notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
2.5.09
Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

Seja você mesma, e não quem eles querem que você seja

Como desempenhar esse papel de forma equilibrada e saudável? O que o pai das crianças pode dizer e fazer para consolidar um lugar para sua nova companheira?

Você já se perguntou...
Se você está iniciando uma relação com um homem que já tem filhos, é hora de se fazer algumas perguntas. Você pretende ser fiel a si mesma? Ou será que o seu primeiro impulso é agradar aos outros a fim de poder conquistá-los desde o começo? Tome cuidado. O começo é muito importante: o que você plantar agora é o que vai colher no futuro. As crianças conseguem perceber a honestidade e o carinho verdadeiros, mesmo no começo. É melhor ser sincera e verdadeira do que prometer algo que você não poderá cumprir. Não importa se a mãe biológica era ou é desse ou daquele jeito. É importante que todos entendam, inclusive você, que não veio para substituí-la. Você é única e merece uma oportunidade para que a conheçam, da maneira que você é.

O poder da mãe biológica
Se você também tem filhos de uma relação anterior, provavelmente seja mais simples. O vínculo biológico está sempre presente para recordar a real situação. Mas não quer dizer que você possa dar atenção de modo diferente ou fazer diferenças entre eles. De jeito nenhum. Deixe apenas alguns detalhes ou determinados assuntos para serem resolvidos pela mãe biológica. Nunca interfira nessa relação, já que você iria bater de frente com as forças da natureza. É muito importante que você converse sobre isso com seu companheiro, já que ambos devem estabelecer alguns pontos em comum. Ele também deve mostrar aos filhos qual é lugar que você ocupa.

Aprenda com eles
Se você não sabe como e o quê fazer, repare como as crianças conseguem amar muito além do nome que o vínculo possa ter. Eles são sinceros e não ficam analisando. A única coisa que querem é ser amados, por isso se entregam completamente quando sentem que o outro é verdadeiro. Obviamente, não será fácil e muitos problemas surgirão no dia-a-dia. Aprenda com eles. Eles sempre conseguem esquecer rapidamente a irritação e voltam a sorrir. Entregue-se completamente! Se todos derem o melhor de si, tudo dará certo.


fonte:DISCOVERY BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:59  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

CAIRO - As autoridades do Egito começam hoje a sacrificar o rebanho de porcos do país, apesar da Organização Mundial de Saúde (OMS) ter declarado que não existe nenhuma evidência de que os animais transmitam a gripe suína aos humanos.
O governador do Cairo, Abdel Halim Wazir, anunciou que serão sacrificados cerca de 60 mil porcos, criados em condições desfavoráveis em um bairro pobre da capital egípcia.
Até agora, o Egito não registra casos da nova gripe. Por isso, a decisão de sacrificar os animais foi muito criticada. O governo explicou que se tratava de uma medida de higiene, e não de prevenção contra a doença.


fonte:JB On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:53  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

As aves, assim como os seres humanos, podem ter habilidade para acompanhar ritmos, de acordo com dois estudos publicados na revista especializada Current Biology.

"Nós descobrimos uma cacatua (chamada Snowball) que dança no ritmo de música", disse Aniruddh Patel, do Instituto de Neurociências de San Diego, no Estado americano da Califórnia, que realizou um dos estudos.
Patel e sua equipe viram um vídeo da cacatua no site YouTube e analisaram quadro a quadro. A ave acelera ou retarda os movimentos de acordo com o ritmo da batida.
Cientistas da Universidade de Harvard, também nos Estados Unidos, examinaram o movimento de Snowball e também de Alex. O papagaio africano parecia mas começou a movimentar a cabeça ao ouvir pela primeira vez uma determinada música.
"Nós trouxemos uma nova música que sabemos que Alex nunca ouviu, então não havia possibilidade de ele ter sido treinado para dançar este ritmo", disse Adena Schachner.
"Nós ligamos uma câmera e começamos a gravar. Ficamos chocados ao ver que Alex começou a dançar na batida."
Os especialistas sugerem que a mesma parte do cérebro que evoluiu para permitir que o homem e algumas espécies aprendam a reproduzir sons diferentes pode ser responsável pela habilidade de dançar.


BBC BRASIL
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:24  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar

Vítima é Juliana Ferri, 29 anos, que estava desaparecida desde quinta

A polícia localizou no início da tarde deste sábado, em Erechim, o corpo de Juliana Ferri, 29 anos. Ela estava desaparecida desde a noite de quinta-feira, quando deixou o trabalho para ir para casa, por volta das 20h20min. O corpo da auxiliar administrativa foi encontrado a cerca de 500 metros da residência dela, na Avenida Maurício Cardoso, no bairro Estar do Chile, em um matagal próximo a uma antiga pedreira. A vítima, que foi encontrada seminua, estava entrando no sexto mês de gestação. Juliana foi achada por volta das 13h por familiares que haviam organizado um mutirão para buscas junto com a Polícia Civil. No mesmo local onde estava o corpo há pelo menos registros de dois estupros, na última semana. Mesmo assim, o delegado da Polícia Civil Wanderli Antunes Leandro disse que ainda não é possível afirmar que exista ligação entre os casos. O local foi cercado e isolado e guarda a chegada da perícia de Passo Fundo, que fará a retirada do corpo e análise da cena do crime.


fonte:Zero Hora
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:53  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Exame clínico adequado pode diagnosticar até 70% das doenças.
Em qualquer idade, clínico geral deve ser consultado anualmente.


Um acompanhamento médico adequado e exames clínicos meticulosos podem diagnosticar precocemente doenças cujos tratamentos são mais eficazes quando são iniciados mais cedo. Mais do que exames de rotina feitos anualmente, Antônio Carlos Lopes, professor de clínica médica da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e presidente da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, afirma que com um bom exame clínico é possível fazer 70% dos diagnósticos.
“Um exame clínico meticuloso inclui uma boa conversa com o paciente, para saber sobre seus hábitos de vida, a prática de atividades físicas, os antecedentes familiares, e um relatório sobre o funcionamento dos órgãos e sistemas do paciente. Depois disso, é preciso que o médico examine todo o paciente, inclusive pele, unhas, língua e boca, por exemplo”, diz Lopes ao G1.
A ministra da Casa Civil Dilma Roussef descobriu um linfoma durante exames de rotina. O linfoma é um tipo de câncer do sistema linfático. A ministra tem a forma mais agressiva de linfoma. Mas, como a doença foi descoberta num estágio bastante inicial, as chances de cura são grandes.
A partir do levantamento de hipóteses de diagnóstico pelo exame clínico, o médico deve pedir exames laboratoriais complementares para que seja feito um acompanhamento da saúde do paciente. “Todos os exames solicitados pelo médico e a frequência com que esses exames devem ser realizados dependem diretamente dos antecedentes familiares dessa pessoa, então é muito difícil traçar um calendário de exames. Um check-up verdadeiro é uma boa consulta médica”, diz o especialista.
Vale ressaltar que, em qualquer idade, homens e mulheres devem consultar um clínico geral anualmente para que ele possa avaliar a necessidade de exames mais específicos. Um bom check-up começa, de fato, nessas consultas.

Mulheres

Após a primeira menstruação
Após a primeira menstruação, a mulher deve consultar um ginecologista, que fará uma avaliação geral de sua saúde com exames de dosagens hormonais. Outros eventuais exames, como por exemplo ultrassonografias, devem ser determinados após um exame clínico sobre os hábitos da paciente e antecedentes familiares.

Após o início da vida sexual
Após o início da vida sexual, além dos exames clínicos de toque, a mulher deve realizar anualmente o papanicolau, mamografias (caso a mulher tenha antecedentes de câncer de mama) e triagens gerais como exames de hormônio, glicemia, triglicéride, colesterol, ácido úrico e hemogramas.

A partir dos 45 anos (ou 40 anos, em caso de fumantes)
Além dos exames ginecológicos e as triagens já indicadas, a mulher deve realizar exames ergométricos, para avaliar a saúde do coração, e tomografia do tórax. A ultrassonografia é indicada conforme a necessidade de cada paciente, avaliada pelo médico.

Homens

Antes dos 40 anos
Antes dos 40 anos, o homem deve ir ao médico anualmente e realizar exames regulares de triagens gerais, como colesterol, triglicéride, glicose, ácido úrico e hemograma. Outros exames mais específicos dependem da avaliação feita pelo médico durante as consultas que devem ser feitas anualmente.

A partir dos 40 anos
A partir dos 40 anos, além das triagens gerais já citadas, o homem deve realizar testes ergométricos, tomografia de tórax, colonoscopia, que previne o câncer colo-retal, e o exame de próstata, que previne o câncer de próstata. A frequência com que cada um desses exames deve ser realizado é determinada pelo médico que acompanha o paciente.

Fonte: G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:20  comentar


Causas, origens, religião e comportamento sexual.
Ao fazer pesquisas na web é incrível como ainda esbarramos em informações erradas, preconceituosas, difamatórias e não corretas a respeito do "homossexualismo", termo não mais usado por remeter a época em que a prática sexual entre pessoas do mesmo sexo era considerada uma perversão sexual pela ciência (sufixo "ismo").

Além disso muitos destes textos falam sobre as "possíveis" causas e origens que, se você pensar, é um verdadeiro ato de preconceito. Ou você já leu algo sobre as "causas e origens da heterossexualidade?". Se leu, com certeza foi um artigo meu, com o mesmo título, satirizando a frenética - e obsessiva - busca de estudantes e pesquisadores em descobrir as causas e origens da (sua própria?) homossexualidade.

Para ajudar, alguns religiosos, sem estudos científicos e com sérios problemas internos com relação a (sua?) homossexualidade, se acham no direito de escreverem textos e artigos sobre a prática sexual erroneamente combatida durante anos. Vale dizer que, em meus estudos, e que também cito em meu livro chamado (sobre a homossexualidade, mais info visite: ), notei que este problema é muito mais grave do que se imagina.

Ao pesquisar sobre as práticas homossexuais, durante anos, e por ser também homossexual, me deparei com algo muito mais problemático chamado sexualidade humana. Notei que, as pessoas não sabem o que é sexo. Não existe diálago dentro da família, escola e mídia. Tudo ainda é muito obscuro, proibido e acontece quase que "ao acaso". E sempre de forma reprimida. Para terem idéia a castração sexual na sociedade é tão grande que a população ainda sofre deste mal.

Sexo é pecado? Se masturbar é algo ruim? Acreditem ou não, até livros de médicos, escritos para outros médicos nos séculos passados, diziam que sim, lembro-me de um livro que dizia que, ao se masturbar, a pessoa perdia sangue e, dependendo, poderia vir a falecer. Em artigos médicos, também antigo, diziam que a masturbação era a causadora oficial da epilepsia. Ridículo não? O pior é que coisas absurdas com relação a sexualidade continuam sendo ditas. Mas até quando?

Ai você para e pensa. Se a sexualidade humana é deturpada, principalmente por alguns religiosos ortodoxos (lembre-se que até hoje a igreja católica é contra o uso de preservativos), imagine então o que falam da homossexualidade? Para ajudar, nas poucas vezes que ela é citada é sempre na forma mais negativa e condenativa possível.

As pessoas precisam entender, de uma vez por todas, que o homossexualismo, ou homossexualidade, é apenas uma expressão natural da sexualidade humana. E que não existe diferenças entre os relacionamentos heterossexuais e homossexuais.

Muitos mitos precisam ser quebrados e eliminados por terem sido criados com base no preconceito e ignorância. Já ouviu falar que a homossexualidade é gerada, ou causada, porque o homossexual teve um pai ausente? Eu conheço muitos heterossexuais que tiveram - e ainda tem - pai ausente e nem por isso deixaram de ser heterossexuais. Já ouviu falar que gays são promiscuos e não conseguem ter relacionamento fixo? Eu conheço muitos heterossexuais que também são e não conseguem ficar muito tempo com alguém. Além de vários casamentos fracassados ou terminados. Ou ainda, a cura da homossexualidade? Ou a mudança saudável para deixar de ser homossexual? Porque eles não criam também a cura da heterossexualidade? Ou para deixar de ser heterossexual? Isso é preconceito e ignorância. Não se cura algo que não é doença. Não se muda um desejo por vontade racional.

O que existe, na minha forma de ver o mundo, é uma quantidade absurda de informações desencontradas a respeito da homossexualidade. Quando estudantes, filhos, mães aflitas, professores, educadores, apresentadores de TV, jornalistas e uma infinidade de diferentes pessoas me procuram para falar sobre o assunto, eu procuro passar o máximo de informações corretas embora, muitas vezes, não tenha tempo suficiente para isso. Por isso, na maioria das vezes, recomendo meu livro por ter sido escrito especialmente para ajudar nestas informações.

Mas o fato é que, informações erradas, preconceituosas e até ridículas existem - e muitas - tanto na web quanto fora dela e por isso minha grande preocupação com aqueles que querem saber mais sobre o assunto. Minha dica é, cuidado com tudo o que você lê, escolha profisisonais e estudiosos sem vínculo algum com qualquer tipo de religião (pois a maioria condena, exceto as releituras feita pelas igrejas inclusivas) e fique de olho até mesmo em alguns profissionais com diplomas de psicólogo. Quando estudei psicologia, por exemplo, notei que muitos da minha sala, e de outras faculdades, em congressos, tinham o mesmo problema da população em geral: não entendiam nada de sexualidade humana, muito menos da homossexualidade.

Para quem tem tempo e interesse em mais informações, além do meu livro já citado, recomendo a leitura de meus artigos, sempre atualizados, neste link:


Vamos acabar com o preconceito e, principalmente, com a falta de informação!




A homossexualidade não é transtorno médico ou psiquiátrico. É, contudo, um aspecto da condição humana que tem profundos efeitos sobre a vida dos indivíduos, das comunidades e da sociedade como um todo. A escolha dos membros do próprio sexo para relações sexuais e parceria doméstica íntima é ocorrência relativamente comum no mundo e através dos tempos, representando uma resposta particular a fatores biológicos, psicológicos e sociais inter-relacionados que dão origem à identidade pessoal e ao comportamento interpessoal. Apesar da presença universal de indivíduos homossexuais na história e na sociedade, o tema homossexualidade continua trazendo disputa e controvérsia. Discussões sobre homossexualidade costumam ser influenciadas por ignorância, medo e fuga, colidindo com dogmas morais e religiosos e contrastando com intuitos políticos.

Não obstante, a literatura psiquiátrica e científica com referência à homossexualidade tem crescido em qualidade e quantidade nos últimos 25 anos. A literatura agora dá uma perspectiva madura da homossexualidade, bem como uma orientação firme referente aos modos com os quais os médicos podem ter impacto positivo sobre a vida de seus pacientes gays ou lésbicas. Os médicos que compreendem os pontos de vista atuais sobre homossexualidade estão em posição de fornecer um atendimento clínico excelente a pacientes individuais e uma liderança humana em suas instituições e comunidades. Sem tal conhecimento, os médicos correm o risco de repetir ações preconceituosas e prejudiciais que costumavam caracterizar o tratamento médico de gays e lésbicas no passado. Este artigo fornece um panorama geral da homossexualidade e pretende ser um guia básico para psiquiatras e médicos gerais.

As informações sobre homossexualidade se propagam amplamente entre as disciplinas de psiquiatria, psicologia, medicina geral, neurociências, sociologia e antropologia. Desta forma, é difícil para quem não seja especialista encontrar, muito menos avaliar, a ciência e conhecimentos agora à disposição. A American Psychiatric Association reconheceu a necessidade de uma referência abrangente que tornaria a literatura acessível a generalistas e A especialistas igualmente. A resultante é Textbook of Homosexuality and Mental Healt, que continua a ser a melhor referência para psiquiatras e médicos gerais. Este artigo de eMedicine deve muito ao Textbook e acrescenta perspectivas adicionais de literatura mais recente.

Neste ponto, é útil analisar algumas definições e conceitos básicos. O termo identidade sexual refere-se à sensação interna de um indivíduo sobre ser masculino ou feminino, menino ou menina, homem ou mulher. De acordo com a psicologia do ego, a identidade sexual se desenvolve cedo na infância e normalmente se solidifica por volta dos 2,5 anos (Yule, 2000). A maioria dos homossexuais tem identidade sexual firmemente estabelecida e compatível com seu sexo anatômico. Por exemplo, um homem homossexual entende a si mesmo como homem, assim como o heterossexual. Quando a identidade sexual não fica firmemente estabelecida, um indivíduo pode apresentar sofrimento psicológico significativo, o que se denomina disforia sexual.

O termo orientação sexual se refere aos desejos e preferências de um indivíduo referentemente ao sexo dos parceiros íntimos. Como a identidade sexual, a orientação sexual se baseia em construções psicológicas conscientes e inconscientes profundas. Como Kinsey e cols. mostraram, a orientação sexual é mais uma dimensão do que uma categoria. Isto significa que os indivíduos tendem a apresentar uma gama de preferências e desejos, e não caem em categorias organizadas e mutuamente exclusivas.

Quem é homossexual? No nível da psicologia individual, a maioria dos adultos se sente e se identifica aos outros como heterossexual ou homossexual, apesar da fluidez bem reconhecida da orientação sexual humana. Um número menor de adultos se sente como tendo relativamente pouca preferência por um sexo em relação a outro, e se identifica como bissexual. Os termos gay e lésbica têm sido adotados por grande número de indivíduos auto-identificados como homossexuais e têm sido os modos preferidos de referência à sua orientação sexual, bem como à cultura que os indivíduos homossexuais têm desenvolvido como alternativa para a cultura principal (heterossexual).

No nível social, há notavelmente pouca tolerância com as variáveis expressões de orientação sexual e tende a haver uma obrigação em identificar os indivíduos como sendo heterossexuais ou homossexuais. Por exemplo, muitas organizações militares, religiosas, de educação e de voluntários costumam demonstrar intenso interesse se um de seus membros é ou não homossexual e determinam modos de lidar com o indivíduo, uma vez aplicado este rótulo a ele. A intenção, geralmente, é expulsar ou marginalizar de algum modo o indivíduo homossexual.

As graduações de orientação sexual recebem pouco crédito e costuma haver a noção de que evidências de comportamento orientado para o mesmo sexo indicam que um indivíduo seja homossexual. Esta escolha forçada de categorias rígidas e predeterminadas é prática que tem claros paralelos com atitudes e práticas racistas. Por exemplo, indivíduos têm sido categorizados como de cor ou brancos, com o status estimagtizado da cor escura conferido a pessoas de herança mista até quando a maioria de seus parentes é branca.

O interessante é que há importantes instituições sociais, primariamente nas artes, em que a orientação sexual parece ser mais fluida, as categorias de orientação são definidas de maneira menos clara e as práticas discriminatórias são muito menos importantes. De fato, certos artistas (como Michael Jackson) encontraram vantagens comerciais em cultivar uma imagem de identidade e orientação sexuais ambíguas. A expressão mais direta de uma identidade homossexual ainda pode levar a controvérsia e problemas profissionais em potencial para artistas importantes, como a comediante americana Ellen DeGeneres.

Complicando ainda mais o quadro, há o fato de que identidade, orientação, comportamento e atração podem ser expressos de modo que integrem elementos aparentemente contraditórios. Por exemplo, alguns indivíduos que se acham heterossexuais se envolvem em comportamentos homossexuais e vice-versa. Outras dimensões da escolha do parceiro podem receber peso juntamente com o sexo e, por vezes, podem ser de maior importância. Os indivíduos podem preferir um papel sexual mais ou menos ativo, parceiros mais jovens ou mais velhos, um ou outro foco físico de sensação erótica, uma ou outra atividade erótica, parceiros exclusivos ou não, sexualidade integrada com outros elementos de relacionamentos ou sexualidade desprovida de relação pessoal, configurações familiares estendidas ou nucleares e estilos de vida que variam de modos tradicionais a arranjos não-convencionais. Resumindo, a sexualidade vem em mais variações do que os indivíduos e a sociedade comumente reconhecem.

Novamente, deve-se enfatizar que a homossexualidade não é um transtorno psiquiátrico. Neste tópico, analisaremos brevemente transtornos psiquiátricos que envolvem elementos da sexualidade e que poderiam ser confundidos com homossexualidade. O objetivo desta discussão é diferenciar esses distúrbios da homossexualidade e encaminhar os leitores a outros artigos de eMedicine para maior discussão.

conteúdo global
www. homosse.net
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:13  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


A partir desta sexta, os homossexuais suecos poderão se casar formalmente, graças à nova legislação aprovada em abril, mas deverão esperar mais alguns meses se quiserem celebrar uma cerimônia religiosa.
A Igreja Luterana, da qual são membros mais de 70% dos suecos, adiou sua resposta oficial para o sínodo que realizará na próxima primavera, devido ao desacordo existente entre os bispos das 13 dioceses que a compõem.
As diversas opiniões tratam da aceitação do casamento entre homossexuais nos templos, do pedido de uma discussão teológica a respeito, da adoção de duas cerimônias distintas e ainda da adaptação do ritual atual.
Em 2006, a Igreja Luterana foi uma das primeiras do mundo a aceitar um ritual especial de bênção para os homossexuais registrados como casal.
Vários líderes eclesiásticos já se manifestaram publicamente a favor da união entre homossexuais nas igrejas, pedindo apenas que o termo "casamento" não fosse usado --discussão que ainda persiste.
Independentemente da decisão da Igreja, os casais do mesmo sexo deverão cumprir os mesmos requisitos exigidos a heterossexuais para se unir pelo civil: um certificado oficial que demonstre que nenhum dos noivos é menor de idade ou que já é casado, e que os dois não são parentes em primeiro grau.
A lei do casamento neutro, como ficou conhecida na Suécia, foi aprovada em 1º de abril por 261 votos a favor e 22 contra no Parlamento sueco, contando apenas com a oposição do Partido Democrata-Cristão, um dos quatro integrantes da coalizão governamental de centro-direita.
Com a adoção desta nova lei, a Suécia se une a outros países que já permitiam o casamento entre pessoas do mesmo sexo como Holanda, Espanha, Bélgica, Canadá, África do Sul e Noruega.
Segundo dados da Associação Nacional para a Igualdade Sexual sueca, há no país 4.258 casais homossexuais registrados, que agora poderão formalizar sua união.

da Efe, em Copenhague (Dinamarca)
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:04  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


Imigrantes brasileiros protestaram em Tóquio e em Hamamatsu (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)

O dia 1º de maio foi marcado no Japão pela notícia do aumento acima do esperado do índice de desemprego, que subiu para 4,8% em março, e por protestos de trabalhadores por todo o país.
Em Tóquio e em Hamamatsu, imigrantes brasileiros também fizeram manifestações, em protesto contra a discriminação de estrangeiros no mercado de trabalho.
Segundo o Ministério das Comunicações e Assuntos Internos, 670 mil pessoas perderam o emprego em março. No total, o país tem hoje pouco mais de 3,3 milhões de desempregados.
Na comparação com fevereiro, a taxa de desemprego teve um aumento de 0,4%, considerado pelo governo japonês um aumento mensal recorde. É o mais rápido crescimento desde 1967.
De acordo com os dados apresentados pelo governo, existem hoje no Japão 100 desempregados para cada 52 vagas. Esse é o índice mais baixo desde 2002.
Kaoru Yosano, ministro da Economia e Política Fiscal, disse à imprensa japonesa que o governo está tentando melhorar a situação do mercado de trabalho com um conjunto de medidas para combater a crise.
Entre as ações está o fornecimento de uma ajuda pública para que as empresas não demitam os funcionários. Somente em março, mais de 48 mil empresas pediram esse subsídio do governo. O número é 57,5% maior que o mês anterior.
No entanto, a maioria dos analistas e sindicalistas dizem não acreditar que a situação vá melhorar a curto prazo. "A situação é difícil, principalmente para imigrantes", disse à BBC Brasil Sachi Takaya, vice-presidente da Rede de Solidariedade com Migrantes do Japão. "Nós prevemos que vai haver muito mais demissões ainda esse ano", emendou.
Protestos

Brasileiros reclamam de discriminação no mercado de trabalho (foto: Ewerthon Tobace / BBC Brasil)
Diversos protestos foram realizados por todo o Japão. Em Tóquio, os sindicatos da região conseguiram reunir cerca de 10 mil pessoas, que participaram de um ato público e, depois, seguiram em passeata pelas principais ruas do centro.
Além de empregos, os manifestantes exigiam mais rigidez do governo contra os abusos de empresas, ajuda à famílias necessitadas, entre outros pedidos.
Grupos de imigrantes brasileiros também participaram das manifestações. Na capital japonesa, um pequeno grupo, carregando bandeiras do Brasil, protestou contra a discriminação contra estrangeiros.
"Na fábrica onde trabalhava só os brasileiros foram demitidos", contou Paulo Roberto Ito, 36. Há 17 anos no Japão, o paulista trabalhou por 10 anos numa fábrica de alumínio e, em fevereiro deste ano foi cortado, junto com outros conterrâneos.
"Não queremos ir embora daqui, mas precisamos ser tratados com direitos iguais aos dos japoneses", disse o brasileiro, que vive do seguro desemprego e teve de se mudar com a família para casa do sogro.
Outra brasileira, Mieko Shinkai, de 60 anos, de Belém (PA), emocionou os japoneses com sua história. Ela teve a oportunidade de contá-la durante a manifestação.
Vítima de acidente de trabalho, a brasileira perdeu parcialmente a audição, foi demitida e agora tenta receber a indenização a que teria direito.
Em Hamamatsu, na província de Shizuoka, cidade que concentra a maior comunidade brasileira do Japão, cerca de 300 brasileiros participaram de uma passeata organizada pelos sindicatos locais.Além de fazer revindicações trabalhistas, eles protestaram contra a ajuda de US$ 3 mil dólares que o governo japonês está dando para brasileiros e peruanos deixarem o Japão.
Na cidade, segundo associações locais, cerca de 30 famílias já deram entrada no pedido e devem embarcar de volta ao Brasil no começo de maio. Mas muitos dekasseguis consideram a medida discriminatória e reclamam do fato de o governo não permitir que os beneficiados pelo esquema possam retornar ao Japão a curto prazo.
Dados contraditórios
Outro dado divulgado nesta sexta-feira pelo governo mostra que os gastos familiares na segunda maior economia do mundo tiveram uma queda de 0,4% no mês passado.
Os anúncios de hoje fecham uma semana de dados conflitantes. Na quinta-feira, o Japão comemorou uma leve recuperação na produção industrial de 1,6%, registrada em março.
Nesta mesma semana, o Banco do Japão disse que a recessão vai continuar até pelo menos 2010.

Ewerthon Tobace
De Tóquio para a BBC Brasil
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:46  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar


John Floyd Thomas Jr. teve amostras de seu DNA coletadas para análise
A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.
John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.
Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.


Fonte: BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:42  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Veterano de guerra e outro idoso foram atacados em asilo
O governo australiano pediu uma investigação após idosos terem sido atacados por camundongos em um asilo
Um veterano de guerra de 89 anos foi encontrado coberto por sangue e teve que ser sedado depois que os roedores o morderam nas orelhas, na face e no pescoço no asilo de Karingal, a 200 km de Brisbane, no Estado de Queensland (leste do país).
A filha do veterano, que não quis ser identificada, disse ao jornal Corrier Mail que seu pai sofreu dez ferimentos na região da cabeça e ficou tão angustiado que pediu por morfina e quase morreu.
Além do veterano de guerra, outro idoso também foi atacado, porém não sofreu ferimentos.
"Perturbador"
Segundo a Ministra da Saúde e Terceira Idade de Queensland, Justine Elliot, "o incidente no asilo foi extremamente perturbador".
A ministra afirmou que o asilo pode ser fechado caso a investigação aponte condições impróprias de saúde e segurança no local.
Os funcionários também serão investigados sobre o caso, disse Elliot.
Enquanto a investigação não é concluída, a administração do asilo está tentando exterminar os animais, colocando mais armadilhas.
Camundongos são considerados pragas em partes do Estado de Queensland. O Departamento de Saúde diz que a infestação ocorre quando a clima começa a esfriar e obriga os roedores a procurar locais mais aquecidos.
O Sindicato de Enfermeiros disse estar chocado pelo ocorrido e solicitou o fechamento do asilo, caso as autoridades não consigam remover os roedores.

Giovana Vitola
De Sydney para a BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:32  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar

Especialistas da SPPT reforçam a importância de políticas públicas para o controle e o tratamento da doença

A asma é uma inflamação crônica das vias aéreas, especialmente brônquios e bronquíolos, os quais se tornam hipersensíveis a diversos estímulos, desencadeando crises de tosse, chiado, falta de ar e aperto no peito. É responsável por cerca de 350.000 internações no país, anualmente, sendo a quarta causa de hospitalizações pelo SUS (Sistema Único de Saúde), conforme adverte do dr. José Eduardo Delfini Cançado, presidente Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).A mortalidade por asma aumentou gradativamente nos países em desenvolvimento nos últimos dez anos, correspondendo a 5% a 10% dos óbitos por causa respiratória. No Brasil, dados de 2000 revelam que a taxa de mortalidade foi de 2,29 a cada 100.000 habitantes. Em 2006, os custos do SUS com internações chegaram a 96 milhões de reais, o equivalente a 1,4% do gasto total anual com todas as doenças. “É possível perceber que a prevalência da asma ainda é muito alta e merece atenção especial por parte dos pneumologistas”, avalia dra. Lílian Serrasqueiro Ballini Caetano, presidente da Comissão de Asma da Sociedade Paulista de Pneumologia e Tisiologia (SPPT).
O diagnóstico da asma é baseado na história do paciente e no exame clínico, associados à avaliação da alergia e a prova de função pulmonar, também conhecida como espirometria, que mede a capacidade pulmonar. Sintomas como tosse, chiado e falta de ar, principalmente à noite e pela manhã ao despertar, são indícios da doença.

Prevenção e tratamento

Evitar contato com irritantes como produtos de limpeza, fumaça de cigarro, exposição a alérgenos e ácaros, bem como o tratamento de manutenção adequado com agentes anti-inflamatórios, entre eles corticóides inalatórios, são maneiras eficazes para evitar as exacerbações. “Esta medida terapêutica prioriza principalmente a redução da inflamação das vias aéreas. O tratamento contínuo com corticóide inalatório depende da classificação e da gravidade da asma”, explica a dra. Lílian. O corticóide inalatório é o principal medicamento utilizado no tratamento devido à sua ação profilática, melhorando o processo inflamatório dos brônquios, evitando a piora clínica dos sintomas e diminuindo a intensidade e frequência das crises, além de minimizar a perda da função pulmonar.De acordo com o Consenso Brasileiro de Asma, o uso de corticóide inalatório isolado e, se necessário, associado à outra medicação, é a primeira alternativa para melhorar o controle clínico dos pacientes asmáticos. Medicamentos como beta 2 agonistas de longa duração, antileucotrienos, xantinas e corticóide oral são também opções para o controle da doença.
Plano Nacional de Controle da Asma
Diversos segmentos que prestam assistência aos pacientes asmáticos pleiteiam políticas públicas eficazes que viabilizem um tratamento efetivo e de qualidade. Em 1999, o Ministério da Saúde, a Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT), a Associação Brasileira de Alergia e Imunopatologia (ASBAI), a Sociedade Brasileira de Clínica Médica (SBCM) e a Sociedade Brasileira de Pediatria (SBP) firmaram um acordo que estabelece diretrizes para a criação do Plano Nacional de Controle da Asma (PNCA). A partir de então, as entidades criaram alguns programas de controle e atenção à asma. O esforço gerou experiências acumuladas de tratamento multiprofissional, controle da doença, redução da mortalidade e da procura a serviços de urgência. O resultado de algumas destas experiências foi a conquista de financiamento de medicamentos para asma grave (portaria GM 1.318) e, mais recentemente, a portaria 2.577, que obriga o fornecimento de beta-agonistas inalatórios de ação prolongada e corticóide inalatórios. Desde 2005, o benefício também vem sendo estendido para casos de asma leve e moderada (portaria GM 2.084).


RedaçãoeAgora.com.br
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:22  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar




O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quinta-feira revogar a Lei de Imprensa, criada no regime militar. Com isso, os jornalistas e os meios de comunicação serão processados e julgados com base nos artigos da Constituição Federal e dos códigos Civil e Penal que tratam dos crimes de injúria, calúnia e difamação.


Em relação ao direito de resposta, o entendimento do ministro do STF Menezes de Direito é que ele já está previsto na Constituição, em seu artigo 5.
O presidente do STF, Gilmar Mendes, defendeu uma norma para tratar do direito de resposta. "Não basta que a resposta seja no mesmo tempo, mas isso tem que ser normatizado. Vamos criar um vácuo? Esse é o único instrumento de defesa do cidadão."
Julgamento
A extinção da lei foi apoiada por sete dos 11 ministros da Corte. Votaram a favor da revogação total os ministros Carlos Alberto Menezes Direito, Cezar Peluso, Carmen Lucia, Ricardo Lewandowski e Celso de Mello. Eles seguiram os votos do relator do caso, Carlos Ayres Britto, e do ministro Eros Grau, que apresentaram seus posicionamentos na sessão de 1º de abril.
Os ministros Joaquim Barbosa, Ellen Gracie e Gilmar Mendes sugeriram a revogação parcial da lei e o ministro Março Aurélio Mello votou pela manutenção da norma e a criação de novas regras.

Mídia internacional repercute fim da Lei de Imprensa no Brasil


El País (Espanha)
Brasil anula lei de imprensa da ditadura militar

Os jornalistas brasileiros estão satisfeitos. O Supremo Tribunal Federal, com sete votos a favor, um contra e três reservas, aboliu definitivamente nesta quinta-feira a lei de imprensa aprovada durante a ditadura militar, em 1967, considerada em contraste com a Constituição democrática do país.
A lei abolida representava uma tormenta para os jornalistas e uma ferida para a liberdade de imprensa, ainda que os meios de comunicação deste país sempre foram exemplos de luta em favor de mais espaços para a liberdade de opinião na América Latina.

The New York Times (EUA)
Corte brasileira anula Lei de Imprensa da era da ditadura


A Suprema Corte brasileira derrubou uma lei que possibilitava a censura da imprensa e foi decretada durante os recentes anos de ditadura militar.
Em uma votação que terminou em 7 a 4 na noite de quinta-feira, a Corte determinou a inconstitucionalidade da lei uma vez que violava a liberdade de expressão.
A lei foi decretada em 1967 pelo regime militar que comandou a maior nação da América do Sul entre 1964 e 1985. Em nome da segurança nacional, a lei censurava meios de comunicação, compositores, dramaturgos e escritores e permitia a apreensão de publicações.

Fonte; Folha OnLine
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:12  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

Como vimos na postagem "Disfunções Sexuais" da série "Transtornos da Sexualidade", para o DSM IV (Manual Diagnóstico e Estatístico das Doenças Mentais) da Associação Psiquiátrica Americana, os transtornos sexuais englobam as disfunções sexuais, os transtornos da identidade de gênero e as parafilias.
O Manual divide os Transtornos de Identidade de gênero em vários tipos: Transtorno de Identidade de Gênero da Infância, Transtorno de Identidade de Gênero da Adolescência ou Idade Adulta e Transtorno de Identidade de Gênero Não-especificado. Além disso, o ICD-10 apresenta cinco tipos de diagnósticos para os Transtornos de Identidade de Gênero:
1)Transexualismo
2)Travestismo de Dupla Função
3)Transtornos de identidade de gênero
4)Outros Transtornos de Identidade de Gênero
5)Distúrbio de Identidade Genérica Não-especificado

Os transexuais são diagnosticados quando apresentam um desejo de viver e de serem aceitos como membros do sexo oposto, juntamente com o desejo de transformar o corpo com cirurgia de redesignação de gênero e terapia hormonal. A identidade transexual deve ser persistente por pelo menos dois anos e o desejo de mudança de gênero não pode ser um sintoma de outro transtorno ou de uma anomalia dos cromossomos.
NoTravestismo de Dupla Funçãoos pacientes são diagnosticados quando não apresentam o desejo de mudança permanente para o sexo oposto.
Diagnósticos de Transtorno de Identidade de Gênero não-especificados e outros são freqüentemente utilizados para descreverem uma condição intersexual, ou seja, quando um indivíduo nasce com genitália ambígua. A genitália ambígua é um raro defeito de nascença em que os genitais da criança não são claramente masculinos ou femininos por serem mal-formados, deformados ou incluírem aspectos da genitália masculina e feminina ao mesmo tempo.
Os possíveis candidatos para a cirurgia devem trabalhar com um profissional de saúde mental para o diagnóstico. Entretanto, o profissional de saúde mental oferece aconselhamento extra sobre opções de tratamento e implicações, bem como terapias e indicações para o indivíduo, sua família e empregadores.
Após o diagnóstico, ainda restam três fases para completar o processo: a terapia hormonal,a experiência de vida real, também conhecida como teste de vida reale acirurgia para mudar a genitália e outras características sexuais.Para alguns transexuais masculinos (pessoas biologicamente nascidas mulheres em transição para homens), as fases podem começar com terapia hormonal, além de cirurgia de remoção de mamas que pode acontecer antes da experiência de vida real.
Leia a postagem que finaliza a sequência: Sexo Grupal e Troca de Casais seria um transtorno Sexual?
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:03  comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

RIAD - A Arábia Saudita pode proibir o casamento para garotas abaixo de 18 anos, afirmou um ministro após o caso de uma menina de oito anos que se casou com um homem 40 anos mais velho ter provocado críticas internacionais.
- Entre as opções que estão disponíveis, e excluindo a questão da puberdade, está a proibição do casamento para pessoas abaixo de 18 anos - disse o ministro da Justiça, Mohammed al-Eissa, ao jornal Asharq al-Awsat.
Ele respondia a uma pergunta sobre os planos de seu ministério para lidar com o casamento de garotas. - Uma garota com menos de 18 anos normalmente não está apta para assumir a responsabilidade da família, especialmente se ela rapidamente der à luz (após o casamento) - disse ele.
A Arábia Saudita é uma sociedade patriarcal que aplica uma forma devotada de islã sunita que proíbe a mistura de homens e mulheres que não sejam parentes e dá aos pais o direito de casar seus filhos e filhas com quem considerarem melhor.
Muitos clérigos sauditas defendem a prática de casar garotas menores de idade, argumentando que ao fazer isso eles evitam que elas fiquem solteiras mais velhas ou a tentação de se envolverem em relacionamentos fora do casamento.
Um homem de 50 anos da pequena de cidade saudita de Onaiza concordou nesta semana em se divorciar de uma menina de oito anos.


FONTE: JB On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:55  ver comentários (2) comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Rio - A umbandista Cirene Dark, 54 anos, cardíaca, foi atacada dentro de sua casa em Pilares, na Zona Norte, pela empregada doméstica Nádia Pereira, uma pastora da Assembléia de Deus de Jardim América.
A evangélica agrediu a senhora com um banco de madeira e ainda tentou atear fogo nela. A família acredita que a tentativa de agressão tenha sido motivada por uma homenagem que Cirene faria para uma entidade da Umbanda. A denúncia foi feita pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, que reúne membros da diversas religiões no Rio de Janeiro. O fato foi registrado na 24° DP (Piedade) como cárcere privado, lesão corporal ou tentativa de homicídio, tentativa de incêndio, intolerância religiosa e dano. A agressora é pastora e missionária e teria um programa diário numa rádio pirata em Mesquita chamado "Profetizando Vitória". A vítima foi ouvida novamente nesta quinta-feira pelo delegado Antonio Ricardo, titular da 24° DP. "Foi feita uma busca na casa da agressora e não a econtramos. Ela foi intimada e deve prestar depoimento nesta sexta", afirmou o delegado. Segundo ele a mulher agredida já passou por exame de corpo de delito e o resultado deve ser divulgado em breve.
Este é o terceiro caso atendido pela Comissão de Combate à Intolerância Religiosa, em que religiosos da umbanda são agredidos fisicamente.


fonte: O DIA ON LINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:44  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar

Pesquisadores do Brasil confirmaram o aparecimento da dengue tipo 4 no país e acreditam que o vírus possa ter vindo diretamente da Ásia, em vez de passar primeiro pela América Central e Caribe, como costuma ser o padrão.
O resultado está publicado em artigo no periódico "PLoS Neglected Tropical Diseases".
No ano passado, um estudo publicado por pesquisadores do Estado do Amazonas mostrou que a dengue tipo 4 havia sido encontrada em três pacientes de Manaus, mais de duas décadas após ser registrada em Roraima, em 1982.
O Ministério da Saúde, porém, negou na época que existissem casos recentes de dengue 4. Com mais um tipo de vírus circulando, aumenta a possibilidade de um mesmo paciente se reinfectar, contraindo dengue hemorrágica, a forma letal da doença.
Agora, cientistas da USP fizeram análises genéticas detalhadas de amostras de dois pacientes de Manaus, comparando os genomas do vírus com os de outras linhagens de dengue. Concluíram que realmente se tratava do tipo 4 da dengue.
Segundo Paolo Zanotto, especialista em evolução de vírus do Instituto de Ciências Biomédicas da USP, foi uma surpresa encontrar o genótipo 1 --diferente do que circula normalmente no continente americano e do que foi observado no Brasil na década de 1980.
Além disso, o vírus da dengue costuma aparecer primeiro na América Central e no Caribe antes de chegar ao Brasil. Os pesquisadores acreditam que, desta vez, o padrão tenha sido diferente e ele possa ter vindo diretamente da Ásia.
"A intensificação da atividade econômica entre o Brasil e outros países asiáticos (especialmente a China) pode explicar a direta introdução no Brasil", escrevem os autores.
Para Zanotto, esse tipo de vírus é menos prevalente, ou seja, não acontece numa frequência muito grande na Ásia. Porém, ele aumenta a incidência de dengue hemorrágica onde ocorre. Em sua opinião, o governo brasileiro não deve esperar o vírus se tornar um problema para tomar uma atitude. "Sabemos que o vírus pode entrar no local e ser mantido em baixa prevalência até se adaptar bem à rede de transmissão."

Sem dúvida
A médica infectologista Maria Paula Mourão, da Fundação de Medicina Tropical do Amazonas, que integrou a equipe que publicou o estudo em 2008, afirma que o grupo tem plena convicção dos resultados encontrados anteriormente. "E o novo estudo corrobora com o achado que fizemos no início do ano passado", afirmou.
Questionada se ela espera que o ministério volte atrás, a pesquisadora disse que gostaria muito que houvesse "uma abertura para as pessoas novamente conversarem entre si".
Segundo Zanotto, um dos problemas de o governo dizer que a dengue tipo 4 não existe no país é o fato de não incluir esse tipo de vírus nos sistemas de detecção em uso pela vigilância do Ministério da Saúde.
Para os pesquisadores, a presença da dengue tipo 4 nas Américas "deve ser recebida com grande atenção e deve ser assegurada uma intensificação das atividades de vigilância no Brasil em particular". Isso significa considerar a inclusão da dengue tipo 4 na detecção sorológica e molecular.
A reportagem procurou a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) e o Ministério da Saúde ontem, mas não houve resposta.


fonte:Folha On Line
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:23  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar


A Livraria da Folha apresenta uma seleção de livros infantis que divertem e educam meninos e meninas de todas as idades. Veja uma seleção de sugestões abaixo -- como o Capitão Cueca, Deltora, Scooby-Doo -- e escolha os livros para presentear seu filho, sobrinho, neto ou amiguinho.

"Coleção Capitão Cueca" - Em oito volumes, traz as aventuras de Jorge e Haroldo, dois garotos que adoram escrever histórias em quadrinhos. Mas os gibis são confiscados pelo diretor do colégio, o malvado Sr. Krupp. Para escapar do castigo, os garotos o hipnotizam e fazem ele virar o super-herói Capitão Cueca!

Apesar de medrosos e atrapalhados, Scooby e Salsinha formam uma dupla e tanto! Na série de livros Scooby-Doo, eles desvendam mistérios assustadores e vivem aventuras de tirar o fôlego! Entre para a Turma dos Mistérios S.A e junte-se a Velma, Daphne, Fred, Salsicha e Scooby na missão de solucionar enigmas.

Sucesso editorial em todo o mundo, a série "Goosebumps" reúne histórias de terror de arrepiar para crianças e adolescentes! As aventuras mesclam terror e humor e fazem todo mundo ficar com o cabelo em pé!

Conheça o mundo de magia e mistério do reino de Deltora. Escrito por Emily Rodda, uma das mais aclamadas escritoras de livros infanto-juvenis da atualidade, a série de livros "Deltora Quest" conta a história de Lief, que com a ajuda de Barda, seu protetor, e de Jasmine, vive uma fantástica saga para libertar o reino de Deltora das mãos do terrível Senhor das Sombras! Conheça a primeira, a segunda e a terceira séries completas de Deltora!

Coloridos e com muito brilho, os livros da série da Barbie são recheados de dicas superlegais de moda, beleza, etiqueta, além de muitas aventuras e diversão! Os títulos são indicados para meninas que estão no processo de alfabetização e também para as mais "grandinhas", que já conseguem ler sozinhas. Alguns livros da série trazem, ainda, desenhos para colorir e lindos adesivos da Barbie!

Polly é uma garota criativa, alegre e que está sempre na moda! Destinados a meninas de 6 a 8 anos, os livros da Polly ensinam de maneira simples e atrativa lições como persistência, criatividade, honestidade, respeito e, acima de tudo, a importância da amizade e da família. As histórias refletem a personalidade animada de Polly, sempre disposta a viver aventuras com suas amigas, que adoram animais, esportes, moda e, claro, diversão! Conheça os livros da Polly.

Um pingüim azul, um alce alaranjado, uma hipopótama amarela, um canguru roxo e uma criaturinha cor-de-rosa: essa turminha incomum chegou de mansinho e conquistou crianças de idade pré-escolar no mundo todo, inclusive no Brasil. São os Backyardigans, personagens coloridos e encantadores, que adoram dançar, cantar e viver aventuras. Juntos, eles se reúnem no quintal de suas casas e, embalados por diversas canções e coreografias, conhecem desertos, florestas, montanhas e mares usando o poder da imaginação. Saiba mais sobre cada um dos volumes.

Os livros ilustrados da coleção infantil "Batman" (Fundamento) são ótimos para as crianças que estão aprendendo a ler e que adoram brincar de super-heróis. As páginas com desenhos coloridos chamam a atenção e os pequenos podem ler um capítulo de cada vez. As histórias têm bastante ação e aventura e trazem mensagens positivas, sem lutas exageradas nem violência imprópria para a idade. Nas histórias, o Homem-Morcego usa coragem e inteligência para enfrentar perigosos vilões como o Chapeleiro Louco, a Mulher-Gato e o Charada!


Esses e muitos outros!
Conheça também a lista completa de livros infantis da Livraria da Folha.
fonte:Folha On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:05  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

O pilates, um sistema de exercícios que coordena movimentos com a respiração, foi criado pelo alemão Josef Pilates. Quando criança, ele tinha uma saúde muito frágil e durante a vida, ele praticou vários esportes com intenção de melhorar sua condição física e percebeu que ao integrar mente e corpo conseguia bons resultados. Foi assim que surgiu o pilates.
De acordo com o livro "Saúde em 5 Minutos: Pilates", editado pela Publifolha, os benefícios do pilates são muitos: alívio de dores nas costas, ombros, pescoço e de cabeça; alinhamento da postura; além do fortalecimento e tonificação dos músculos.

Veja abaixo trecho do livro que explica a história do pilates e as vantagens oferecidas pela prática.

O pilates é um sistema de exercícios estruturados cuidadosamente, que coordenam os movimentos dos músculos com a respiração. Tonifica todos os grupos musculares do organismo, melhorando a postura, a definição dos músculos e a força.
O fundador do sistema, Joseph Pilates, nasceu em Düsseldorf, na Alemanha, em 1880. Foi uma criança frágil, de saúde fraca. Pilates usou uma abordagem sistemática para melhorar sua condição física. Experimentou as artes marciais, a ioga e a meditação, além de esportes aeróbicos e condicionamento de força. Ele percebeu que, ao integrar essas técnicas usando a mente e o corpo, conseguia fortalecer os músculos, condicionando todo o corpo e melhorando o bem-estar geral. Seu sistema se revelou tão eficiente que, apesar da dificuldade física dos primeiros anos, Pilates se tornou ótimo esportista, ginasta, esquiador, boxeador e artista de circo.
Tendo se mudado para a Inglaterra em 1912, foi internado no início da Primeira Guerra Mundial. Na enfermaria do acampamento, experimentou amarrar molas em camas hospitalares para que, à medida que se recuperavam, os pacientes pudessem tonificar e alongar os músculos com exercícios de resistência. Suas técnicas foram muito bem-sucedidas. Depois da guerra, Pilates voltou à Alemanha e, em 1926, emigrou para os Estados Unidos. Com a esposa, Clara, montou um estúdio em Nova York, que logo começou a atrair dançarinos, atores, atletas e ginastas. Pilates chamou seu novo e revolucionário método de trabalho corporal de "contrologia". Seu sistema - que após sua morte, em 1967, ficou conhecido como "pilates" - já é praticado há mais de 80 anos. No entanto, só nas últimas duas décadas se popularizou nas academias, que oferecem aulas individuais ou em grupo. Médicos, osteopatas e fisioterapeutas também descobriram a eficácia do sistema pilates e agora o usam para evitar ou curar contusões, como tratamento complementar.

Para quem o pilates é indicado?
Qualquer pessoa que queira melhorar a aptidão física geral, a postura e a aparência pode se beneficiar com a prática dos exercícios de pilates. Eles se concentram no corpo como um todo e trabalham com as pessoas como indivíduos. Os praticantes podem adaptar os exercícios a suas necessidades cotidianas ou semanais. Com o pilates, o mais importante não é o que você faz, mas sim como faz.
Seja para o iniciante, a pessoa mais velha ou apenas alguém que pretende ser menos sedentário, o pilates oferece uma forma de exercício segura e eficiente para todas as idades e níveis de aptidão, sendo também muito usado por esportistas, atletas, dançarinos, músicos e outros artistas para quem a boa postura é essencial. Pode ser especialmente benéfico para quem sofre de traumas por esforço repetitivo e para os que pretendem evitar ou aliviar a osteoporose. O pilates também é útil para aqueles que têm dores crônicas nas costas, no pescoço e nos ombros.

Quais são os benefícios do pilates?
Praticado regularmente, o pilates pode restabelecer a flexibilidade das articulações, aumentar a eficiência da circulação e tonificar os músculos flácidos. Você poderá sentir o organismo se fortalecer e os níveis de estresse diminuírem. Perceberá que a postura, a coordenação, o equilíbrio e o alinhamento melhoram, propiciando uma sensação de autoconfiança. Como a postura e o alinhamento corretos também possibilitam que o organismo funcione com mais eficiência, você provavelmente descobrirá que as dores de cabeça relacionadas à postura e as outras dores vão desaparecer. Finalmente, o fortalecimento dos músculos abdominais centrais propiciará obter uma barriga lisa!

O pilates para as dores nas costas, nos ombros e no pescoço
Cerca de 80 por cento dos meus clientes de pilates me procuraram por causa de dores nas costas, no pescoço ou nos ombros. Eu mesma comecei a praticá-lo por ter sofrido uma pancada séria no pescoço num acidente de carro. Talvez você tenha escolhido este livro por sofrer de dores nessas regiões ou por conhecer alguém nessa situação.
A dor nas costas aliada ao resfriado está entre as causas principais das faltas ao trabalho. Embora parte das dores nas costas decorra de traumas no esporte ou num acidente, a forma como usamos o corpo é o motivo principal. Se ficamos sentados todo dia durante horas, a parte superior do corpo pode se cansar e desenvolver inchaço nas articulações e tensão nos músculos. A longo prazo, isso pode prejudicar a condição óssea e muscular de todo o corpo e levar à dor nas costas.
Além do mais, muitos problemas nas costas são provocados por fraqueza nos músculos abdominais, que não conseguem sustentar adequadamente as costas, sobrecarregando a coluna e os músculos dorsais. Para fortalecer os abdominais, melhorando a postura e aliviando a pressão nas costas, é preciso substituir padrões repetitivos e nocivos na postura e nos movimentos por outros mais seguros para o organismo. Isso demanda tempo e esforço, pois envolve o desenvolvimento da autoconsciência do corpo.
O sistema pilates foi criado para melhorar todos os aspectos da consciência corporal, ajudando a obter precisão no controle dos músculos, na coordenação e na fluidez dos movimentos. Dessa forma, ele é maravilhoso para ajudar a superar a dor lombar crônica e qualquer desconforto associado aos músculos, como os do pescoço e dos ombros, e às articulações. Muitas pessoas que começaram a praticar pilates por causa de dor nas costas já usufruem seus benefícios só de trabalhar com o princípio da estabilidade central.


fonte:Folha Online
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:50  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

São Paulo - O economista Ricardo Barollo foi preso ontem em seu apartamento, em Moema, na zona sul de São Paulo, acusado de assassinar um casal de universitários na madrugada de 21 de abril, em Quatro Barras, na região metropolitana de Curitiba. Segundo a polícia, Barollo teve a prisão temporária de 30 dias decretada pela Justiça do Paraná.
Na noite do crime, o suspeito, de 33 anos, e as vítimas participaram de uma festa em comemoração aos 120 anos do nascimento do nazista Adolf Hitler. No encontro havia um bolo e vela de aniversário. Barollo foi detido em um prédio de classe média do bairro. Policiais do Departamento de Investigações sobre Crime Organizado (Deic) de São Paulo e a polícia paranaense afirmaram que o economista estava sozinho no imóvel e não resistiu à prisão.
"Ele falou pouco e não confessou qualquer crime", informou um investigador. O delegado do Deic Laércio Belo de Oliveira disse que pode ter ocorrido um desentendimento entre o suspeito e as vítimas. Outra hipótese é que Barollo não tenha sido aceito na festa e por essa razão resolveu se vingar. De acordo com Oliveira, o suspeito foi pego durante investigações feitas com escutas telefônicas autorizadas pela Justiça.
O estudante de Direito Bernardo Dayrell Pedroso, de 24 anos, e a aluna de Arquitetura e Urbanismo Renata Waechter Ferreira, de 21 anos, foram executados com tiros na cabeça e nos braços. Os dois foram localizados pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), que foi chamada por um morador da região. Os corpos estavam em um carro com motor ligado e estacionado no acostamento da BR-116, sentido São Paulo. Segundo a polícia, as vítimas teriam saído de carro durante a festa para ir ao mercado comprar mais cerveja para os cerca de 30 convidados.
Ontem à tarde, Barollo passou por exames no Instituto Médico legal (IML) e seguiu para Curitiba. Os parentes do suspeito não foram localizados para comentar o caso. A família das vítimas também não foi encontrada.
As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:33  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Jon Lord, ex-tecladista do Deep Purple.

Evento ocorre neste sábado (2) e domingo (3) na capital paulista.Grande atração são os shows do centro, veja mapa com os palcos.

Com dezenas de palcos e “pontos”espalhados pelo centro de São Paulo, além de programação complementar em SESCs, CEUs e outros centros culturais espalhados pela cidade, a 5a edição da Virada Cultural acontece entre este sábado (2) e domingo (3). O evento começa oficialmente com a apresentação de Jon Lord, ex-tecladista do grupo inglês de hard rock Deep Purple, tocando seu “Concerto para grupo e orquestra”, de 1969 ao lado da Orquestra Sinfônica Municipal no palco principal na Avenida São João, às 18h de sábado.
A programação musical da Virada ainda conta com espaços já consagrados, como o Teatro Municipal, além de palcos temáticos, como um dedicado à obra de Raul Seixas na Luz, outro com música romântica de cantores como Wando e Odair Jsé no Largo do Arouche e uma mesa de samba na Praça Alfredo Issa.
Em entrevista coletiva durante o lançamento da programação da Virada, o coordenador do evento José Mauro Gnaspini disse que “a principal atração da Virada é a música, é ela que traz as pessoas para a rua, onde elas também terão acesso a outras formas de arte”.
Entre as “outras formas de arte” prometidas estão a “Instalação de fogo” realizada pelo grupo francês Cie Carabosse no Jardim da Luz, e que serviu como prévia para a Virada com uma premiére nesta sexta-feira (1o). A instalação faz parte da série de apresentações francesas que participam do evento, celebrando o Ano da França no Brasil – entre elas estão performances e números coreográficos que serão encenados na região do Anhangabaú. A Virada segue até as 18h de domingo, com a apresentação da cantora Maria Rita no palco da São João. Para a estrutura do centro, a SP Turismo prometeu algumas boas novidades, como o dobro de banheiros químicos em relação a edição de 2008, organizados dessa vez em bolsões, além de uma Central de Emergência que vai reunir bombeiros, médicos, polícia e outros serviços, facilitando o acesso do público. Como nas outras edições, a circulação de carros pelo centro estará proibida em diversos pontos, e ônibus e metrô funcionarão durante 24h.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:08  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

Conselhos extraordinários, comissões especiais e medidas restritivas. Os governos do mundo debatem como prevenir a epidemia de gripe suína que começou no México. E a resposta está na internet. Um game online permite que o internauta mate porcos voadores que propagam o vírus em diferentes partes do mundo. Através da página SwineFighter.com é possível ajudar o planeta a combater a epidemia. O internauta encarna um personagem médico. A tarefa é simples: destruir porcos voadores, que transitam entre países, com a aplicação de uma vacina contida em uma seringa gigante. A mecânica do jogo é exterminar o maior número de porquinhos voadores em 20 segundos. Os pontos alcançados pelo jogador são somados a um marcador universal que registra quantos porcos já foram destruídos. O jogo permite compartilhar o resultado em redes sociais como o Twitter e Facebook. Como trata-se de uma brincadeira com um tema sério e preocupante, os desenvolvedores do flash fizeram uma espécie de ‘mea culpa’ no rodapé da página em que o joguinho está hospedado. No espaço, há uma série de conselhos sobre como evitar a contaminação.


fonte: ÉPOCA
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:59  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

O Dia do Trabalho passou a ser data importante no calendário político brasileiro durante o Getulismo. Era no 1º de maio que oditador Vargas, seguindo as pegadas do fascista Mussolini, anunciava asmedidas benéficas aos trabalhadores que acabavam satelizando o sindicalismo ao governo e reduzindo a influência comunista nas fábricas: a instituição e o reajuste anual do salário-mínimo, a reduçãoda jornada de trabalho para oito horas, a promulgação das leis quegarantiram direito de férias e aposentadoria etc.
Um 1º de maio raivoso foi o de 1968, quando os opositores moderados da ditadura convenceram o governador paulista Abreu Sodré deque ele seria bem recebido na manifestação dos trabalhadores na Praçada Sé. Os sindicalistas do ABC e de Osasco não concordaram e, quandoSua Excelência começou a discursar, uma nuvem de pedras partiu em suadireção.
Com um filete de sangue escorrendo pela testa, Sodré escafedeu-se para a Catedral da Sé, sem o mínimo respeito pela dignidade do cargo (o presidente francês Charles De Gaulle, quando caçado pelos terríveis terroristas da OAS, mantinha-se imóvel e imperturbável enquanto os disparos zumbiam a seu lado, deixando atarefa de salvá-lo inteiramente a cargo dos seguranças).
Veio o AI-5 e o terrorismo de Estado inviabilizou asmanifestações de protesto de trabalhadores até 1978, quando mais de 3 mil metalúrgicos de São Bernardo do Campo (SP) fizeram do 1º de maiouma comemoração do renascimento do movimento sindical independente.
Dois anos depois, já eram 100 mil os trabalhadores que sereuniam no estádio da Vila Euclides, para manifestar apoio aosdiretores do Sindicato dos Metalúrgicos de São Bernardo que haviam sidopresos por organizarem uma greve. Um deles se chamava Luiz Inácio daSilva.

É emblemática a diferença existente entre o aguerrido companheiro Lula de então, tão contundente e verdadeiro nas críticas ao FMI, e o flexível presidente que hoje considera uma glória o Brasil emprestar dinheiro ao Fundo.
Tanto quanto a própria perda de conteúdo e simbolismo do Dia do Trabalho, desde aquele longínquo 1º de maio de 1886, quando oito líderes trabalhistas de Chicago (EUA) organizaram manifestações de protesto contra os baixos salários e condições aviltantes, que incluíam jornadas de trabalho de até 17 horas diárias. Eles foram presos,submetidos a julgamento sumário e enforcados, o que gerou enorme indignação no mundo inteiro e acabou consagrando essa data como o diade luta dos trabalhadores.
O que mudou? Primeiramente, claro, as características doprocesso produtivo. As enormes fábricas em que trabalhavam milhares deoperários deixaram de existir, a mecanização atingiu um grau tal quemuitas máquinas são operadas por pouquíssimos homens, o desempregocrônico se tornou uma guilhotina suspensa sobre a cabeça de quem aindatem vaga (e, quiçá, carteira assinada), a terceirização se alastroucomo uma praga que dissolve direitos e mina a solidariedade entre osiguais que viram competidores, as categorias enfraqueceram-se, ossindicatos passaram a ser quase irrelevantes.
O 1º de Maio nasceu com o operariado industrial e esteve sempretão identificado com ele que o esvaziamento de ambos se deusimultaneamente. É lamentável, entretanto, que os dias de luto e deluta não tenham deixado de existir por terem se tornado desnecessários.
Pelo contrário, "nunca antes neste país" (como costuma dizer oLula) os trabalhadores viveram tão mal e com tanta insegurança. Adistância entre o lar respeitável e o colchão embaixo da ponte hoje émínima, tanto em tempos normais como quando as traquinagensestadunidenses colocam o mundo inteiro em recessão. Boa parte dasgarantias trabalhistas foi para o espaço e a grande maioria damão-de-obra está relegada à terceirização e à informalidade.
Quem quer manter-se à tona no abominável mundo novo é obrigadoa longas jornadas de trabalho (cujas horas extras, no caso de quemainda tem carteira assinada, dificilmente são pagas) e à reciclagemconstante, obsessiva. Acaba mais vivendo para trabalhar do quetrabalhando para viver.
O 1º de Maio institucionalizou-se e definhou. As centraissindicais só conseguem público para suas festas contratando artistas famosos e sorteando carros ou casas. Mas ainda há uma função a serpreenchida pelos dias de luto e de luta - na verdade, importantíssima.Há que resgatar este espírito combativo!
A História não terá fim enquanto o homem não levar a bom termo sua busca da felicidade. Então, para cada bandeira que tombar, outra deverá ser erguida. É um desafio colocado para todos nós, neste melancólico início do século 21.

Este artigo foi escrito por um leitor do Globo.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:35  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

Às vezes se confunde autoridade com autoritarismo. Quais são as saídas para impor limites sadios. Os perigos e benefícios para seu filho.

Autoridade versus Autoritarismo
Os pais são os primeiros e principais arquitetos na formação da personalidade do filho. E toda vez que eles impõem limites, estão dando forma e base para essa pessoa nova e extraordinária. Mas, como exercer autoridade sem cair no autoritarismo? A autoridade está intimamente ligada à responsabilidade; já o autoritarismo acontece quando o bem e o mal são transmitidos como uma exigência que vem de fora. Por exemplo: é diferente exigir que seu filho faça o dever de casa porque, como mãe, você é responsável pela educação dele (o que implica que ele assuma sua própria responsabilidade como aluno) e exigir que cumpra seus deveres porque senão a professora vai ficar brava e desqualificá-lo.


Seus próprios limites
Quando você tiver dúvidas sobre a autoridade que tem sobre seu filho, pergunte-se sinceramente qual é a raiz do problema. A psicóloga Abigail Rapaport exemplifica com algumas orientações úteis: ?O adulto precisa conhecer seus próprios limites e estabelecer como transmiti-los. Com emoção, com coerência, em forma de reclamação afetiva, ou como uma ameaça de perigo que faz a criança crescer com a idéia de que o mundo é perigoso? Se você for responsável, o limite é transmitido como uma coisa simples e clara?. Portanto, preste mais atenção às suas palavras e atitudes diante de seu filho.

Benefícios e perigos
Os comportamentos e atitudes dos pais são o modelo através do qual os filhos compreendem o que se espera deles. E o melhor é que eles desejem responder a essa expectativa por causa do amor que geramos e transmitimos a eles. O benefício é enorme: poderão construir as bases de uma boa auto-estima e ser criativos, pessoas autônomas, independentes, com normas e regras para poder compartilhar e conviver no mundo que lhes cabe viver. Algumas normas no momento de impor limites:- Reconheça quais são os seus próprios limites.- Demonstre segurança, mas com carinho, converse e explique de acordo com as necessidades.- Mantenha coerência entre pai e mãe.- Não transmita mensagens ambíguas.- Respeite a irritação de seu filho com paciência.- Seja clara e concreta em seus pedidos.- Seja constante na imposição de limites.- Preste atenção: hiperatividade, déficit de atenção na escola ou auto-agressão são alguns sinais de pedido de ajuda em crianças e adolescentes.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:01  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

PORTO ALEGRE - A funcionária pública Marlei Pinto Soares, 51 anos, foi jogada de uma ambulância da prefeitura de Santa Maria, em 2006, e ganhou na Justiça uma indenização de R$ 30 mil por danos morais. A ambulância levaria Marlei ao hospital para tratar crise de asma. O veículo arrancou, e a funcionária pública, que estava acomodada inadequadamente em uma cadeira de rodas na parte reservada aos pacientes, foi arremessada no asfalto. Por sorte, ela sofreu apenas escoriações, mas, por pouco, não foi atropelada.
A ambulância apresentava sinais visíveis de falta de manutenção, como maçanetas improvisadas e espelhos colados com esparadrapos.
A espera pela punição acabou, em termos, no começo do mês passado. O pedido inicial de indenização era de R$ 150 mil, mas, ainda que o valor tenha sido bastante reduzido, a notícia foi recebida com alívio por Marlei, que trabalha no setor administrativo do Hospital da Brigada Militar.
- Acho que se fez Justiça. Olha, eu não morri porque não era a minha hora - diz Marlei.
A procuradora geral do município, Anny Desconzi, disse que a prefeitura deve recorrer da decisão. O prazo para a apresentação do recurso é de 30 dias após a intimação.
Diante dos trâmites judiciais que ainda estão por vir, Marlei pode levar anos para receber o dinheiro da indenização. Ela sabe disso, mas não pretende desistir.


fonte: O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:53  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar

Cerca de 600 pessoas realizaram no sábado uma vigília à luz de velas para protestar contra planos da Igreja Universal do Reino de Deus de transformar um cinema histórico do leste de Londres em um templo.

O prédio do EMD Cinema, inaugurado em 1887 como um salão de baile no bairro de Walthamstow, foi fechado em 2003, quando foi comprado pela igreja do bispo Edir Macedo.
Na época os planos para a conversão foram rejeitados pela administração regional de Waltham Forest. Mas agora, segundo a McGuffin Film Society, que lidera o movimento pela preservação do cinema, a Igreja Universal estaria novamente negociando a abertura do templo.
"A Igreja Universal contratou a empresa de marketing Remarkable Group para conseguir emplacar seus planos", diz a McGuffin em seu site. "Esta empresa é conhecida por ter clientes de peso, como a British Airways, a BMW e a GlaxoSmithKline."

Hitchcock e Beatles
Terry Wheeler, membro do gabinete de empreendimento e investimento de Waltham Forest, disse à BBC que o pedido da Igreja Universal junto à administração regional será analisado como "de costume", inclusive com uma consulta pública.
A ONG quer que a administração regional ofereça à Igreja Universal outro prédio desocupado, ao lado do cinema, e que este seja adquirido por empresários que queiram reabrir suas salas de projeção.
O EMD Cinema é conhecido em Londres por ter sido frequentado pelo cineasta Alfred Hitchcock quando criança, além de ter sido palco de shows dos Beatles, dos Rolling Stones e do The Who.
Durante a vigília, da qual participaram moradores de Walthamstow e atores britânicos, os manifestantes usaram máscaras com o rosto de Hitchcock e projetaram sua imagem na fachada do cinema.
A BBC não conseguiu entrar em contato com representantes da Igreja Universal para comentar sobre o assunto.


fonte:BBC Brasil
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:46  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar


A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, acredita que um prisioneiro de 72 anos pode ser o maior serial killer que a cidade já teve.

John Floyd Thomas Jr. Pode ter sido responsável por uma série de estupros e assassinatos nas décadas de 70 e 80.
Amostras de DNA analisadas ligam Thomas a cinco assassinatos, pelos quais ele já foi indiciado. Agora, contudo, há suspeita de que ele pode ter causado mais 25 mortes, segundo as autoridades.
A polícia acredita que Thomas pode ser o notório Estuprador de Westside, que aterrorizou os subúrbios de Los Angeles nos anos 70.
Thomas cumpriu pena de prisão entre 1957 e 1983 por crimes sexuais e é por causa dessas condenações que uma amostra do DNA dele foi obtida em 2008.
Ele voltou a ser preso no dia 31 de março e foi acusado poucos dias depois pelo assassinato de uma mulher de 68 anos em 1972 e outra mulher, de 67 anos, em 1976. As duas vítimas sofreram violência sexual e foram estranguladas.

Casos reabertos
O capitão da polícia Denis Cremins afirmou que amostras de DNA que conferem com o DNA do suspeito foram encontradas também em locais de crimes dos anos 70 e 80.
Cremins acrescentou que Thomas, ex-funcionário de uma companhia de seguros, agora é o suspeito de ter praticado pelo menos 25 assassinatos e os detetives agora vão voltar a investigar casos não resolvidos até a década de 50.
"Se ele for o homem, ele provavelmente será o maior (serial killer) de toda a história da cidade de Los Angeles", disse.
Na primeira onda de assassinatos, no meio da década de 70, o Estuprador de Westside invadiu as casas de dezenas de idosas, estuprou estas mulheres e depois as matou estranguladas. Dezessete vítimas morreram.
Naquela época, Thomas trabalhava como assistente social, funcionário de hospital e vendedor.
A polícia afirma que os ataques pararam em 1978, o ano em que Thomas voltou para a prisão acusado pelo estupro de uma mulher em Pasadena.
Ele foi libertado em 1983, o ano em que outra série de ataques contra mulheres idosas começou, segundo os detetives.



BBC BRASIL
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:38  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Maio 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO