notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
2.4.09

Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar


Mais de cem eventos estão sendo realizados em 35 países nesta quinta-feira para lembrar o Dia Mundial de Conscientização do Autismo, que é uma, de três condições apenas, a ser reconhecida pela ONU com um dia dedicado a ela. As outras duas são a Aids e o diabetes.

Faltam políticas públicas para crianças autistas

Familiares de todo o Brasil aproveitam hoje, quando se comemora o Dia Mundial de Conscientização sobre o Autismo, para chamar a atenção da sociedade para o autismo e cobrar do Governo Federal a elaboração de políticas públicas voltadas para as crianças e adolescentes que apresentam o transtorno. A data foi estabelecida pela Organização das Nações Unidas (ONU) no ano passado. Considerado um transtorno global do desenvolvimento, o autismo se inicia na infância, antes dos três anos de idade e afeta as áreas da comunicação, socialização e foco de interesses. Segundo o Movimento Autista do Brasil, o transtorno tem prevalência de uma criança para cada 500 nascidas e é quatro vezes mais comum no sexo masculino do que no feminino. De acordo com o coordenador da Coordenadoria para Inclusão da Pessoa com Deficiência (Corde), vinculada à Secretaria de Justiça e Direitos Humanos, Fernando Cotta, um dos problemas do Brasil é a falta de médicos especializados para constatar o diagnóstico. “Não temos qualquer teste laboratorial que detecte o autismo”, ressalta. Conforme a psiquiatra do Centro de Orientação Médico-Psicopedagógica (Compp), Rosa Horita, o diagnóstico precoce é essencial para evitar uma defasagem maior ainda no desenvolvimento dessas crianças.
Fonte:Jornal de Brasília (DF), Camila de Magalhães
Yoko Ono: leilão por conscientização do Autismo
NAÇÕES UNIDAS (Reuters) - Yoko Ono, a viúva de John Lennon, mostrou em público um mural de nuvens no céu que vai ser leiloado em 67 pedaços, formando um quebra-cabeças, para levantar fundos e marcar o segundo Dia Mundial de Conscientização do Autismo.A artista e música japonesa, de 76 anos, criou o mural "Promise", de dois metros de altura, de materiais acrílicos. Cada um dos 67 pedaços será leiloado pelo site www.charitybuzz.com/yoko , com lances começando em 1.000 dólares."Quando fui procurada para que criasse uma obra de arte para a conscientização do autismo, fiquei chocada com a incidência mundial dessa condição grave, especialmente entre nossas crianças", disse Ono no lançamento do leilão, na sede das Nações Unidas."Meu trabalho, 'Promises', simboliza o fato de que cada um de nós detém uma peça desse quebra-cabeças e que precisamos aumentar a conscientização, levantar verbas para pesquisas e advogar a causa das famílias que convivem com o autismo", disse ela, acrescentando que as 67 pessoas simbolizam os 67 milhões de autistas no mundo.
Fonte: Globo OnLine
Poema para o Dia Mundial do Autismo
Ame-me,
Por favor
Como eu sou…
Ame-me
Como você
Gostaria que eu fosse.
Quem me concebeu…
Não imaginou
Que seria assim tão duro…
Entender que vim autista.
Mas ame-me
Fale-me desse amor
Mesmo que eu não pareça entender
Mesmo que eu fuja e me refugie
Busque-me não deixe eu me perder…
Ame-me…
Como se visse em mim
A imagem e semelhança de ti
No espelho das águas…
Não se importe
Com minha falta de compreensão
Treine-me para entender o mundo
Mas acima de tudo
Ame-me…
Como se eu tudo entendesse
Como se eu não fosse um peso
Demonstre seu amor
Mesmo que eu não saiba
O significado da palavra…Deus, eu posso sentir…
E creia que em meus sonhos
Eu te vejo e te amo…
Não me negue esse amor
Que enxerga além da matéria
Pois é dele que necessito…
E se nas horas que de ti eu exijo demais
Mesmo nas dúvidas constantes
Aquelas que você às vezes tem vontade de desistir
Por favor, não desista
Ame-me….
Autora: Liê Ribeiro Paz e luz
mãe do Gabriel Gustavo que está autista
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:54  ver comentários (3) comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Delegado mostra a CPU apreendida
Estudante de Direito é preso ao extorquir advogado de defesa do médico
O averiguado afirmava possuir imagens e fotos pornográficas que envolviam o médico e as criançasPolícia
Por Marcelo Ono e Augusto Pires

O aluno de Direito de Catanduva, F. N. D., 33 anos, foi preso em flagrante por extorquir o advogado de defesa do médico Wagner Rodrigo Brida Gonçalves que está sendo averiguado no caso de pedofilia.
De acordo com o delegado Acáccio de Oliveira Santos Neto, a Delegacia Seccional foi informada na tarde de terça-feira, dia 31, pelo advogado Pascoal Belotti, que estaria recebendo ligações telefônicas de uma pessoa não identificada.
Durante o contato o suspeito afirmava possuir imagens relacionadas à pedofilia que envolviam o médico Wagner Gonçalves e seu filho Wagner Rodrigo Brida Gonçalves.“As ligações aconteceram durante a terça-feira e deram continuidade na quarta-feira. O suspeito solicitava benefício pecuniário em troca do suposto DVD com imagens envolvendo crianças e o médico”, explicou o delegado.
A Seccional com auxílio do Centro de Inteligência do Departamento de Polícia Judiciária do Interior (Deinter 5) e da Polícia Civil de Catanduva montaram uma operação e conseguiram localizar o averiguado enquanto extorquia o advogado pelo telefone.
O aluno de Direito foi surpreendido em um telefone público na Rua 13 de maio, por volta das 14h30. Com ele foram encontrados alguns papéis com menção aos nomes dos Senadores envolvidos na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da pedofilia, com algumas frases usadas nos dias das oitivas.“As frases eram usadas para surtir efeito na extorsão. O rapaz estava ameaçando o advogado e queria trocar o material por dinheiro”, disse Neto.
Em seguida, os policiais civis deslocaram-se até a residência do estudante e apreenderam DVD e fotografias com imagens pornográficas, aparelho celular e uma CPU.
Diante das evidências e contradições do acusado, ele acabou por confessar o delito.“As fotos e as imagens passarão por perícia para verificar se as crianças que aparecem são as vítimas de Catanduva. O acusado afirmou em seu depoimento que as pessoas que aparecem no material não têm nada haver com as crianças da cidade”.
O averiguado foi recolhido à Cadeia Pública de Catanduva, e responderá por crimes dispostos no artigo 241 do Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e por crime de extorsão.

Fonte: Notícias da Manhã
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar


Pais de estudante agridem diretor de escola e ameaçam crianças e professores em Pernambuco

RECIFE - Os pais de um dos 360 estudantes de uma escola estadual do bairro de Jaguaribe, em Itamaracá, no litoral norte de Pernambuco, estão deixando alunos e professores amedrontados. Os dois têm ameaçado outros pais e também alunos e professores. O diretor da unidade chegou a ser agredido.
O estudante tem 13 anos e seus pais vão constantemente à escola, para crianças de quinta a oitava séries, e fazem ameaças. Um professor, que não quis se identificar, contou como ocorre a intimidação.
- Ele (pai) me chamou de palhaço e perguntou se eu achava que o filho dele não tinha pai. Ele disse que eu bati no filho dele, mas eu não fiz isso - afirmou.
O caso mais grave, porém, aconteceu com Edgar Barros, diretor da escola. Ele levou um soco do pai da criança e denunciou o caso à polícia.
- Eu, de repente, senti apenas o impacto do golpe. Em comum acordo, nós decidimos entregar à família do menino o documento de transferência dele para outra escola. A decisão é coletiva - lembrou a vítima, ainda com os lábios inchados.
De acordo com a secretaria de educação do Estado, uma equipe multidiscilpinar será encaminhada à escola para tentar resolver a situação.
Fonte: Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:42  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

FLORIANÓPOLIS - Um menino de 13 anos e uma amiga de escola de 12 anos, de Biguaçu, na Grande Florianópolis, fugiram para Curitiba depois que foram convencidos por uma pessoa pela internet, na quarta-feira da semana passada. A menina foi seduzida pelo Orkut (site de relacionamentos) e MSN (programa de mensagens simultâneas) por uma garota de Curitiba. Durante um mês, as duas trocaram 140 páginas de mensagens. A garota de Curitiba dizia que teria, em sua casa, uma festa com uma banda de rock dos Estados Unidos e prometia um quarto só para a amiga.
A menina de Biguaçu roubou R$ 4.800 do pai para fazer a viagem e convenceu o amigo a ir junto. Os dois pegaram um táxi em frente ao Terminal Rodoviário Rita Maria, em Florianópolis, e seguiram viagem.
Além de cobrar R$ 600, o taxista ainda pegou o dinheiro da garota para comprar pneus novos e encher o tanque do carro. A menina teria chegado a Curitiba com cerca de R$ 2 mil, segundo relato do garoto.
Pastor e também supervisor em uma fábrica, o pai do menino, de 52 anos, articulou o resgate do filho e da amiga. Após perceber que a polícia não acreditava na história, ele, com a ajuda de vizinhos, rastreou o Orkut da menina e convenceu uma amiga dela a conversar com a garota de Curitiba na rede de relacionamentos.
Orientada, a amiga disse para a suposta garota de Curitiba que tinha R$ 20 mil e também queria ir à festa. A outra mandou que ela fosse e passou o endereço. O pai do garoto, acompanhado do pai da amiga que ajudou a localizar o endereço, foi até Curitiba e acionou a polícia local.
Ao chegar na casa, as crianças não estavam lá. A polícia catarinense já tinha acionado a paranaense. Sem ter quem os buscasse na rodoviária, como havia sido prometido, a dupla de fujões decidiu voltar a pé até Florianópolis. Andaram 40 quilômetros até a cidade de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, onde foram resgatados pela polícia rodoviária, que contatou os pais.

Suspeita de rede pedofilia
A suspeita é que uma rede de pedofilia esteja por traz do caso. Quando chegaram na casa, em Curitiba, um homem de 71 anos estava no portão e já pediu os R$ 20 mil da menina. A polícia, então, invadiu a residência. Dentro da casa, estava a menina que fez contato com a catarinense e aparentava ter 11 ou 12 anos), uma mulher e um homem de meia-idade.
- Me chamou a atenção a quantidade de colchões na casa. Eram muitos - contou o pai.
Eles negaram qualquer envolvimento e não foram detidos. A garota de Curitiba apagou todas as trocas de mensagem, mas a família da catarinense tinha arquivado e encaminhou à polícia.
O delegado de Biguaçu, Valter Rodrigues, não quis se pronunciar sobre o caso. Disse que a polícia de Curitiba é quem está investigando e que só poderá fazer algo se as famílias voltarem a procurá-lo. O taxista que levou as duas crianças a Curitiba não foi localizado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 13:04  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

Camiseta estampa grávida palestina sob mira acompanhada dos dizeres: Um disparo, dois mortos

Um jovem israelense de 13 anos morreu e um menino de sete anos ficou ferido nesta quinta-feira em um ataque de um palestino, armado com um machado, em uma colônia da Cisjordânia ocupada por israelenses, anunciaram fontes médicas.
O ataque aconteceu na colônia de Bat Ein, no bloco de colônias de Guch Katif, sul de Belém. Segundo a rede de televisão Channel 2, o palestino trabalhava na colônia.
Segundo o jornal israelense "Haaretz", que cita uma fonte da equipe de resgate, o adolescente morreu dos graves ferimentos e a criança de sete anos foi levada a Hadassah Ein Karem, em Jerusalém, para tratamento.
A imprensa relata ainda que ele conseguiu agredir os dois jovens porque, no momento do incidente, eles não estavam na escola, devido ao período de férias pela festividade do Pessach (Páscoa judaica).
O porta-voz da polícia israelense, Micky Rosenfeld, afirmou que o palestino usou um machado e uma faca no ataque. "Nenhum tiro foi lançado", disse.
Os guardas de segurança da colônia feriram o atacante antes de ele fugir, disse Shaul Goldstein, um dos líderes do assentamento. "A equipe de segurança conseguiu atirar nele, mas ele conseguiu escapar", disse à Radio Army.
Várias forças de segurança foram mobilizadas na área e colocaram postos de controle para encontrar o palestino, cuja identidade não foi revelada. A televisão israelense mostra imagens de um grande grupo de soldados em roupas de combate reunidos. O Exército afirmou que todas as ruas do assentamento foram bloqueadas.
Todas as colônias israelenses foram colocadas em estado de alerta pelo temor de outros ataques, informou a rádio militar.
Este é o primeiro ataque anti-israelense desde a posse do novo primeiro-ministro de Israel, o líder do conservador partido Likud, Binyamin Netanyahu, e de seu chanceler, o ultraconservador Avigdor Lieberman, líder do partido de Yisrael Beitenu --que baseou sua campanha em um ataque contra a minoria árabe do país.
Lieberman afirmou ainda nesta quarta-feira que o novo governo não tem compromisso em continuar o processo de paz iniciado em Annapolis (Estados Unidos), assim como uma solução de dois Estados para o conflito palestino-israelense.

Histórico
No mês passado, dois oficiais de polícia morreram baleados perto de um assentamento no Vale do Jordão. O ataque foi assumido por um grupo extremista que afirmou, à época, que vingava a morte do dirigente militar do grupo islâmico xiita Hizbollah, Imad Mugniye, morto em 13 de fevereiro 2008, em um atentado em Damasco.
Três meses antes da morte dos dois oficiais, outro israelense ficou gravemente ferido depois de ser atingido por palestinos quando dirigia seu veículo nas proximidades da cidade cisjordaniana de Ramallah.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:59  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

SÃO PAULO - Em São José do Rio Preto, a 451 km de São Paulo, quatro pessoas já morreram vítimas da meningite este ano. O número dos primeiros três meses de 2009 é o mesmo de todas as mortes registradas em 2008. Outros 59 casos foram diagnosticados. Entre elas está o de uma mulher de 24 anos, internada na UTI da Santa Casa. Duas crianças também contraíram a doença, mas já estão fora de risco.
O último caso registrado foi o da jovem Suelen Regina de Oliveira, de 22 anos, vítima de negligência médica. Com a doença já em estado avançado, ela morreu quatro horas após ser internada num hospital da cidade.
- Ela entrou num hospital com dor e falaram que era torcicolo. Depois ela voltou e disseram que era emocional. Ela voltou lá novamente e quatro horas depois estava morta - diz a mãe de Suelen, Sandra Regina Lorenção.
A meningite é uma inflamação do tecido ao redor do cérebro, e pode ser causada por virose ou infecção bacteriana.
No ano passado, em Rio Preto, foram registrados 1.288 casos com 4 mortes. Em todo o estado de São Paulo foram 8.973 registros com 561 vítimas fatais.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:50  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Baltimore (EUA) - Uma americana que parou de alimentar filho de 1 ano e 4 meses porque ele deixou de falar "amém" antes das refeições, admitiu a culpa na morte da criança, em Baltimore, no Estado de Maryland.Segundo a BBC Brasil, a mãe do bebê faz parte de um culto chamado 1 Mind Ministries (Ministérios de uma mente, em tradução livre), cuja líder, Queen Antoinnette, havia ordenado em janeiro de 2007, que o bebê não fosse alimentado enquanto não dissesse "amém" antes das refeições. A criança morreu de inanição.
A mãe foi condenada a 20 anos de prisão e a cinco de condicional, mas o juiz disse que ela terá a pena reduzida se aceitar testemunhar contra os membros da seita. O acordo inclui que ela passará por um programa para se desligar do culto. Segundo os promotores, a jovem mãe ainda teria insistido que a Justiça concorde em reduzir sua pena se ela conseguir "ressuscitar o bebê". Os membros da seita diziam que o bebê estava possuído pelo demônio.
Uma semana após a morte, o corpo da criança foi embalado em um cobertor e transportado com o grupo da seita dentro de uma mala para a Filadélfia, e a mãe teria rezado por mais de um ano para que a criança ressuscitasse.O julgamento de Antoinette, 40 anos, e de outros três membros do culto estava marcado para a segunda-feira, mas foi adiado porque eles não têm representantes legais.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:48  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

Prefeitura do Rio pagará bônus a professor pela realfabetização de alunos do 6º ano no fim de semana

Rio - No fim do mês, 11.078 alunos da rede municipal começam a ter aula aos sábados. Como o número de analfabetos funcionais é alto e falta espaço nas escolas para abrigar, além das turmas convencionais, as de realfabetização e as de reforço, a secretaria decidiu que os estudantes do 6º ano continuarão em suas classes normais durante a semana e terão as aulas para aprender a ler aos sábados. Nas séries mais baixas, eles serão retirados das turmas de origem.
“Não imaginávamos que fossem tantos e não dá para colocar 35 alunos por sala. Para funcionar, elas não terão mais do que 25 pessoas”, explica a secretária municipal de Educação, Cláudia Costin. Serão 350 turmas só para o 6º ano — 12,42% dos matriculados nesta série não passaram no provão.
Para as aulas de realfabetização, a secretaria convidará 350 professores da rede e oferecerá adicional para que trabalhem no fim de semana. O valor será estipulado até segunda-feira, e os interessados devem procurar a direção das escolas.
“O projeto para essa série é inovador e está quase pronto. Esses jovens já passaram muitos anos na escola. Decidimos deixá-los nas suas turmas e fazer horas a mais de realfabetização, que vai durar oito meses. Dessa forma não sobrecarregamos as escolas que não têm espaço”, explica Costin.
Ao fim dos oito meses, alunos serão reavaliados. Dependendo do resultado, eles podem até ser obrigados a repetir os oito meses dedicados à realfabetização. “O que não vamos fazer é empurrar o problema”, afirma a secretária.

Alfabetização diária em outras séries
Outras 407 turmas de realfabetização serão montadas em escolas municipais para abrigar os alunos de 4º e 5º anos identificados como analfabetos funcionais no provão de Português e Matemática. Ao contrário dos alunos do 6º ano, os estudantes dessas duas séries serão retirados de suas classes de origem e terão aulas de alfabetização todos os dias. O teste revelou que 17,6% (10.743) das crianças do 4º ano não sabem ler nem escrever. No 5º ano, são 11,6% (7.058).
Ao fim dos oito meses de aula, todos farão novos testes para saber se conseguem ou não voltar para série que cursavam até então. Se for necessário, um estudante retirado do 4º ano para se realfabetizar pode ter que repetir a alfabetização no ano que vem. “Esperamos sucesso de cerca de 95%. Nos casos que falharmos, recomeçaremos o processo. Não vamos desistir de nenhuma criança”, afirmou Cláudia.

Estudantes farão testes de visão e audição
Além de combater o déficit no aprendizado com aulas de reforço, a secretaria vai tentar identificar razões extraclasse para o fraco desempenho dos alunos da rede. Ainda este mês, médicos da Secretaria Municipal de Saúde irão às escolas para fazer testes de visão e audição no estudantes. “Dificuldade de enxergar, por exemplo, pode criar uma barreira na criança. Assistentes sociais e psicólogos da Secretaria de Educação também farão exames para saber se algum problema psicológico está interferindo na vida escolar do aluno”, explicou Cláudia.
A forma como as aulas de reforço serão oferecidas aos que tiveram desempenho abaixo do esperado será decidida pelas próprias escolas. Elas têm até dia 8 para enviar o planejamento à secretaria. Com base nos cadernos de reforço preparados pelo órgão, as unidades vão decidir se oferecerão aulas com professores, monitores ou voluntários ou ainda se vão optar por exercícios para serem feitos em casa.
Dos 460 mil alunos que fizeram o Provão, 38,7% foram reprovados em Matemática e vão ganhar aulas extras. Só no 6º ano, mais da metade dos alunos (54,6%) falharam com os números.


fonte:O DIA ONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:20  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar

A polícia prendeu mais dois homens que poderiam ter participado do assalto que resultou na morte da estudante Karla Leal dos Reis, de 25 anos, no último domingo, próximo à Prefeitura, no Estácio.
Walmir Moreira Vargas, de 47 anos, foi preso, na noite de ontem, durante um assalto a uma jovem, de 22 anos, a poucos metros do local da morte da estudante. Ele usava uma arma de brinquedo. Já esta manhã, David Wallace Pereira, de 18 anos, foi preso, próximo ao Sambódromo, na Cidade Nova, com um revólver calibre 38. Davi havia feito dois disparos minutos antes da prisão. Os dois foram levados à 6ª DP (Cidade Nova) por policiais do Grupamento de Ações Táticas (GAT) do 1º BPM (Estácio) como suspeitos de participação no assalto à menina.
Segundo o delegado Rodolfo Waldeck, da 6ª DP, as descrições dos presos não batem com as já relatadas pela família. Ele vai agendar um horário com a família de Karla, para que os parentes façam o reconhecimento dos suspeitos. Eles foram presos em flagrante por porte ilegal de arma e assalto.
A estagiária da Caixa Econômica Federal Karla Leal dos Reis foi morta pelas costas depois de pedir ao assaltante a Bíblia de volta. O criminoso devolveu o livro, mas depois atirou na nuca da estudante pelas costas. Augusto Cesar de Souza, de 27 anos, foi preso, na segunda-feira, acusado de ser o autor do disparo que matou Karla.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:38  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar


Uma nova imagem mostrando um suposto fantasma no Castelo Tantallon, na Escócia, reacendeu no Reino Unido a possibilidade de a fortaleza guardar muito mais do que história, segundo reportagem do jornal inglês "Daily Mail".
Na semana passada, a rede de TV CNN noticiou que o turista Christopher Aitchison tinha fotografado em maio de 2008 uma imagem misteriosa no Castelo Tantallon.
A suspeita é reforçada agora por uma nova foto que foi feita no mesmo castelo há 32 anos. A imagem tirada por Grace Lamb mostra seu falecido marido Hugh e seus filhos Paul e Kelly, mas, no fundo, há uma figura estranha que parece estar olhando de uma janela no alto do castelo.
Grace Lamb, que mora em Edimburgo, disse que não tinha visto nada no local quando tirou a foto. "A imagem tinha sido deixada em uma gaveta durante 30 anos. Nunca pensei que ela iria causar todo esse interesse", afirmou a aposentada.
Aitchison também disse que não havia nada no lugar quando ele fotografou a misteriosa imagem. Ele também negou, em entrevista à CNN, que tenha adulterado a foto. O "fantasma" parece estar usando uma roupa medieval. "Eu não tinha conhecimento de ninguém ou nada presente em minha foto. Só reparei na anomalia quando cheguei em casa", disse Aitchison. "Eu não notei qualquer velhinha vestindo roupas medievais andando pelas escadas."
O castelo Tantallon foi construído por volta de 1350 e logo passou a ser a fortaleza dos Douglas, condes de Angus. Ele também foi palco de cenas de violência, em três grandes cercos, em 1491, 1528 e 1651. Na última, o exército comandando por Oliver Cromwell destruiu a fortaleza. O Tantallon é o "último grande castelo" construído na Escócia, com grandes paredes de pedra e torres enormes.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:29  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Prédio da escola foi destruído em vendaval há um ano.São Pedro do Iguaçu aguarda autorização para construir nova escola.

Por falta de uma escola, parte dos alunos têm aulas nas celas da delegacia de São Pedro do Iguaçu, no Paraná. A situação já dura um ano, quando o prédio onde funcionava o colégio foi destruído em um vendaval. Cerca de 40 crianças têm aulas na delegacia, que ocupava um prédio de madeira. O forro ameaça despencar. As professoras tentam cobrir as paredes com painéis coloridos, mas apesar do esforço a situação é precária.
A professora Tânia Colasso afirmou que o maior problema foi convencer as crianças a estudar atrás das grades. “Os alunos tinham medo de vir para cá. Tinham um certo receio”, disse. Como não cabem todos os alunos em uma única cela, algumas crianças ficam isoladas. Também falta espaço para brincar no recreio. Além dos alunos que estudam na delegacia, há turmas que ocupam um salão comunitário e o salão de uma igreja. A Prefeitura de São Pedro do Iguaçu informou que a obra já está licitada, mas falta organização do governo do estado para iniciar a construção.



FONTE:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Passar horas a fio jogando videogame pode fazer bem para a visão, sugere um estudo da Universidade de Rochester, em Nova York. Segundo a pesquisa, publicada no domingo pela revista Nature Neuroscience, jogos de tiro como Counter-Strike e Call of Duty podem melhorar a sensibilidade de perceber contrastes, crítica em atividades cotidianas como dirigir à noite ou ler. A descoberta abre caminho para novos tratamentos.
Foram analisados 22 estudantes divididos em dois grupos distintos. Enquanto um grupo jogou games de ação como Call of Duty 2, o outro ficou com o game The Sims 2, que, de acordo com os pesquisadores, não exige muita coordenação. Após 50 horas de jogos em um período de nove semanas, aqueles que jogaram games de ação apresentaram uma média de 43% de avanço em sua capacidade de distinguir pequenas mudanças de tons de cinza. O segundo grupo não reportou melhoras.
A sensibilidade a contrastes costuma ser um dos primeiros aspectos da visão afetados pelo envelhecimento. "Normalmente, melhorar o contraste sensitivo significa ter de usar óculos ou se submeter a uma cirurgia nos olhos", disse a líder da pesquisa Daphne Bavelier, segundo a agência de notícias Reuters. "Nós descobrimos que os videogames de ação ensinam o cérebro a processar a informação visual existente após o jogo ser interrompido", concluiu. De acordo com o estudo, os efeitos positivos se mantiveram por meses e em alguns casos, até anos.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:13  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

Mesmo com o fim dos quadrinhos da Disney nos EUA (não, não é primeiro de abril), ao menos por enquanto, os fãs dos habitantes de Patópolis não devem ficar sem eles por muito tempo. As vendas não vão lá muito bem, mas há um público fiel. Ou não? Eu, que prefiro os quadrinhos Disney feitos na Itália (tirando Carl Barks, claro), por achá-los mais ousados no traço, fiquei feliz com o lançamento da revistinha "Aventuras Disney" #44 (Editora Abril, cor, 80 pgs., R$ 4,95).
Praticamente metade da edição é a HQ "Donald Duplo missão #1", com 38 páginas. Escrita por Fausto Vitaliano e ilustrada por Andrea Freccero, com tradução e letras do estúdio Lua Azul, a aventura é divertida ao mostrar o pato Donald como um agente secreto que não sabia de seu passado trabalhando para a Agência - "tão secreta que nem nome tem". Pateta como sempre, muitas vezes mais do que o amigo do Mickey, Donald se transforma em uma mistura de James Bond com Jason Bourne.
Como a série "Donald Duplo" continua, resta saber se a crise dos quadrinhos Disney nos EUA afetará os lançados aqui, pela Abril, que publica atualmente "Aventuras Disney", "Mickey", "Tio Patinhas", "Pato Donald" e "Zé Carioca. Além de HQs da Itália, este número de "Aventuras Disney" com o Donald Duplo na capa também tem uma brasileira - estrelada pela Maga Patalójika (não era com G?) -, escrita por Ivan Saidenberg e ilustrada por Verci de Mello. E mais duas: uma da Margarida e uma do Mickey.

ATÉ TU, DONALD?

FONTE:http://oglobo.globo.com/blogs/Gibizada/#173755
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:07  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

A dieta típica ocidental, rica em carnes e gorduras e pobre em carboidratos complexos, como os amidos, é uma receita para desenvolver câncer de cólon, advertiu hoje o gastroenterologista Stephen O'Keefe, da Universidade de Pittsburgh, dos Estados Unidos.
Isso ocorre porque a dieta tem uma influência direta nas diferentes bactérias intestinais, que podem produzir substâncias protetoras ou cancerígenas para o cólon, disse O'Keefe em reunião da Society for General Microbiology em Harrogate, no Reino Unido.
O câncer colo-retal é a segunda maior causa de morte oncológica entre adultos no mundo ocidental, atrás apenas do de pulmão.
O gastroenterologista explicou que as pessoas que adotam uma dieta rica em carboidratos complexos, incluindo cereais, legumes, verduras e frutas, possuem uma grande quantidade de firmicutes no intestino.
Estas bactérias utilizam os resíduos de amido e proteínas no cólon para fabricar ácidos graxos de cadeia curta e vitaminas como o folato e a biotina, que mantêm a saúde do órgão.
Estudos comprovaram que um destes ácidos graxos, o butirato, reduz o risco de ter câncer de cólon.
Por outro lado, algumas bactérias podem fabricar substâncias tóxicas a partir dos resíduos alimentares, afirmou O'Keefe.
As dietas ricas em carne produzem sulfureto, que reduz a ação das bactérias benéficas à saúde, acrescentou. EFE


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 07:52  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

BRASÍLIA - O plenário do Senado aprovou na noite desta quarta-feira, em votação simbólica, o projeto de lei que acaba com a prisão especial para quem tem diploma de ensino superior. O texto também acabou com esse benefício para deputados, senadores, ministros, governadores e prefeitos. A proposta segue agora para apreciação da Câmara.
Apenas o presidente da República, juízes e procuradores da União continuarão tendo direito ao regime especial de prisão.
- Não tem como acabar com o benefício para o presidente da República, mas vamos apresentar projetos para acabar com a prisão especial para juízes e procuradores. Nestes casos, será necessário projeto de lei complementar ou proposta de emenda constitucional - disse o senador Demóstenes Torres (DEM-GO), presidente da CCJ.
No último dia 13 de março, ao aprovar esse projeto, de autoria do Poder Executivo, a CCJ já havia retirado da lista dos que podiam ter direito à prisão especial pessoas com curso superior, padres, pastores, bispos evangélicos e pais de santo, além de cidadãos com títulos recebidos por prestação de relevantes serviços ao país.

Aprovado uso de tornozeleiras por condenados fora da cadeia
Também foi aprovado no Senado, na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), o monitoramento eletrônico, como uso de pulseira ou tornozeleira, para os condenados que usufruam dos regimes aberto, semiaberto, com saídas temporárias - para trabalhar ou estudar, por exemplo - ou prisão domiciliar. Beneficiários de liberdade condicional também serão monitorados. A proposta será votada no plenário e, se aprovada, segue para sanção do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.
Caso a proposta vire lei, caberá ao Ministério da Justiça definir o equipamento a ser utilizado, se a pulseira ou tornozeleira. Entidades que atuam a favor dos direitos humanos são contra a fiscalização eletrônica.

fonte:http://oglobo.globo.com/pais/mat/2009/04/01/senado-exclui-politicos-de-prisao-especial-755098503.asp

link do postPor anjoseguerreiros, às 07:40  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Abril 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





arquivos
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO