notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
1.7.09
O elevado índice de adoção iniciada fora do contexto judicial, diretamente com a genitora ou nos postos de saúde e hospitais no Distrito Federal, levou a 1ª Vara da Infância e da Juventude (1ª VIJ/DF), em parceria com a Comissão Distrital Judiciária de Adoção (CDJA), a desenvolver um programa de capacitação direcionado aos servidores da rede pública de saúde do Distrito Federal sobre a adoção legal.
O programa foi iniciado em abril e já capacitou cerca de 500 servidores, de todas as áreas da saúde, nos Hospitais Regionais de Ceilândia, Asa Norte, Sobradinho, Samambaia, Guará, Planaltina, Taguatinga, Paranoá, Gama e Brazlândia, bem como no Hospital de Base de Brasília. As próximas visitas serão aos Hospitais Regionais da Asa Sul e de São Sebastião, Hospitais de Apoio, São Vicente de Paulo e das Forças Armadas.
A proposta do programa de capacitação é orientar os profissionais da rede pública de saúde sobre aspectos jurídicos e psicossociais do processo de adoção ou de acolhimento de crianças intermediado pelo Poder Judiciário. Eles são orientados sobre como proceder em casos de mães que pensam em entregar o filho para adoção, em casos de crianças em situação de risco e em casos de famílias que procuram a unidade de saúde em busca de criança para adotar.
Segundo o supervisor da Seção de Colocação em Família Substituta da 1ª VIJ/DF, Walter Gomes de Sousa, o programa de capacitação recebeu apoio incondicional da Secretaria de Estado de Saúde e tem obtido uma receptividade fantástica nos hospitais. O programa conta também com o apoio da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) e as visitas aos hospitais têm sido acompanhadas por comissários da infância e da juventude.
Nos encontros, com duração de três horas, são proferidas palestras, distribuídos folders e cartilhas sobre adoção, e exibido o vídeo intitulado “Se essa casa fosse minha”, produzido pela AMB. Walter afirma que os servidores têm elogiado o material de apoio e a disposição da 1ª Vara da Infância e da Juventude em percorrer os hospitais para construir a cultura da adoção legal. “A capacitação nas unidades de saúde derruba o muro invisível que separa o Judiciário da sociedade”, diz.
De acordo com o supervisor da 1ª VIJ/DF, o objetivo é fazer com que os participantes da capacitação se tornem agentes multiplicadores das informações, formando uma rede de reforço do sistema de proteção da infância e da juventude, evitando a chamada “adoção dirigida” ou “adoção à brasileira”, que chega a corresponder, segundo Walter, a 80% dos casos que entram na 1ª VIJ/DF.
Nos encontros de capacitação, os servidores passam a conhecer ou a compreender melhor como ocorre o processo de adoção por meio judicial e qual sua importância. Tomam conhecimento também do Programa de Acompanhamento às Gestantes da 1ª VIJ/DF. Walter destaca que esse programa garante à futura mãe que pensa em entregar o filho à adoção um apoio especializado para ajudá-la a decidir de forma segura e consciente, sem pressões ou constrangimentos.
Em dois meses de atividades, o programa de capacitação já surte efeito positivo. Conforme Walter Gomes, os servidores das unidades de saúde já estão encaminhando para a 1ª VIJ casos envolvendo adoção que chegam aos hospitais, bem como procurando a Vara para solicitar material informativo sobre o tema. A meta da 1ª VIJ e da CDJA é ampliar o programa no segundo semestre deste ano às regionais de ensino, a fim de orientar os jovens das escolas públicas sobre a questão.
A adoção é uma medida excepcional e irreversível que só deve ocorrer quando houver real impossibilidade de a criança permanecer com sua família biológica. Por isso, o supervisor da Seção de Colocação em Família Substituta da 1ª VIJ/DF ressalta a importância da mediação judicial em todas as fases do processo de acolhimento adotivo, como forma de proteger os direitos da criança ou adolescente e evitar problemas tanto para o adotado quanto para o adotante.


Clicabrasília
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:06  comentar

Unidades vão tratar usuários de crack, álcool e outros entorpecentes

Rio - A expansão do consumo de drogas como crack, álcool, solventes e cocaína, principalmente entre jovens e adolescentes, levou o Ministério da Saúde a lançar ontem o “plano de emergência para combate ao uso nocivo de álcool e drogas”. O objetivo prioritário é o atendimento de 12 mil usuários de crack, de acordo com o governo federal. No Rio, serão abertos 11 Centros de Atenção Psicossocial (CAPS) e 329 leitos de referência para o tratamento de problemas relacionados ao álcool e drogas.
Para isso, R$117,3 milhões serão investidos em prevenção e tratamento em todo País.
“Infelizmente, o consumo de algumas drogas atinge de forma predominante crianças e jovens em situação de vulnerabilidade social. Este plano está voltado exatamente para atacar esses problemas”, disse o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, que trabalha em parceria com o Ministério da Justiça e a Secretaria de Direitos Humanos.
Segundo o ministério, os 11 CAPS do estado serão instalados em dez cidades: Rio, São Gonçalo, Duque de Caxias, Nova Iguaçu, Belford Roxo, Niterói, São João de Meriti, Campos, Petrópolis e Volta Redonda. Em todo País serão 92 novos CAPS.
As ações são direcionadas aos 100 maiores municípios brasileiros — com mais de 250 mil habitantes — e a oito de fronteira, totalizando 108 municípios. Essas cidades somam 77,6 milhões de habitantes — 41,2% da população nacional.

Prefeitura: Rio tem 32 ‘cracolândias’

O Rio tem 32 ‘cracolândias’, segundo mapeamento feito pela prefeitura, divulgado em maio por O DIA. Nove delas ficam no Centro, cinco em Bonsucesso e, empatados com quatro pontos de venda da droga, estão Madureira e Engenho Novo. No mapa, também são citadas ‘cracolândias’ em Deodoro, Santa Cruz, Campo Grande, Bangu, Jacarepaguá, Vila Isabel, Copacabana e Catete.
Segundo a Secretaria Municipal de Assistência Social, 500 crianças e adolescentes viciados em crack perambulam pelo Rio. A explosão da droga na cidade gerou problema alarmante: a proliferação de doenças sexualmente transmissíveis e Aids entre menores de idade.

PÂMELA OLIVEIRA
RIO DE JANEIRO


O DIA ONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:57  comentar

Estudo do Ministério da Saúde revela comportamento que aumenta o risco de contaminação por doenças sexualmente transmissíveis

Rio - Boa parcela dos brasileiros que têm relacionamentos estáveis trai seus companheiros. Segundo pesquisa do Ministério da Saúde, cerca de 7,1 milhões (16%) de homens e mulheres — dos 43,9 milhões que vivem com companheiros — admitiram que fazem sexo fora do casamento.
E o pior: 63% não usam preservativos quando são infiéis, segundo a ‘Pesquisa sobre Comportamento, Atitudes e Práticas Relacionadas às DSTs e Aids da População Brasileira (PCAP)’, divulgada ontem.
O estudo mostra ainda que o número de brasileiros que fizeram sexo casual com mais de cinco pessoas no ano anterior mais do que dobrou em quatro anos. Em 2004, 4 em cada 100 admitiram a prática. Agora, eles são 9.
“A pesquisa mostra que homens e mulheres com relações estáveis não estão isentos de ter relacionamentos casuais. Boa parte dos que têm um relacionamento estável, seja um casamento formal ou não, faz sexo fora do casamento. O dado preocupante é que, quando se faz sexo com uma terceira pessoa sem preservativo, se está colocando a vida de si próprio e do companheiro em risco”, alerta Eduardo Barbosa, diretor-adjunto do Departamento de DST/Aids do ministério.
Aos 32 anos, a advogada M.E. admite que não usou camisinha durante os 8 meses em que manteve um relacionamento fora do casamento. “Eu já não usava com meu marido. Nas primeiras vezes que o traí, usei preservativo, sim. Mas o caso ficou sério e, com a intimidade, deixamos de usar proteção”.
Ela não é a única. Segundo o levantamento, realizado com amostragem de 8 mil pessoas com idades entre 15 e 64 anos, entre as mulheres que traem seus companheiros 75% não usam preservativo. Já entre os homens, 57% traem sem medo de ser contaminados por doenças sexuais.

INTERNET FACILITA APROXIMAÇÃO SEXUAL
“Gostaríamos que toda a população usasse preservativo sempre, inclusive os casados. Mas sabemos que isso seria um mundo ideal. Então, nossa proposta é que as pessoas usem o preservativo pelo menos nas relações não estáveis. As pessoas podem ter o direito de ser infiéis, mas deveriam se preocupar com a possibilidade de contaminar seu companheiro”, afirma Barbosa.
A falta de cuidado se mantém entre os solteiros. Na PCAP de 2004, 51,6% afirmavam usar preservativo sempre que faziam sexo com parceiros eventuais. O percentual caiu para 46,5% no ano passado.
A pesquisa confirmou o que os ciumentos já vinham há muito tempo percebendo: a Internet como facilitadora de sexo eventual. Entre os homens, 10,3% admitem ter feito sexo com alguém que conheceram na Internet. Quando o recorte é por faixa etária, 10,5% dos jovens (15 a 24 anos) já fizeram sexo com alguém que conheceram da Internet.
“Uma coisa nova que surge é a Internet como espaço de encontro, o que vai exigir do governo novas estratégias para lidar com essa realidade”, afirmou o ministro da Saúde, José Gomes Temporão, durante a apresentação do estudo. “Em sites de relacionamento, como Orkut, nos blogs e outros espaços na rede mundial de computadores, o ministério vai ter de entrar e levar informações, discutir, entrar em debates. Qual é a informação central? Não pode haver relacionamento sem uso de preservativo. O preservativo é a maneira mais segura de se prevenir a infecção com o vírus HIV”, lembra. Segundo Barbosa, a preocupação é o sexo eventual desprotegido. “No mundo virtual você pode tudo. Quando se encontram, vão direto para as relações casuais e acabam se expondo às doenças.”

CAMISINHA, VELHA CONHECIDA
A boa notícia é que o brasileiro tem informação. Mais de 95% sabem que o uso do preservativo é a melhor forma de se evitar a contaminação pelo HIV. Segundo o ministério, esse é um índices mais altos do mundo. Pesquisa realizada em 64 países indicou que 40% dos homens e 38% das mulheres com idades entre 15 e 24 anos têm a informação.
Jovens são os que mais se protegem
A faixa etária de 15 a 24 anos é a campeã no uso de preservativos. Na última relação sexual com parceiros casuais, 68% destes jovens usaram camisinha, enquanto nos maiores de 50 anos a proporção não chega a 38%. Com parceiros fixos, 30,7% dos jovens costumam usar camisinha. “Os jovens de hoje nasceram na era da Aids, por isso a relação com o preservativo é mais habitual”, diz Mariângela Simão, diretora do Departamento de DST e Aids do ministério. Segundo o estudo, quanto mais jovem, maior a chance de usar — a cada ano a mais de idade, diminui em 1% a chance de a pessoa usar camisinha.“Minha maior preocupação são as DSTs. Acho importante até com namorada”, diz o universitário Rodrigo Cunha, 19, que usa preservativo desde sua 1ª vez. Também estudante, Pedro Soares, 19, defende o sexo seguro nas relações eventuais. Ele, porém, reconhece que quando entra em relação duradoura abre mão da camisinha. “Não tenho namorada, mas se tivesse não usaria”, diz Pedro, que revela já ter saído com mulheres que pediram para não usar.

PARA SE PREVENIR

EFICIENTE
Estudo indica que o uso correto de preservativos em todas as relações tem eficácia estimada em 95% na prevenção do HIV.

COMO USAR
Abrir a embalagem com cuidado, nunca com os dentes ou objetos que possam danificá-la. Colocar a camisinha quando o pênis estiver ereto. Apertar a ponta para retirar o ar e depois desenrolá-la até a base do pênis. Se for necessário lubrificante, usar os à base de água, evitando vaselina. Após a ejaculação, retirar a camisinha com o pênis ainda ereto.

Colaborou Flávia Salme


O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:50  comentar


LONDRES - O ladrão britânico Ronald Biggs, de 79 anos, que em 1963 assaltou um trem e ficou foragido no Brasil, teve seu pedido de liberdade condicional negado, nesta quarta-feira, pelo secretário de Justiça Jack Straw. Segundo Straw, Biggs não demonstra arrependimento.
"Biggs é inteiramente impenitente e o conselho considerou sua propensão para violação de confiança um fator significativo", disse Straw em um comunicado.
Condenado a 30 anos de prisão pela participação no roubo do trem pagador postal britânico, em 1963, Biggs fugiu da prisão em apenas 15 meses. Depois de passar por Espanha e Austrália, seguiu para o Brasil onde ficou por três décadas. Em 200,1 ele se entregou às autoridades britânicas, depois de 36 anos de fuga, e desde então cumpre o restante de sua sentença na prisão de Norwich, no leste da Inglaterra.
"Mr Biggs escolheu servir apenas um ano de uma sentença de 30 antes de tomar a decisão de cometer outra ofensa e escapar da prisão e evitar sua captura ao viajar para o exterior por 35 anos enquanto cortejava a mídia - disse Straw - Se ele tivesse cumprido sua sentença, ele teria se tornado um homem livre há muitos anos"
O filho de Biggs, Michael, de 34 anos, disse recentemente que seu pai sofreu três derrames, dois pequenos ataques cardíacos, tem câncer de pele e não consegue caminhar, comer, beber ou falar normalmente.
O advogado de Biggs, Giovanni di Stefano disse que se ele ganhasse a condicional permaneceria em um hospital, onde se recupera de um tombo, por pelo menos mais duas semanas antes de seguir para uma casa de repouso
- Esse homem está seriamente doente - ele disse - Não pode nem ser operado por que não se sabe se ele sobreviveria.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:01  comentar

A educação infantil tem ganho cada vez mais importância como uma das melhores formas de estimular corretamente e ajudar no desenvolvimento das crianças. Esse nível de ensino engloba o que conhecemos como creche (crianças entre 0 e 3 anos) e a pré-escola (4 e 5 anos).
No entanto, números do relatório Desigualdades na Escolarização no Brasil, feito por um conselho ligado à presidência da República, mostram que apenas 17% das crianças do Brasil frequentam creches e 77,6% estão na pré-escola.
A situação das crianças de 0 a 3 anos é mais preocupante não só pelo baixo atendimento da população em geral, como pelo limitado acesso de famílias de baixa renda a esse nível de ensino. O relatório mostra que quanto mais pobre é a família menos crianças estão em creches.
Em famílias que ganham até meio salário mínimo per capita apenas 10,8% das crianças são atendidas no Brasil. Na região Norte do País, por exemplo, são só 4,9% das famílias nessa faixa de renda com seus filhos em creches.
Já entre as que ganham entre 2 e 3 salários o índice de atendimento no Brasil é de 32%. E 42% dos filhos de quem recebe mais de 3 salários está em creches.
O problema é que o acesso à educação infantil seria ainda mais relevante para crianças pobres. Uma das razões é o impacto na vida pessoal e familiar, já que facilita a inserção sócio-profissional da mãe, diz o relatório. Fora isso, são justamente essas crianças cujos pais têm menos livros em casa, menos escolaridade e, portanto, mais dificuldade de estimular e desenvolver seus filhos sem a ajuda de educadores.

Renata


Blog Estadão
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:37  comentar

O projeto de toque de recolher para menores de 18 anos perdeu força em Ribeirão Pires. A desmotivação para a implantanção da medida foi constatada ao final de reunião, na segunda-feira, no Fórum, entre representantes do Executivo, Legislativo e Judiciário municipal, Ministério Público, OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), entidades e comerciantes.
O objetivo era discutir a eficiência da ação. que tiraria os adolescentes e crianças da rua. No entanto, ao final da discussão, a maior parte dos envolvidos decidiu que o toque de recolher não seria a melhor opção. Assim, foram discutidas maneiras alternativas para proteger os jovens.
Para a juíza da Vara Criminal e da Infância e da Juventude da cidade, Isabel Cardoso da Cunha Lopes Enei, da forma que estava previsto, o toque de recolher feria os direitos de ir e vir, previstos na Constituição. “Por causa disso, iremos concentrar em atitudes concretas, e seremos rígidos com pais negligentes e comerciantes que vendem bebidas alcoólicas para menores. Não podemos punir todos as crianças e jovens.” Além do poder judiciário, o representantes do Conselho Tutelar e do Conselho do Direito do município aprovaram o novo direcionamento.
O presidente da OAB de Ribeirão Pires, Patrick Pavan, não vê a situação da mesma forma. “Considero o novo posicionamento válido, mas ainda vejo benefícios no toque de recolher.” Pavan afirmou que vai propor aos vereadores que a Câmara crie um projeto com novo nome e mais maleável. Questionado sobre a proposição de Pavan, o presidente do Legislativo, Edson Savietto (PDT), disse que o momento é de discutir, e não de criar e votar projetos.
Novos encontros serão marcados para debater o assunto e contarão também com representantes dos adolescentes do município. Além de Ribeirão, Diadema também discute algum modo de implantar o toque de recolher no município. (Supervisão de Daniel Trielli)


Diário do Grande ABC
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:03  comentar

Pai norte-americano desabafa depois que juiz decide manter filho no Brasil até decisão final

Recentemente, um juiz federal no Brasil determinou que Sean, filho de David Goldman, residente em Tinton Falls, New Jersey, permaneça com seu padrasto brasileiro até que uma decisão final seja tomada sobre o impasse. A disputa internacional pela custódia já dura 5 anos, segundo o NJ.Com.
A determinação reverteu uma decisão anterior que permitia a Goldman a custódia de seu filho durante 6 dias da semana todas as vezes que ele visitasse Sean, de 9 anos, no Brasil.
“Não poder fazer nada está me matando”, desabafou Goldman, entretanto, acrescentou que seu advogado está trabalhando em um “próximo passo” e que ele tenta manter as esperanças. Goldman perdeu seu filho em 16 de junho de 2004, quando na ocasião deixou sua ex-esposa, Bruna Bianchi, seus sogros e filho, no Aeroporto Internacional de Newark, New Jersey.
“Foram beijos, abraços e nós te amamos”, recordou David, referindo-se às despedidas. Semanas depois, ele recebeu um telefonema de Bruna comunicando-lhe que ficaria de vez no Brasil e acrescentando, “você é um rapaz maravilhoso e um pai fantástico, mas se você quiser ver o Sean novamente, você terá que descer até aqui”, segundo ele.
Bianchi casou-se posteriormente com o advogado brasileiro João Paulo Lins e Silva e morreu durante o parto da filha do casal. Desde então, David iniciou uma batalha judicial no Brasil a qual ele próprio considera notória, pois ainda não conseguiu a custódia de seu filho.
“O Brasil nunca retornou uma criança conforme determina a Convenção da Haia”, disse ele.
A Convenção de Haia é uma lei internacional que exige o retorno de uma criança à sua “residência habitual”, depois de tirada do país sem o consentimento legal de um dos guardiões.
Conforme Goldman, três Cortes brasileiras já decidiram a seu favor, entretanto, Lins e Silva tem lutado duramente pela custódia do menino.
“Todos eles (juízes) disseram que ele precisa estar comigo imediatamente”, disse Goldman.
Lins e Silva disse que divulgaria uma análise psicológica de Sean Goldman indicando que o menor prefere ficar no Brasil, mas David duvida da fidelidade do exame e alega que uma análise determinada pela Corte indicou claramente que o menor pertence a New Jersey.
“São quarenta e poucas páginas preenchidas por especialistas brasileiros em saúde mental”, disse Goldman. “O resultado da análise do ambiente vivido por Sean é que ele tem sido abusado mentalmente e psicologicamente”.
Segundo Goldman, as famílias Lins e Silva e Bianchi estão fazendo uma “lavagem cerebral” em seu filho e que, provavelmente, já ocorreram prejuízos psicológicos que ainda não foram revelados.
“Eles têm dito a ele que eu o abandonei, que eu não o amo”, disse David.
No início dessa semana, a avó materna do menino, Silvana Bianchi, disse durante o programa “The Early Show” exibido pelo canal de TV CBS que seu neto não quer deixá-los.
“Sean quer ficar no Brasil com a família”, disse ela numa entrevista ao vivo de New York. “É muito duro para ele se separar de sua irmã”.
Entretanto, David negou tal declaração, alegando que quando teve a oportunidade de falar com seu filho, ele o implorou para ser levado para casa. Os dois encontraram-se no início de junho em condições bastante restritas.
“Quando finalmente pude visitá-lo, ficamos confinados em uma área de um condomínio”, disse Goldman, acrescentando que alguém estava próximo monitorando-os e que essa pessoa gravou toda a conversa. “Meu filho deixou o local chorando, gritando, sentindo a minha falta”, disse ele. Apesar da aparente “perda” provocada pela decisão dessa semana, Goldman disse que há formas de interpretá-la como algo positivo. Ele espera que a intenção da Corte seja em apressar quem terá a custódia oficial da criança. Enquanto isso, Goldman tem recebido o apoio de vários legisladores, entre eles o representante Chris Smith (R-14th Dist.), que viajou várias vezes ao Brasil com David.
“Ele é uma pessoa maravilhosa”, disse Goldman, que pediu ao Governo para agir de forma mais energética. Ele acrescentou que Smith está pressionando para que o Brasil seja removido de uma lista formada por países que gozam de um certo “status especial” junto aos EUA.
Em março, o Senado de New Jersey pediu ao governo brasileiro que retornasse Sean ao pai. A resolução do Senado foi seguida de apelos feitos pelo Presidente Barack Obama, a secretária de Estado Hillary Clinton e a Casa dos Representantes.
“Esse Senado quer enviar uma mensagem à nossa liderança, ao presidente, que conversou com o líder brasileiro justamente no último final de semana, à nossa secretária de Estado e a todos aqueles do Estado e na área diplomática nesse país e no Brasil: Queremos que eles façam tudo, tudo humanamente possível para corrigir essa injustiça”, disse o Senador Joseph Kyrillos (R-Monmouth), em março desse ano.
“Estou lutando por meu filho, entretanto, gostaria de dizer que existem mais de 70 crianças norte-americanas no Brasil”, disse Goldman.
David tem recebido inúmeras cartas e e-mails de apoio e demonstra gratidão por isso.
“Espero que isso termine logo e sou muitíssimo grato por cada carta de apoio enviada a mim”, disse ele.
Ainda não está claro quando o Brasil tomará a decisão final sobre o caso, entretanto o drama vivido por David Goldman somente terminará se a decisão for tomada em seu favor.
“Há somente uma resposta e ela é trazer Sean para casa”, concluiu Goldman.


Brazilian Voice
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:51  comentar

CURITIBA - Uma menina de 2 anos morreu e a irmã dela, de 1 ano, está internada em estado grave depois que tomaram veneno usado para controle de insetos em hortas, nesta quarta-feira, em Goioerê, região noroeste do Paraná. A menina de 1 ano está na Unidade de Terapia Intensiva do Hospital Universitário (HU) de Maringá e respira por aparelhos. Segundo testemunhas, o veneno estava dentro de uma garrafa de refrigerante, o que pode ter confundido as crianças.
Segundo médico, Juliano José Jorge, deixar esse tipo de produto ao alcance de crianças é um erro comum dos adultos. Ele afirma que o estado da menina internada é muito grave e ela ainda corre risco de morrer.
- Infelizmente esse é um erro que os adultos cometem com frequência, de guardar inseticidas e venenos em garrafas de refrigerante ou em potes que são atrativos para crianças. Elas não sabem o conteúdo e acabam ingerindo e tendo intoxicação - disse o médico.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:41  ver comentários (1) comentar

Menina surpreendeu mãe e médicos, mas passa bem e deve ser liberada ainda nesta semana.

Um bebê pesando 6,3 quilos e medindo 55 centímetros nasceu no hospital de Townsville, na Austrália. A menina Chelsea Rose Mackay tem menos de uma semana de vida, mas já usa roupas para bebês com até seis meses de idade. Ela é cinco vezes maior do que uma companheira de berçário, Melinda Burns, que nasceu prematura aos sete meses de gestação, com menos de um quilo.
O médico neonatologista Yoga Kandasamy, do hospital de Townsville, disse à BBC Brasil que geralmente a causa de bebês nascerem bem maiores é genética, devido a algum tipo de síndrome ou, mais frequentemente, se a mãe é diabética.
"Ou pode ser apenas um bebê normal, sendo maior do que os outros sem causas mais graves", disse o médico. Segundo Kandasamy, este é o caso de Chelsea, que é saudável, assim como a mãe, Danielle Mackay.
Dieta
Danielle teve de passar por uma cesária devido ao tamanho anormal do bebê, que foi uma surpresa para a mãe de primeira viagem. "Os médicos já haviam me dito que ela seria grande, pois minha barriga era enorme, mas eles esperavam que pesasse cerca de quatro quilos, e não mais de seis", disse ela, que trabalhava em uma estação rural e tinha uma dieta, mesmo durante a gestação, rica em carne e vegetais. "Isso pode ter contribuído para o tamanho do bebê", brincou Danielle.
Chelsea deve ir para casa ainda nesta semana. Segundo o Guinness World Records, até 2005, o maior recém-nascido da história pesava 10,8 quilos e nasceu no Canadá, em 1879. Ele, no entanto, morreu 11 horas depois de nascer.


G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:05  comentar

RIO - Descobrir a cura de doenças neurológicas que afligem parte da população mundial é o projeto de vida do psiquiatra Wagner Gattaz, do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), que acaba de receber um prêmio da World Federation of the Societies of Biological Psychiatry por sua contribuição para a ciência. O objetivo de Gattaz é encontrar as possíveis causas, e assim a cura, de duas doenças que, juntas, afetam mais de 4 milhões de brasileiros: a esquizofrenia e o Mal de Alzheimer.

- O que quero é descobrir como fazer o paciente de esquizofrenia ou Alzheimer viver sem sintomas, o que para mim é o equivalente a um tipo de cura, ou até mesmo prevenir as doenças através da interrupção dos mecanismos que podem provocar os distúrbios muito antes deles acontecerem - explica Gattaz.
Atualmente, o psiquiatra está trabalhando nos efeitos do lítio na prevenção do Alzheimer, uma das doenças degenerativas mais comuns nos idosos no Brasil e no mundo. A doença afeta até 50% das pessoas acima dos 80 anos e até agora não tem cura ou prevenção.
- Estudos com lítio tem se mostrado promissores, mas ainda é preciso testar a droga com grupos maiores de idosos. Se os testes derem certo, podemos ter em breve uma nova forma de tratar a doença. Com os avanços da ciência e a tecnologia cada vez mais rápidos, acredito que em um futuro próximo o tratamento para várias doenças neurológicas será cada vez mais eficaz.
Sobre a esquizofrenia, o médico nota que os avanços foram muitos nos últimos anos e que os pacientes estão conseguindo ficar cada vez mais tempo sem manifestar os sintomas característicos do quadro.
- Sem dúvida, o tratamento da esquizofrenia tem mudado de forma marcante. Temos boas alternativas de medicação, que causam poucos efeitos colaterais e permitem que o paciente tenha uma vida normal. Infelizmente, o maior problema no Brasil ainda é o diagnóstico, que costuma ser muito demorado, e no tratamento de pacientes mais graves, como os psicóticos - afirma Gattaz.


O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:51  comentar

O número de plantas ameaçadas de extinção no Brasil é muito maior do que o da lista oficial. Chamada "Plantas raras do Brasil", a obra - produzida por 175 cientistas de 55 instituições nacionais e internacionais - lista 2.291 espécies de plantas que só ocorrem no território nacional. Para os pesquisadores, todas as plantas listadas no livro são consideradas ameaçadas, seja por queimadas, desmatamento ou urbanização. A lista oficial das espécies ameaçadas da flora brasileira, apresentada em 2008 pelo Ministério do Meio Ambiente, relaciona 472 espécies em perigo. País tem 15% das espécies da Terra
A publicação, resultado de uma parceria entre a Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), na Bahia, e a organização ambientalista Conservação Internacional, aponta também 752 áreas de relevância biológica. Elas são consideradas estratégicas para a preservação da biodiversidade do país, que possui 15% da flora mundial. Por isso, são chamadas de áreas-chaves para a biodiversidade (ACBs).
O livro - cujo lançamento oficial acontecerá nesta quinta-feira, em Feira de Santana, durante o 60 Congresso Nacional de Botânica - traz outro alerta: metade dessas áreas, que cobrem 16% do território nacional, o equivalente a 140 milhões de hectares, está degradada.
- Quando se discute como combinar desenvolvimento e preservação, é fundamental termos informações confiáveis sobre a biodiversidade do país - diz José Maria Cardoso da Silva, da Conservação Internacional.
Confiáveis, mas conflitantes. Segundo o representante da Conservação Internacional, as diferenças entre os números apresentados no livro e aqueles listados pela MMA se devem ao que chama de "estratégia conservadora" do ministério.
- Na época da divulgação da lista do MMA, já houve contestação desse número de apenas 472 espécies ameaçadas - diz ele, explicando por que classifica espécies raras como espécies ameaçadas. - Nosso critério foi aceitar que se essas plantas são raras elas estão automaticamente em perigo, já que a pressão é muito grande.
A Região Sudeste é a que concentra o maior número de espécies de plantas ameaçadas, com $para os estados de Minas Gerais (550) e Rio de Janeiro (250), respectivamente primeiro e terceiro lugar da lista. A Bahia (484) vem em segundo lugar. A maior parte das plantas está no domínio da Mata Atlântica, onde vivem cerca de 70% dos brasileiros e cuja área original foi reduzida a 7,26%.
- Como há uma grande variação ambiental no país, as estratégias para a conservação dessa flo$têm que incluir grandes áreas protegidas - afirma Cardoso. - No caso da Mata Atlântica, ela exemplifica uma distribuição urbana que ocorreu sem critério. Biodiversidade da Bahia se destaca
Para contrapor isso, existem as chamadas áreas-chaves. Pela Convenção da Diversidade Biológica, da qual o Brasil foi um dos primeiros signatários, há o compromisso global de se chegar a 2010 com pelo menos 10% do planeta em áreas protegidas.
- Dificilmente o Brasil vai contribuir para que essa meta seja atingida - assegura o representante da Conservação Internacional. - Mais da metade desses corredores da biodiversidade está degradada. Na verdade, 75% dessas áreas-chave têm menos de 10% de proteção, ou seja, estão em áreas protegidas, sejam parques, reservas, terras indígenas ou Reservas Particulares de Proteção Natural.
Segundo a publicação, que vai virar também um site ( http://www.plantasraras.org.br/ ), a Bahia, que tem o segundo maior número de plantas raras (e ameaçadas), é também o estado com o maior número de áreas estratégicas.
- Isso ocorre devido à grande complexidade biológica da Bahia, onde há Mata Atlântica, Caatinga e Cerrado - explica Cardoso. - O ideal era que cada estado tivesse uma política de preservação e o governo federal atuasse como um maestro dessas ações. Se nada for feito, vamos ter uma megaextinção de plantas brasileiras.


O Globo On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:32  comentar

Devido à falta de reservas em bancos de leite materno, mães australianas estão optando pela procura online do alimento congelado ou por doadores privados, gerando um verdadeiro “mercado negro”. A atitude vem sendo criticada por autoridades sanitárias do país, que alertam para o risco de transmissão de doenças.

Por falta de leite materno, australianas recorrem a fontes não confiáveis
Devido à falta de reservas em bancos de leite materno, mães australianas estão optando pela procura online do alimento congelado ou por doadores privados, gerando um verdadeiro “mercado negro”.
A atitude vem sendo criticada por autoridades sanitárias do país, que alertam para o risco de transmissão de doenças.
A Austrália possui apenas dois bancos de leite, um no estado de Queensland e outro na Austrália Ocidental.
"E eles são muito pequenos”, disse Marea Ryan, fundadora do Banco de Amamentação de Gold Coast (em Queensland), ao Opera Mundi.

“O nosso banco só consegue leite através de doares e de caridade. Ou seja, nem sempre conseguimos suprir apenas a demanda local”, disse ela, que depende de ajuda financeira de partidos privados para poder efetuar exames nos leites doados antes de passá-los a quem precisa. Além de pequenos, os dois bancos de leite existentes priorizam os bebês doentes ou prematuros.


Explorando a Austrália
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:14  comentar

Uma ovelha deu à luz cordeiros gêmeos de cores diferentes, um com pelagem branca e o outro com pelagem negra, na Austrália.Segundo o professor da faculdade de veterinária da Universidade de Sydney Francis Sabbe, o fato é extremamente raro."Foi a primeira vez que vi algo assim", disse Sabbe à BBC Brasil.
A dupla de cordeiros, apelidados pelos seus donos de "sal e pimenta", surpreendeu os fazendeiros Jan e Brian Cowan."Sabíamos que seriam gêmeos, mas não que era possível virem com essa combinação", disse Jan à BBC Brasil."Sal e pimenta" nasceram de uma ovelha branca da raça Border Leicester e de um carneiro de face e peito negros da raça Suffolk em uma fazenda em Manning Valley, no Estado de Nova Gales do Sul.
Segundo o veterinário dos cordeirinhos, Bec Muir, mesmo sendo um evento raro, o carneiro de pêlo negro poderia daqui a uns meses mudar de cor. No entanto ele explicou que, como o animal tem o focinho e as patas também negros, deve permanecer na cor que nasceu.Os fazendeiros disseram que os animais são inseparáveis."Nós os mantemos dentro de um redil próximo a casa para protegê-los das raposas", disse Jan, que disse que o futuro dos cordeiros será ajudar na fábrica de queijos que começou a construir. "Quanto mais filhotes, mais leite."



Na Terra dos Cangurús
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:05  comentar

RIO - O Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou nesta terça-feira, em Brasília, por unanimidade, a proposta do Ministério da Educação (MEC) para mudar a grade curricular do ensino médio. A intenção é que a atual estrutura curricular - organizada em disciplinas fragmentadas - seja substituída pela organização dos conteúdos em quatro eixos: trabalho, ciência, tecnologia e cultura, a fim de promover um maior diálogo entre as disciplinas para que os conteúdos ensinados ganhem maior relação com o cotidiano e façam mais sentido para os alunos. Outra mudança a ser estimulada é a flexibilidade do currículo: 20% da grade curricular deve ser escolhida pelo aluno.
O texto também prevê o aumento da carga horária mínima do ensino médio - de 2,4 mil horas anuais para 3 mil - além do foco na leitura, que deve perpassar todos os campos do conhecimento. A proposta ainda estimula experiências que instiguem a participação social dos alunos, além do desenvolvimento de atividades culturais, esportivas e de preparação para o mundo do trabalho.
Pela proposta, a partir de 2010, o ministério financiará projetos de escolas públicas que privilegiem, entre outras mudanças, um currículo interdisciplinar e flexível para o ensino médio.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:57  ver comentários (2) comentar


Tiro que matou Osíris Del Corso foi disparado da arma de Paulo Unfried, que confessou ter cometido o crime

Em entrevista na tarde desta terça-feira (30) o delegado-chefe da Divisão do Interior, Luiz Alberto Cartaxo disse que a polícia não errou na conclusão do inquérito sobre o caso do Morro do Boi. Com o resultado das investigações concluídas pela Polícia Civil, o Ministério Publico do Paraná apresentou denúncia contra Juarez Pinto Ferreira, acusado de matar o estudante Osíris Del Corso além de molestar, roubar e balear Monik Pegorari Lima. Porém, a prisão de Paulo Delci Unfried na semana passa em Matinhos, pelo estupro de uma mulher, fez com que a polícia e o MP voltassem atrás da iminente condenação de Juarez.
Dois fatos colocam a culpa pelo crime do Morro do Boi nas costas de Unfried. O primeiro é a arma encontrada dentro do carro do acusado. O revolver calibre 38 foi apontado pela perícia como a arma que foi usada no crime. Unfried afirma, segundo a polícia, ter matado Osíris e atirado contra Monik. Apesar das controvérsias apontadas pela polícia no depoimento do acusado, Unfried disse que sua intenção foi apenas de assaltar as vítimas.
O advogado Mario Lucio Monteiro, que juntamente com Nilton Ribeiro, defende Juarez na justiça, afirmou que seu cliente nunca teve contato com a arma do crime. “Somente o fato de Juarez nunca ter pegado naquela arma já o inocenta. A polícia errou. Ajudou o MP a quase condenar um inocente”. Monteiro informou que na tarde desta quarta-feira (01) será realizada uma coletiva para o pronunciamento da defesa quanto aos novos fatos do caso.
Como as investigações já estavam nas mãos do Judiciário, com este novo fato a polícia teve de esperar o requerimento de novas diligências para apurar novamente o caso. Entre diversos pedidos, o Ministério Público requer que Unfried seja submetido a exame de corpo de delito, que seja imediatamente juntado aos autos o laudo pericial de confronto de balística entre a arma encontrada com Unfried e os projéteis retirados do corpo da vítima, e que seja determinada uma reconstituição dos fatos criminais segundo a versão de Unfried e, ainda, que ele seja submetido a reconhecimento pessoal de Monik. Por fim, que a vítima seja submetida a reconhecimento pessoal por Unfried.
As novas diligencias ainda não tem data para serem iniciadas nem mesmo para sua conclusão, afirmou Cartaxo. “Tudo vai depender o Judiciário”. O delegado disse que qualquer policial experiente teria concluído o caso da maneira que estava. “Todas as provas substanciais que tínhamos apontavam Juarez como culpado. O reconhecimento pessoal de Monik foi a principal prova, além das irregularidades nos álibis de Juarez. Até mesmo o irmão dele que é um policial civil experiente teria concluído da maneira que fizemos”, disse Cartaxo. Quanto ao reconhecimento feito por Monik, gravado em vídeo, foram postos ao lado de Juarez policiais que tiveram contato com a vitima o que pode ajudar a invalidar o procedimento da polícia, disse a defesa de Juarez.

Reviravolta no caso do Morro do Boi

A arma do crime
A arma que estava em posse de Unfried foi comprada em uma loja na cidade de Cascavel, Oeste do Estado, de forma legal e com o devido registro. Antes de chegar nas mãos do acusado pelo crime, ela passou por três proprietários. O último, que não teve a identidade revelada pela polícia, afirmou que teria vendido para Unfried entre os dias 3 e 5 de janeiro, datas posteriores ao crime. Além do revólver, Unfried mantinha em seu veículo outra arma, uma garrucha calibre 22.
Unfried residia na Praia Mansa em Caiobá, próximo ao local do crime e também da casa de praia dos pais do rapaz morto. A polícia não acredita que nem ele e nem as vítimas se conheceram antes do crime. A possibilidade de Unfried e Juarez terem sido comparsas na ação foi descartada.
Juarez continua preso e quanto a sua soltura o delegado Cartaxo disse que cabe a Justiça. “Juarez não pode ser inocentado ainda, temos que lembrar que ele já foi preso pro tráfico de drogas e tinha um histórico criminal que o condenava. Isso pesou na decisão policial”, disse.

Reportagem Jadson André
Foto Lineu Filho


Jornale
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:10  comentar


Use o carro contra o crack

Hoje pela manhã, no saguão da agência central do Banrisul (Rua Capitão Montanha, 177, em Porto Alegre), ocorreu o lançamento dos adesivos da campanha Crack, Nem Pensar. O banco estatal gaúcho aderiu à campanha lançada em maio pelo Grupo RBS.Após a apresentação de uma esquete teatral, o material foi distribuído a clientes que entravam na agência. Serão distribuídos um total de 1 milhão de adesivos no RS e em SC.


Zero Hora
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:02  ver comentários (1) comentar

As crianças que apresentam dificuldades na escola, na compreensão de novas habilidades, estão correndo o risco de terem problemas nas diferentes áreas escolares e na vida em geral, no seu desenvolvimento cognitivo, social e afetivo, como um todo.
Tais dificuldades, são de grande importância, pois os problemas entre o potencial da criança e a sua execução, devem ser avaliados com cuidado por um profissional especializado em dificuldades de aprendizagem.
As primeiras experiências na escola, são da maior importância, já que o fracasso escolar vai ocasionar o desenvolvimento de um crescente sentimento de frustração e baixa auto-estima. A maioria dos transtornos de aprendizagem se estabelece antes dos 7 anos de idade.
Muitos sintomas podem mostrar esse estado na criança pequena, que ainda não consegue expressar com palavras seus sentimentos. Estes sintomas podem se dar como por exemplo, através da ansiedade, do sono perturbado, e de condutas regressivas. Muitas começam a roer unhas, chorar por qualquer motivo, não querer comer ou comer demais. Algumas chegam a se queixar até de dores imaginárias. Estão sempre frustradas e insatisfeitas.
Podemos destacar neste caso, aquelas crianças que passaram por alguma situação difícil na idade entre 0 e 5 anos, como as crianças que são abandonadas, e a partir daí, podem surgir problemas psicossomáticos e de agressividade em diferentes níveis. Sua auto-estima fica comprometida e faz aparecer comportamentos que demonstram insegurança, rebeldia e outros sintomas que são preocupantes e podem ser percebidos até mesmo em sua forma de caminhar, já que nessa idade sua personalidade e identidade estão em formação.
Estas crianças, mais tarde, acabam não demonstrando interesse pelo estudo, já que não conseguem acompanhar seus colegas com a mesma idade. Como as crianças precisam do amor de seus pais, familiares, professores e colegas, é de se esperar que na família e na escola, se desenvolva todo e qualquer tipo de dificuldade.
A auto-estima é um valor que uma pessoa tem de si mesma a partir da competência que demonstra para executar diferentes tarefas e também, da valorização que lhe é dada pelas pessoas. A auto-estima atingida, acaba gerando o fracasso. Por isto, aconselho pais e professores a estarem atentos a seus filhos e alunos, independente da idade.

Procurar um psicopedagogo, pode prevenir problemas importantes de aprendizagem na vida de muitas crianças e adolescentes.

Danielle Manera Ramalho


umtoquedemotivação.com
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:29  comentar


Um suposto comunicado de Jordan Chandler, menino que acusou Michael Jackson de abuso sexual em 1993, desmente o caso e afirma que o mentiu influenciado pelo pai.
A mensagem circula na internet e teria sido escrita pelo próprio Jordan. No texto, ele se diz arrependido da mentira: “Eu prometi que quando Michael morresse eu contaria a verdade. Isto é para você Michael: sempre vou te amar”.
“Eu nunca quis mentir e destruir a vida de Michael, mas meu pai me fez contar mentiras. Agora posso dizer que sinto muito e que espero que ele me perdoe”, diz o texto.
Em 1993, Jordan acusou Michael de abusar sexualmente dele. O caso nunca foi a julgamento porque Jackson fez um acordo com o pai do menino, Evan Chandler, pagando U$ 22 milhões.

Caso Jordan Chandler
Caso Jordan Chandler é uma expressão criada e utilizada pela imprensa para se referir à primeira acusação de abuso sexual feita contra o cantor Michael Jackson, em agosto de 1993. Jordan Chandler é o nome da suposta vítima, na época com 13 anos de idade. As acusações nunca foram levadas a julgamento e o caso arquivado depois de um acordo amigável realizado entre as partes em 1994.
As dúvidas sobre o comportamento de Jackson para com a criança foram levantadas pelo pai biológico de Jordan, Evan Robert Chandler. Nascido no Bronx, em 1944, Chandler se formou dentista e tentou sucesso como roteirista de cinema. No final dos Anos 70 mudou-se para Los Angeles com a mulher June na tentativa de deslanchar a nova carreira. Também morou em Nova York com o mesmo propósito, mas sem sucesso. Na década de 80, quando Jordan já havia nascido, retornou para Los Angeles com a família. Se divorciou da esposa em 1985. A custódia da criança ficou com a mãe e a Justiça estipulou que Chandler lhes pagaria uma pensão de 500 dólares por mês.
No início dos Anos 90, Evan havia formado família com a segunda mulher, uma advogada, e tido dois filhos. No início não se contrapôs ao relacionamento do filho com Jackson. Em junho de 1993, depois de voltar de Mônaco, onde havia participado do World Music Awards, Jackson fez uma visita de cinco dias ao menino, na casa do pai. Foi quando Evan percebeu que o cantor dormia com o filho e o caçula da ex-esposa, na mesma cama. Embora tenha admitido que Michael e Jordan sempre tenham dormido vestidos, foi nessa época que levantou suspeitas de que tivesse ocorrido alguma transgressão.
Em agosto de 1993, o jovem Jordan Chandler, de 13 anos de idade, representado pelo advogado civil Larry Feldman, acusou Michael Jackson de abuso sexual. As declarações, feitas à imprensa, nunca foram entregues à Justiça e, por conseqüência, o astro não chegou a ser indiciado pelo crime. Apesar disso, o promotor distrital Tom Sneddon deu início a investigações paralelas no final do mês pelo condado de Santa Ynez, residência oficial de Jackson.
As acusações geraram frenesi em todo o mundo. Michael cancelou o último seguimento da turnê do álbum Dangerous em outubro, pouco antes de deixar o México a caminho dos Estados Unidos. Durante uma semana daquele mês não se soube o paradeiro do astro. Ele reapareceu internado aos cuidados do terapeuta Beauchamp Colclough, na Irlanda do Norte, em uma clínica de reabilitação para dependentes químicos alegando a necessidade de se restabelecer de um vício em analgésicos.
Michael Jackson se pronunciou sobre as alegações pela primeira vez em dezembro de 1993, durante um comunicado transmitido simultaneamente pelas redes CNN, CBS, NBC e ABC, ao vivo do rancho Neverland. Ele se defendeu, afirmando ser incapaz de “causar mal a uma criança”.
Depois de seis meses de negociações, contra a vontade do cantor e do seu advogado, a companhia de seguros daquele fechou um acordo de confidencialidade com o dentista Evan Chandler. Especula-se que a família tenha embolsado quase 15 milhões de dólares. As investigações paralelas da Justiça foram arquivadas em 1994 por falta de provas. Com o acordo, o único reclamante se recusava a colaborar.
Em 1996 Evan Chandler processou novamente Jackson, alegando que Michael teria violado os termos da acção civil, quando publicamente afirmou nunca ter abusado sexualmente do garoto. Neste novo processo, Chandler referiu-se ao álbum HIStory, bem como a uma entrevista que Michael deu a Diane Sawyer. O pedido abrangia uma indemnização no valor de 60 milhões de dólares e a emissão de uma ordem judicial que lhe permitisse produzir e distribuir o seu próprio álbum, chamado EVANstory.

Comportamento de Jackson
Certos fatos no relacionamento entre Michael Jackson e as crianças são pouco usuais e tidos como controversos para grande parte da sociedade. O cantor conheceu Jordan Chandler em maio de 1992, quando a van dele quebrou na Wilshire Boulevard, em Los Angeles. O problema foi percebido pela esposa de Mel Green, funcionário de uma agência de guinchos. Green foi socorrê-lo.
Quando Dave Schwartz, dono da empresa, soube que Green estava levando Michael para o estabelecimento, chamou a esposa, June, e o filho do casamento anterior dela, um garoto de 12 anos, Jordan. Quando Jackson chegou, June contou como o filho havia enviado um desenho para o cantor quando ele sofrera queimaduras, em 1984, e deu a Michael um número de telefone para contato.
Jackson passou a telefonar para Jordan. Ficaram amigos. Três meses depois, ele e a mãe eram convidados habituais de Neverland, o rancho do artista no vale de Santa Ynez, ao norte de Los Angeles, Califórnia. A preferência de Michael pela companhia de crianças era de conhecimento público e tida como uma das excentricidades do cantor. Quando as acusações vieram à tona, em agosto, o hábito de Jackson, na época com 35 anos, de dormir com crianças foi tido como absurdo e condenado.
Em junho de 1995, durante entrevista concedida à apresentadora Diane Sawyer no programa Primetime, da ABC, o cantor pediu compreensão. Disse que o comportamento fica menos controverso quando colocado no contexto da infância que teve, sempre cercado de adultos, mergulhado em estúdios e sobre a pressão do pai, Joe, lembrado pelo rigor e violência com que tratava os filhos e a esposa.

Investigações preliminares
Em junho de 1993, Evan Chandler procurou a ex-mulher e revelou a ela as suspeitas de abuso . Inicialmente, June não acreditou. Chandler alertou que levaria a público as provas que alegava ter contra o cantor. June acionou o advogado de Jackson, Bert Fields, que contratou o investigador Anthony Pellicano para que intervisse no caso. Secretamente, gravaram uma conversa telefônica entre Chandler e o marido de June, Dave Schwartz. Quando perguntado o que Michael teria feito, Evan respondeu que ele “havia desestruturado a família. Jordan foi seduzido pelo poder e pelo dinheiro desse sujeito”.
A fita de áudio foi enviada para a rede de televisão CNN, que transmitiu a conversa com exclusividade em setembro de 1993. “Se eu for adiante com isso, ganho uma bolada. June perderá [a guarda do menino] e a carreira de Michael será arruinada”, falou em um trecho da gravação. “Tudo o que quero é levar isso a público o mais rápido”, concluiu. Para a defesa de Jackson, a fita era uma prova de que o cantor estava sendo vítima de extorsão. Para a acusação, era o relato de um pai desesperado.
Logo após ouvir a fita, Pellicano marcou um encontro com Jordan e a mãe em Century City, na Califórnia. Com uma câmera escondida, o investigador interrogou o garoto: “Michael já tocou em você? Alguma vez você o viu nu?”. A resposta, segundo a defesa, foi não. O vídeo nunca foi divulgado.



EGO e Wikipédia
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:08  ver comentários (5) comentar

Londres, 1 jul (EFE).- As mulheres que não dormem as horas necessárias têm mais risco do que os homens de sofrer doenças cardíacas, segundo um estudo divulgado hoje por especialistas de duas universidades do Reino Unido.As mulheres que dormem menos que as oito horas recomendadas têm mais possibilidades de ter problemas cardíacos do que os homens com esses mesmos hábitos de sono, segundo os especialistas da Universidade de Warwick e o University College London (UCL).Os pesquisadores descobriram que os marcadores que indicam doenças cardíacas variavam consideravelmente com as horas que as mulheres dormiam.Segundo a análise, os especialistas descobriram que os níveis de Interleukina-6 (IL-6), um desses marcadores, eram muito mais baixos em mulheres que dormiam oito horas, em comparação com as que dormiam sete.Outro marcador, o hs-CRP, que pode prever a morbidade cardiovascular, era consideravelmente mais alto em mulheres que diziam dormir cinco horas ou menos.A professora em bioquímica que liderou o estudo, Michelle Miller, da Universidade de Warwick, disse que este estudo acrescenta mais peso à relação entre o sono e os problemas cardíacos."Apoia a ideia que dormir pouco está associado a um aumento do risco cardiovascular e que a associação entre a duração do sono e os fatores cardiovasculares são diferentes em homens e mulheres", acrescentou Miller.A análise é baseada em uma pesquisa realizada com 4,6 mil participantes de entre 35 e 55 anos, aos quais foi pedida sua participação nos anos de 1985 a 1988, e que foram acompanhadas até 1991 e 1993.



link do postPor anjoseguerreiros, às 11:49  comentar

Garota de 14 anos foi resgatada quando nadava em meio a destroços no Oceano Índico.

Uma TV francesa divulgou as primeiras imagens de Baya Bakari, a garota de 14 anos que sobreviveu à queda do Airbus A310 da companhia aérea Yemenia no Oceano Índico na terça-feira (30).
Baya foi encontrada perto do local onde o avião caiu, na costa de Comores, nadando em meio aos corpos das vítimas do acidente e destroços do avião.
A garota se recupera em um hospital de Moroni, em Cosmores. Médicos dizem que ela sofreu apenas cortes no rosto e teve uma clavícula quebrada, mas está fora de perigo.
O homem que resgatou Baya disse que a adolescente se agarrou a um pedaço do avião por várias horas até ser resgatada. Ela não usava um colete salva-vidas e quase não sabia nadar. O homem disse que ela estava muito fraca para segurar à boia que foi jogada para a menina e que teve que se jogar na água para salvá-la.
Kassim Bakari, pai da menina, disse à Associated Press que ela havia sido jogada para fora do avião quando o veículo caiu.
"Ela é uma garota muito tímida, eu nunca pensei que ela fosse escapar dessa maneira," disse Bakari, descrevendo a menina como "frágil".
Baya é a única sobrevivente confirmada do acidente até agora.



G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:41  comentar


SÃO PAULO - Um problema de saúde está causando polêmica em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Cachorros estão sendo sacrificados por conta da leishmaniose. A capital sul-mato-grossense tem cerca de 132 mil cães e, segundo o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), mais de 18 mil deles já fizeram o exame para diagnosticar a doença. Os animais sadios ganharam uma coleira que repele o mosquito transmissor da doença por seis meses. Já os animais com resultado positivo, cerca de 13%, ou seja, mais de 2,3 mil devem ser sacrificados, como indica a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Em Urânia, no interior de SP, o sacrifício de 90 cães infectados pela doença revoltou os moradores da cidade e o Ministério Público precisou agir para evitar que outros animais fossem mortos.
Em Campo Grande, cerca de 150 agentes de saúde e mais 90 servidores e agentes do CCZ participam da campanha para a coleta de sangue nos cães da cidade. Os trabalhos já foram concluídos nos bairros Veraneio e Sobrinho e continuam esta semana nos bairros Nova Lima, Novos Estados, Mata do Jacinto, Estrela Dalva, Margarida, Santo Antônio, Santo Amaro e Piratininga.
A leishmaniose está presente em 20 estados, e é provocada por um protozoário que fica escondido dentro da célula. Ele é transmitido pelo mosquito flebótomo. O mosquito pica o cão infectado e depois pica o homem, contaminando os dois.
Em humanos, se não tratada, a doença pode matar, pois afeta órgãos vitais, como medula, fígado e baço. Mas existe medicação disponível na rede pública e a cura chega a mais de 90% dos casos.
Em Campo Grande, porém, muitos donos não concordam em entregar o cachorro de estimação doente para ser sacrificado.
Nas clínicas veterinárias da cidade, a prevenção da doença é feita com vacinas. Mas só os animais sadios podem tomar.
PENSEM BEM NO QUE VÃO FAZER.
A DOENÇA TEM CURA!!!!!
CLODOVIL SALVOU TODOS OS SEUS CÃES.
O GLOBO ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar



O Grupo Musical da Associação Meninos do Morumbi se apresenta nesta quarta-feira (1º/7), às 11h, na Abertura do 4º Salão do Turismo. A apresentação, que acontece no auditório Elis Regina, do Anhembi, contará com quarenta jovens da ONG, que irão executar três clássicos da música brasileira: “Aquarela do Brasil”, “Isto Aqui, O que é?”, ambas de Ary Barroso, e “Trenzinho Caipira”, de Heitor Villa Lobos. A Ministra-chefe da Casa Civil Dilma Roussef já confirmou presença.
Associação Meninos do Morumbi
A Associação Meninos do Morumbi é uma entidade brasileira do Terceiro Setor, fundada em 1996 pelo maestro Flavio Pimenta. Atende cerca de três mil jovens, a maioria residente na periferia da cidade e em comunidades pobres (favelas), na região sudoeste de São Paulo e municípios vizinhos, como Embu, Taboão da Serra e Itapecerica. A Instituição recebe jovens com idade a partir de cinco anos, gratuitamente, de todos os níveis sócio-econômicos, raças, religiões, opção sexual e portadores de deficiência, com prioridade para aqueles em situação de risco e vulnerabilidade. Mais informações sobre a ONG no site http://www.meninosdomorumbi.org.br/.

Serviço
4° Salão do Turismo 2009
Parque Anhembi
– Pavilhões Norte/SulAvenida Olavo Fontoura, 1209, SantanaTel.: (11) 3060-5000


Brasil Contra a Pedofilia
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar



Ele quer transar, e você não.

Você quer transar e ele não está disposto no momento. Só que você começa a perceber que esse momento está se prolongando, e que vocês já estão há um bom tempo sem transar. O que será que pode estar acontecendo? Cansaço físico, estresse do dia-a-dia, tentativa de escapar do parceiro ou falta de desejo. Se começa por aí, uma busca de resposta, numa tentativa de entender o que está se passando com a vida sexual do casal.
Pode acontecer de o casal se ‘entender’ e acabar chegando a um acordo, e transam, mas se isso não ficar bem resolvido, e a transa ocorrer para a satisfação de apenas um dos parceiros, para aquele que está com o tesão, a flor da pele, por exemplo, o sexo não será de todo bom. Porque no sexo, e para um sexo, no mínimo bom, ambos envolvidos, precisam de uma certa dose de energia, vontade, libido, só assim o sexo será prazeroso para os dois, mesmo que seja num número de vezes razoável, para os dois, o mais importante de tudo, é a qualidade e não a quantidade.
A mulher de hoje sabe bem o que quer. Quer ser feliz, estar feliz e se sentir realizada, e não somente dar prazer, ela quer receber e com qualidade. Fala com mais clareza de seus anseios e a cada dia se descobre mais. É exigente, sendo capaz de dizer não, e mostrar o que realmente gosta na cama e fora dela.


Para o homem, também houve mudanças, pois teve que se habituar às novas atitudes das mulheres. Tentando entendê-las, porém, sente-se de certo modo acuado e ainda despreparado para esse novo relacionamento onde tanto quanto ele, ela também quer prazer e satisfação sexual.
A falta de desejo sexual é uma queixa bastante ouvida. Homens e mulheres sae sentem angustiados por sentirem a insatisfação dos parceiros, e aí entra o medo, e um grande receio em perdê-los, por não conseguirem fazê-los entender que a inapetência sexual, a que estão passando, nada tem a ver com o amor que os unem. Essa indiferença pelo sexo que acaba por provocar muitas crises nos relacionamentos tem mais haver com a vida atual e tudo que ela engloba, do que propriamente o relacionamento em si, mas esse sim, acaba abalado e por vezes sofre um final prematuro.
As queixas sobre esse assunto já foram bem mais específicas, ou seja: Os homens sofrendo com suas disfunções eréteis e o fantasma da impotência, e as mulheres ocultando suas dificuldades em conseguir chegar ao orgasmo. Tudo isso acontecendo, sem diálogo e entendimento, e até mesmo sem a ajuda de profissionais qualificados, leva aos desencontros no sexo, e a um descompasso no desejo, do tipo, quando um está com vontade,o outro não quer, e vice-versa. E é muito difícil lidar com esse tipo de situação, porque entra em jogo toda a relação, os sentimentos, a perda que a relação sofre, a intimidade que vai ficando de lado.
Com as atitudes da mulher, em busca de novos anseios e descobertas, os homens tiveram que se preocupar mais com seu tempo entre a penetração e a ejaculação, pois para o homem, o tempo de sua parceira, não era fator tão importante na hora do sexo, pois sempre acharam que a mulher não se importava em chegar ao orgasmo. Um engano crucial por parte deles, que tiveram que descobrir, o ajuste de tempo para que o prazer sentido, agora seja o de ambos, e não apenas de mão única.

As questões, que podem estar afetando o desencontro sexual, num casal estável:

O estímulo
Às vezes, só o estímulo visual para o homem não é suficiente. É preciso mais do que o visual para se excitar. Que tal utilizar as suas mãos para fazer uma boa estimulação do pênis? E você pode fazer isso, caprichando nas preliminares.

A idade
O corpo muda, sofre algumas alterações com a idade, e a maneira de fazer sexo também. Quem não quer chegar aos quarenta anos e manter a mesma vitalidade de quando tinha seus vinte anos de idade na cama? A vitalidade pode não ser a mesma, mas não serve de regra, pois há homens, que chegam aos quarenta anos, com um ritimo diferente, mas não que se tornem apáticos ao sexo. Um homem maduro não consegue uma ereção do pênis igual à que tinha na juventude, a produção de sêmen é mais baixa, e a pressão de saída do sêmen também diminui, assim como a manutenção da ereção, que também pode ser de um tempo menor.

O estresse
A tarefa de conciliar trabalho, família, amigos, situação financeira, problemas de saúde com a vida sexual, é bem complicada. Todos esses fatores podem interferir no apetite sexual e são ingredientes fundamentais para inibir o desejo sexual. E as mulheres por serem mais suscetíveis aos estresses do dia-a dia ficam com uma baixa na libido. Qualquer pessoa pode ter estresse ou depressão, ficar desanimada, irritada, com alterações do sono, e do apetite sexual.
Essa fase requer paciência, carinho e cumplicidade, pois é preciso ter naturalidade para lidar com os altos e baixos que podem ocorrer na cama.
Jamais faça sexo automático, isso é prejudicial à saúde. Faça por prazer, por vontade.
Alterara a rotina, experimentar uma sessão de masturbação mútua. Praticar atividades físicas. O exercício libera no organismo substâncias químicas que aumentam o bem-estar, e diminuem o estresse, favorecendo a volta da libido.

Um momento difícil
Qualquer relacionamento pode ter seus momentos difíceis. Brigas, desentendimentos, tudo isso pode refletir na hora do sexo. Mas para isso, um bom e verdadeiro diálogo sempre ajuda, é preciso enxergar o que está acontecendo e tentar resolver. “Nada de ir empurrando os problemas, isso só tende a piorar a situação”. A vida “é feita de momentos, e eles costumam sempre passar”.
Saia da rotina busque o desejo e volte a ser feliz sexualmente, e pra começar, você pode fazer muitos mimos no seu parceiro, preparando um cardápio afrodisíaco, com algumas velas aromáticas acesas pela casa, um bom banho juntos, com direito a sais aromáticos e, quem sabe até mesmo um strip-tease caprichado antes de cair na água. Depois um jantar daqueles.
Quem não gosta de ser mimado, de ter a atenção e o carinho do parceiro. É sempre uma tentativa, voltar no tempo, como no início do namoro, o desejo reaparece, o tesão também, e quando você menos perceber, a vida sexual volta a ser ótima.
E, que tal uma noitada fora de casa, afinal de contas, o mesmo ambiente sempre, cansa os olhos, a mente, e porque não dizer, até mesmo, o corpo. Fazer uma surpresa, reservando uma suíte num motel novo da cidade, ou mesmo num hotel de luxo, e passar uma noite por mês fora de casa. Se não houver dinheiro para esse tipo de extravagância, procurem um acampamento ou uma pousada romântica na serra. O importante é ficar longe do ambiente doméstico, nem que seja por algumas horas, sem nenhuma outra preocupação na cabeça a não ser fazer agrados um para com o outro. Assim, não há como cair na rotina. A criatividade deve estar presente em tudo na nossa vida.

Adriana Sommer da Costa - Sexóloga

levei um pe......
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:36  comentar

É meia-noite. Maria volta para casa. Bairro pobre, periferia, ruas quase escuras, com raras e distantes lâmpadas. Como sempre, Maria vinha do trabalho de fazer salgados, em festa de aniversário de gente rica. Vinha cansada do trabalho nas tardes e noites de pouco ganho. Tinha que madrugar, porque de dia era arrumadeira na casa rica do seu Alcides. Queria um pouco de cama, de sossego e quem sabe algum sonho feliz, afinal Deus existe... Ainda longe, divulgou agitação lá por sua casa. Tinha Rádio Patrulha, gente, movimento e faladeira alta. Apressou o passo cansado, chegou à sua casa, que já não era casa; era monte de tijolos, tudo destruído por um fogo que ainda lambia os restos do que eram telhado, porta e as duas únicas janelas. Horror, os vizinhos calavam a boca, abriam alas para ela se achegar ao que era seu e nada mais era. O cabo da RP foi delicado. Também tinha nascido na pobreza e entendia que Maria, agora, estava mais que na pobreza, sozinha no mundo. Nem queria perguntar ou falar, nem tinha olhos e lágrimas pra chorar. O cabo deu a notícia que não precisava, ela já sabia. Foi seu filho, dona Maria! Chegou doidão, xingando o mundo e todo mundo. A senhora sabe, cheio de crack, parece que de mistura também maconha. Disse que a senhora sabia, ele já tinha ameaçado, toda a rua sabia, porque Dió e Xeda eram seus amigos juntos na droga e na fogueira – último sonho e haver da dona Maria. Ninguém pulou na frente pra falar ou defender – afinal, a sua rua, seu bairro, seu alto, sua cidade, o mundo todo, era uma droga só. Não adiantava protestar nem pedir, porque a sua casa poderia ser a próxima fogueira. Fazer um B.O., o cabo disse que podia, mas já sabia. Chegariam à delegacia, já teriam advogado na porta. Não eram traficantes, apenas usuários de droga. Já eram conhecidos e não poderiam ficar presos. Veja, senhor delegado, não tem uma pedrinha qualquer no bolso!... E logo estariam de volta para as ruas e seu mundo imundo. A Maria, nesta história? Pra que ir à delegacia fazer sua queixa? O pessoal de serviço já estava cheio de histórias iguais e até piores, como o Arceu, que queimou a casa com a mãe lá dentro, saiu e sumiu no mundo... E a Antônia, o seu Pedro da carroça? A Artemira, estuprada, com a filha de quinze aninhos e sonhos, que teria de virar puta, porque a mãe tinha que comer e ficou lelé da cuca? Que mundo era este que Deus esqueceu... ou não existe?
Amigos que me leem, os nomes não são estes, mas as pessoas são. Atendo num ambulatório da pobreza, uma noite apenas por semana – mas cada vez encontro uma nova Maria, Artemira, Antônia ou Pedro. Este é o meu caminho ao redor do mundo, onde encontro alguns exemplos, mas agora é de nós todos – porque, hoje, ricos, remediados e miseráveis estão todos criados na merda social das drogas. Deste vasto adubo nascem desgraças diárias, de que nós, privilegiados, tentamos fugir – mas trombamos logo ali adiante. Todo mundo, toda a imprensa, todos os políticos e chefes de estado contam escândalos, roubos, mortes, instalam inquéritos e ordenam leis, mas a droga fica à parte, é perigosa, temida, ameaça... e o medo cala o mundo. Eu já escrevi sobre esta desgraça; tenho pensado e sofrido com seus personagens – e penso que descobri um jeito de “chegar lá”. Vou contar em outra crônica. Não tenho medo, porque o drogado não é criminoso – é vítima, precisa de tratamento.

João Gilberto Rodrigues da Cunha
Médico e pecuarista


Jornal da Manhã
Uberaba
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:26  comentar

MUNDO NOVO - Na primeira etapa da Campanha Nacional de Vacinação Contra Poliomielite, Mundo Novo ficou em primeiro lugar entre os 78 municípios do Estado, na meta atingida pela vacinação. Os dados oficiais são da Secretaria de Estado de Saúde. O número representa que a meta da vacinação a ser atingida em Mundo Novo era de 1.095 crianças, foram vacinadas 1391, totalizando 127,03%, a maior do Estado. Com o Slogan "Não dá para vacilar. Tem que vacinar", a Secretaria de Saúde de Mundo Novo realizou uma campanha exemplar, com equipes percorrendo, com trabalho itinerante, nas áreas rurais, nos Centros Educacionais e plantão nos PSF’s dos bairros e Posto Central.Doses - A vacina contra a poliomielite é um serviço básico oferecido pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e disponível durante todo o ano nos postos de saúde, na vacinação de rotina. Além do esquema básico (três doses), a criança de até cinco anos de idade tem de tomar todos os anos as duas doses da campanha. Isso porque a paralisia é transmitida por três tipos de vírus."As várias doses se justificam por isso. Se a criança não desenvolveu a imunidade com relação a um vírus, com as várias doses, ela tem oportunidade de se imunizar", explica a Secretária de Saúde Rosária Lucca.


Jornal O Progresso
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:19  comentar

Com o objetivo de alertar a comunidade escolar sobre os malefícios que o crack causa na vida do ser humano, a Polícia Civil vem realizando palestras nas escolas da rede pública e privada do município. O evento conta com o apoio de empresas locais e é realizado em parceria com o Consepro, Rede Jovem e Associação de Jovens Amigos Voluntários de Igrejinha. Segundo o agente Jairo Almeida dos Reis, da DP de Igrejinha, desde o mês de maio já foram realizadas 20 palestras, de um total de 40, as quais estão programadas para ocorrer até a primeira quinzena do mês de julho, atingindo os alunos a partir da 5ª série do Ensino Fundamental e 1ºs anos do Ensino Médio.
As palestras são realizadas para grupos de até 100 alunos a fim de que o assunto seja melhor aproveitado. São mostrados slides com os danos causados pela droga na vida familiar, educacional e profissional do usuário. Conforme levantamento de dados realizados pelos agentes da Polícia Civil, em Igrejinha cerca de 60% dos delitos registrados são praticados devido o uso do crack, sendo que mais de 50% dos usuários possuem idade entre 18 e 30 anos e cerca de 20% dos menores infratores, atendidos pelo Conselho Tutelar, são usuários da droga.
Durante as palestras também são sorteadas camisetas aos alunos com a frase: “CRAQUE NÃO USA CRACK”, além de serem distribuídos folders que alertam sobre os sintomas da epidemia e orientam a comunidade a participar do Disque-Denuncia através do fone (51) 3545-1190, a fim de que novos pontos de tráfico sejam desbaratados. De acordo com os agentes, durante os encontros são citados casos que são atendidos diariamente na Delegacia de Polícia, de adolescentes que estão se prostituindo por causa da “pedra”, que furtam objetos de dentro de casa e pais de família que chegaram a vender até a própria casa para sustentarem o vício.
A iniciativa cita ainda casos de usuários que buscam ajuda para recuperação, os quais são encaminhados ao CAPS (Centro de Atenção Psicossocial), localizado na Rua 7 de Setembro, 964, Bairro Bom Pastor, em Igrejinha, e o Desafio Jovem de Três Coroas.



Diário de Canoas
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:07  comentar

O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito da Pedofilia, senador Magno Malta (PR-ES), criticou, nesta terça-feira (30), a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ), tomada no dia 17 deste mês, de absolver dois homens acusados de explorar sexualmente três adolescentes no Mato Grosso do Sul. Para Malta, a decisão “envergonha a todos porque não existe criança prostituta nem prostituição infantil”, mas sim jovens induzidas a isso.
De acordo com o processo, os réus contrataram os serviços sexuais das adolescentes, mas o STJ entendeu que “cliente ou usuário de serviço oferecido por prostituta não se enquadra” no crime de submeter criança ou adolescente à prostituição ou à exploração sexual, previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).
Magno Malta declarou, em entrevista à Rádio Senado, que os ministros não se ativeram às novas determinações do ECA, modificadas com a Lei 11.829/08, originária de projeto da CPI que alterou o estatuto para criminalizar condutas relativas à pedofilia. Ele explicou que, antes dessa modificação, quando um adulto praticava sexo com uma menor, apenas o aliciador, o “cafetão” era preso. Ele lamentou que esse antigo entendimento tenha sido seguido pela corte.
- Os ministros do STJ não conheçam a legislação; quando a CPI da Pedofilia fez a lei modificando os artigos 240 e 241 do ECA, mudou essa aberração – protestou Magno Malta.

Elina Rodrigues Pozzebom


Agência Senado
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:57  comentar

Um projeto conjunto da agência espacial americana, a Nasa, e do Ministério do Comércio do Japão gerou o mais completo mapa da topografia da Terra, cobrindo 99% da superfície do planeta.

As imagens, que devem ser liberadas para serem baixadas e usadas gratuitamente, foram capturadas pelo radiômetro Aster (sigla em inglês de Advanced Spaceborne Thermal Emission and Reflection Radiometer, ou Radiômetro Espacial Avançado de Emissões Térmicas e Reflexão), a bordo do satélite artificial Terra.
Conhecida como Vale da Morte, no leste da Califórnia, a região reproduzida acima abriga o ponto mais baixo da América do Norte, mais de 85 metros abaixo do nível do mar.


Na cordilheira do Himalaia, as imagens do Aster revelaram uma grande variação no fluxo dos glaciares. A velocidades no norte são muito mais baixas, indicando mais gelo estagnado do que no sul.

A Nasa agora vai atualizar o banco de dados com novas informações fornecidas pelo Aster para detalhar o mapa atual ainda mais.

BBC Brasil

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:26  comentar


Um estudo australiano sugere que fazer sexo todos os dias melhora a qualidade do esperma e poderia aumentar as chances de gravidez.

A pesquisa do Sydney IVF, um centro de tratamento de infertilidade, foi apresentada em Amsterdã, na Holanda, durante um seminário da Sociedade Europeia para Reprodução e Embriologia.
Os pesquisadores analisaram 118 homens com problemas de infertilidade e os resultados apontam que oito em cada dez participantes apresentaram uma melhora média de 12% nos danos do DNA do esperma depois de sete dias de ejaculação diária.
Além disso, o esperma também se tornou mais ativo durante a semana de análise, com um pequeno aumento na mobilidade.
O estudo observou ainda uma queda no número de espermatozóides no sêmen de 180 milhões para 70 milhões durante o período. Segundo os pesquisadores, apesar da queda, os homens permaneceram no nível normal de fertilidade.

Danos
O pesquisador David Greening, que liderou o estudo, disse que o conselho geral para os casais tem sido o de fazer sexo a cada dois ou três dias.
Ele explica, no entanto, que a melhora na qualidade do esperma observada a partir da ejaculação diária poderia ser explicada pois os espermas acumulados durante dias podem apresentar mais deformações pois ficam expostos a radicais livres durante o tempo em que ficam armazenados nos epidídumos - pequenos canais localizados nos testículos.
Segundo Greening, apesar dos resultados promissores, mais testes são necessários para identificar se os benefícios da ejaculação diária podem ser observados também em homens sem problemas de infertilidade.
Ele alerta que fazer sexo todos os dias por muito tempo – um período de 15 dias, por exemplo – poderia reduzir demais o número de espermatozóides.
Greening explica que “muito sexo diário” é recomendado no período de ovulação da mulher para aumentar as chances de gravidez.
De acordo com o pesquisador, os resultados do estudo podem ter implicações para casais que estão fazendo tratamento de fertilização in vitro. Isso porque os homens que passam por esse tipo de tratamento são aconselhados a não manter relações sexuais por pelo menos dois dias para aumentar o número de espermatozóides na hora da ejaculação.

Casos individuais
Segundo o especialista em fertilidade Alan Pacey, da Universidade de Sheffield, na Inglaterra, a descoberta de que ejaculações diárias melhoram as chances de gravidez é interessante, mas seria errado pensar que esse é o caso para todos os homens.
“Por exemplo, para homens que já possuem pouca quantidade de esperma, as ejaculações diárias podem reduzir ainda mais esse total e apesar de o esperma ser mais saudável, o número reduzido pode impedir as chances de uma concepção normal”, disse Pacey.
Ele afirma ainda que o melhor conselho geral para casais que estão tentando engravidar naturalmente seria “manter relações a cada dois dias para garantir a saúde do esperma em cada ocasião”.
Greening explica ainda que esse conselho pode ser diferente para homens que estão se preparando para tratamentos como a fertilização in vitro. Segundo ele, exames que medem os danos no DNA do esperma podem alterar a recomendação médica sobre a frequência das relações sexuais.



BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:11  comentar


Uma menina de seis anos morreu afogada na piscina de um clube na cidade americana de Winston-Salem, Carolina do Norte, no momento em que oito salva-vidas estavam trabalhando.
A menina, Ja'Nae Nicole McCullum, fazia parte de um grupo de 21 crianças do Clube de Meninos e Meninas do Exército da Salvação, que contava com dois responsáveis adultos que estavam na piscina. A polícia informou que entre 30 e 35 pessoas estavam na piscina do clube Kimberly Park na ocasião.
De acordo com a página na internet do JornalNow, de Winston-Salem, a família de Ja'Nae afirmou que ela não sabia nadar. Os parentes estão questionando a supervisão das crianças no clube.
A bisavó da menina, Betty Fowler, afirmou que assinou a permissão para que Ja'nae McCullum fosse com o grupo a outro clube, na cidade de Greensboro, e não ao clube da cidade, que tem uma piscina mais funda.
Alerta
Ja'Nae McCullum estava no clube Kimberly Park na tarde de sexta-feira com seu grupo do Exército da Salvação quando um homem a viu debaixo d´água, na parte mais profunda da piscina. O homem alertou um salva-vidas que estava em uma das cadeiras próximas, segundo jornais locais.
O salva-vidas imediatamente pulou na piscina, tirou Ja'Nae da água e começou o processo de ressuscitação cardio-pulmonar. A criança foi levada para o hospital por paramédicos.
"Eles não conseguiram fazer o coração dela voltar a bater, o que significa que (Ja'Nae esteve no fundo da piscina) por um tempo, minutos, pelo menos", disse Donald Jason, que fez a autópsia em Ja'nae McCullum, ao JornalNow.
Betty Fowler afirmou que Ja'nae McCullum e seu irmão de sete anos estavam matriculados em aulas de natação, mas afirmou que a bisneta não sabia nadar.
Agora a família questiona como as crianças estavam sendo supervisionadas no clube. O Exército da Salvação não fez nenhum comentário sobre o caso.
Oito salva-vidas trabalhavam no clube no momento do afogamento. Um salva-vidas fica em cada uma das duas cadeiras e os dois salva-vidas têm a responsabilidade primária de vigiar a piscina em turnos rotativos de 15 a 20 minutos, de acordo com Dick Butler, supervisor das piscinas municipais de Winston-Salem.
Butler acrescentou que vai investigar o incidente e descobrir onde cada um dos salva-vidas estava e o que eles faziam quando Ja'Nae McCullum se afogou.



BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

A Assembleia Geral da ONU condenou, nesta terça-feira, por aclamação, a deposição do presidente eleito de Honduras, Manuel Zelaya, e pediu às autoridades hondurenhas que o líder seja reconduzido ao poder ''imediatamente e incondicionalmente''.

Em uma resolução aprovada de forma consensual, a assembleia da ONU pediu ''com firmeza e categoricamente, que todos os países não reconheçam outro governo que não seja o de Zelaya''. Zelaya foi deposto no último domingo. Tropas militares invadiram o palácio presidencial e obrigaram o presidente hondurenho a embarcar às pressas, ainda de pijamas, para a Costa Rica, onde se exilou.
Em uma coletiva de imprensa após discursar na Asssembleia Geral das Nações Unidas, Zelaya saudou a resolução da ONU e afirmou que retornará a Honduras nesta quinta-feira, apesar das ameaças feitas por parte do presidente interino do país, Roberto Micheletti, de que ele será preso ao desembarcar.
Na noite desta terça-feira, a justiça hondurenha afirmou ter uma ordem de captura contra Zelaya, que seria acusado 18 delitos, entre eles “abuso de autoridade” e “traição”.
Durante a coletiva, Zelaya afirmou ainda que retornará ao seu país acompanhado pela presidente da Argentina, Cristina Kirchner, pelo presidente do Equador, Rafael Correa, e pelo secretário-geral da OEA, José Miguel Insulza.

Concessão
Em uma aparente concessão aos oposicionistas, que o acusam de tentar mudar a Constituição do país para conseguir um novo mandato na Presidência, Zelaya afirmou não ter intenções de permanecer no poder além de seu mandato, que termina em 27 de janeiro.
Depois disso, segundo afirmou, pretende retornar à vida de “fazendeiro no campo”, sem nenhuma atividade no governo do país.
“Eu não vou tentar reunir uma assembleia constituinte. Se me for oferecida a possibilidade de permanecer no poder, não aceitarei. Quero completar meus quatro anos de mandato, e vou lutar por isso”, afirmou.
Zelaya ainda classificou o governo interino de Honduras como uma “ditadura”.

Apoio internacional
Também nesta terça-feira, o presidente deposto de Honduras se encontrou com representantes da Organização dos Estados Americanos em Washington.
No início da reunião extraordinária da OEA, o chanceler argentino, Jorge Taiana, eleito presidente da sessão, pediu aos países-membros “que condenem de maneira enérgica o golpe de Estado em Honduras e exijam o retorno urgente e incondicional do presidente Zelaya”.
Expressando apoio veemente ao presidente deposto, Taiana afirmou ainda que, caso Zelaya não volte ao poder, Honduras deveria ser suspensa da organização.
“Não estamos julgando apenas a democracia em Honduras, mas o processo democrático em todo o hemisfério. Por esta razão, caso as gestões diplomáticas não tenham sucesso, se nossos pedidos forem infrutíferos, devemos aplicar o artigo 21 da Carta Democrática e suspender Honduras de seu direito de participação na OEA”, disse Taiana.
Também nesta terça-feira, o ministro das Relações Exteriores da Espanha, Miguel Angel Moratinos, afirmou que está negociando a retirada de todos os embaixadores da União Europeia de Honduras devido ao golpe.
Segundo Moratinos, esta seria uma “medida necessária e urgente para mostrar a firmeza da União Europeia diante da ruptura da ordem constitucional” no país.
O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, também afirmou nesta terça-feira que a instituição está “fazendo uma pausa” nos seus empréstimos a Honduras.
Zoellick afirmou que o banco está trabalhando “próximo à OEA para lidar com a crise de acordo com a carta democrática” do órgão.




BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:58  comentar

RIO - O irmão da menina austríaca Sophie Zanger, de 4 anos , também sofria maus-tratos. O exame de corpo de delito feito no menino de 12 anos comprova que ele - assim como a irmã, que morreu por traumatismo craniano no dia 20 de junho - tem marcas de agressão no corpo. Giovana dos Santos, de 42 anos, e Lílian dos Santos, de 21, tia e prima das crianças, vão ser indiciadas por tortura, com agravante da morte. O delegado Aguinaldo Ribeiro da Silva, da 36ª DP (Santa Cruz), concluiu nesta terça-feira o inquérito, que será encaminhado hoje à Justiça.
(Saiba mais sobre o caso)
Uma comissão da Secretaria Nacional de Justiça veio ao Rio para agilizar o translado do corpo de Sophie para a Áustria, onde ela e o irmão nasceram. Eles teriam vindo para o Rio há dois anos, trazidos pela mãe, Maristela dos Santos, sem a permissão do pai, o austríaco Sacha Zanger. Com problemas psiquiátricos, Maristela desapareceu e a guarda das crianças foi dada à tia, Geovana dos Santos.
No último dia 12, Sophie deu entrada na Unidade de Pronto-Atendimento de Santa Cruz com sinais de espancamento. No dia seguinte, o Disque-Denúncia também recebeu ligações informando maus-tratos contra a criança. Ela ficou uma semana em coma, até falecer. Um lado inicial do Hospital Adão Ferreira Nunes mostrou que a menina estava com hematomas espalhados pelo corpo, reforçando a hipótese de abuso físico. Na última quinta-feira, um laudo do Instituto Médico Legal de Duque de Caxias comprovou que Sophie Zanger sofria maus tratos. A perícia revelou que a causa da morte foi traumatismo craniano causado por ação contundente.



O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Julho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9


21
22
23
24
25

26
27
28
29
30
31


arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO