.
Nesta tarde, o príncipe Charles discursou no Palácio do Itamaraty, no Centro, onde defendeu o desenvolvimento sustentável para o fim da crise mundial.
Na programação do casal real, está ainda a visita a favela da Maré. Lá, os dois devem conhecer projetos sociais da Ong Luta Pela Paz. De lá, partem para o Museu do Meio Ambiente, no Jardim Botânico, na Zona Sul do Rio, depois de encontrar jovens empreendedores do Youth Business International no Brasil.


FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:09  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
blogs SAPO