notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
30.3.09
Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Bichos de estimação ganham festa completa, com presentes e tudo mais.Para adepta, é mais fácil reunir um monte de cães e gatos pela internet.

A norte-americana Deb Boyken com seu cachorro boêmio em sua casa, em Denville, no estado de Nova Jersey (EUA). Cães e gatos estão ganhando festas on-line completas. Segundo Deb, é muito mais fácil reunir um monte de cachorros pela internet.
Deb Boyken organiza festa on-line para seu cão cocker spaniel chamado Chappy.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

Uma criança morreu na tarde desta segunda-feira (30) após um caminhão desgovernado bater contra um muro de uma escola e contra uma van de transporte de estudantes no Grajaú, na Zona Sul de São Paulo, de acordo com informações da Polícia Militar e da Secretaria Municipal de Saúde.
Uma mulher de 75 anos sofreu traumatismo craniano e foi levada, em estado grave, para o Hospital das Clínicas pelo helicóptero Águia da Polícia Militar. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, três crianças, entre 3 a 7 anos, foram socorridas com ferimentos leves e encaminhadas para o Hospital do Grajaú. Elas devem permanecer em observação.

O Corpo de Bombeiros afirmou ainda que outras duas crianças foram encaminhadas para o PS Maria Antonieta com ferimentos leves. Porém, a Secretaria de Saúde não sabia confirmar a informação até as 17h40.
O acidente ocorreu na frente da Escola Municipal Marialice Mencarine Foracchi, de educação infantil, por volta das 14h50. O colégio fica no número 318 da Rua Professor Francisco Marques Oliveira.
Cinco equipes do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o atendimento da ocorrência.
A Secretaria Municipal de Educação informou que a supervisora da Diretoria Regional de Educação de Capela do Socorro, responsável pela área, foi até o local para apurar o caso e prestar atendimento.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:43  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

SÃO PAULO - Chegam a 32.306 o número de casos de dengue na Bahia, com 29 mortes, segundo a Secretaria de Saúde da Bahia. O novo boletim epidemiológico reúne os registros da doença até a terceira semana de março. Nestes três primeiros meses do ano, o estado registrou três vezes mais casos de dengue do que em igual período do ano passado.
O maior número de casos foi registrado nas cidades de Itabuna, Porto Seguro e Jequié. Em Itabuna, 8 pessoas infectadas morreram. Em Porto Seguro, cinco morreram. Em Jequié, foram três mortes. Na capital baiana, as mortes chegam a três. O número de mortes, porém, pode chegar a 65, já que outros 36 óbitos notificados ainda dependem de exames sorológicos para serem confirmados.
Sete cidades do estado estão em situação de emergência. Dos 417 municípios baianos, 272 apresentaram casos da doença, o que representa 65% do total. Em 81 deles há registro dos tipos mais graves da doença - dengue hemorrágica, febre hemorrágica e síndrome do choque da dengue.
Cidades como Jacobina, Ilhéus e Irecê não registram mortes, mas o número de casos graves está em alta. Em Ilhéus, por exemplo, foram registrados 25 casos deste tipo.
Em Salvador, postos de hidratação estão sendo montados e estudantes de Medicina estão sendo treinados para ajudar no atendimento aos doentes. No centro de saúde, no bairro Pau Miúdo, o posto de hidratação foi inaugurado há quatro dias.
No sábado, em entrevista ao portal IBahia, a coordenadora municipal de Saúde de Salvador, Lucélia Guimarães, alertou para o risco de epidemia da capital.
- Há risco por três razões: primeiro que as chuvas vão chegar, segundo porque estamos com três sorotipos circulando. Esses sorotipos circulantes fazem com que haja sempre pessoas suscetíveis. Há possibilidade de chegar o sorotipo 4, vindo da Venezuela, a qualquer momento. Com isso, a gente tem uma grande população vulnerável. A terceira coisa é que temos percebido, de 1998 para cá, não só o número de casos de dengue clássica, mas um aumento da dengue grave - disse ela.
A Secretaria de Saúde da Bahia criou 200 novos leitos hospitalares no estado para atender os doentes e três unidades de hidratação. Em Itabuna, as Forças Armadas ajudam a combater a doença. Helicópteros do Corpo de Bombeiros ajudam na identificação de regiões com criadouros do mosquito Aedes Aegipty. Equipes de Cuba e da Venezuela visitam o estado para ajudar nas medidas de combate à doença.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:32  comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (3) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Hospital Israelita Albert Einstein pesquisa planta amazônica para criar novo medicamento contra o câncer

O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEP) vem realizando pesquisas em seres humanos para a criação de um medicamento contra o câncer, produzido a partir de uma erva da Amazônia chamada Avelós.
Trata-se de um estudo inédito no Brasil com pesquisas de erva da flora amazônica cujo objetivo é criar uma nova opção para o tratamento do câncer. O estudo entrará na fase 2, ou seja, somente os pacientes que já estão participando das pesquisas continuarão a ser avaliados até a conclusão do trabalho. Este estudo é realizado em pessoas pela primeira vez no Hospital Israelita Albert Einstein (HIAE), instituição com um dos mais avançados centros oncológicos da América Latina.
A planta Avelós (Euphorbia tirucalli), típica das regiões norte e nordeste do País, produz uma seiva semelhante ao látex e já foi estudada por meio da análise de sua ação em células em cultura e em animais.
A erva é utilizada na cultura popular há décadas como planta medicinal, mas sem comprovação científica como benéfica ao tratamento do câncer em humanos. Isso levou à realização de estudos laboratoriais que, de fato, comprovaram uma atividade anti-tumoral de substâncias presentes na Avelós.
“Caso os resultados iniciais sejam positivos, estudos mais aprofundados da ação da Avelós em tumores poderão revelar uma nova geração de medicamentos para o câncer”, explica dr. Auro Del Giglio, Gerente do Programa Integrado de Oncologia do Einstein e um dos coordenadores do estudo.
O novo medicamento poderá ser disponibilizado ao mercado depois de avaliada sua eficiência e grau de toxidade, o que será feito após novos estudos que comprovem sua eficácia e sua aprovação pelas instituições responsáveis.
A pesquisa é realizada por meio da parceria entre o IIEP e a PHC Pharma Consulting – empresa de consultoria e assessoria científica, especializada no segmento industrial farmacêutico.
O Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein é um dos diferenciais que conferem ao Hospital Israelita Albert Einstein a posição de liderança no setor da saúde, atuando em parceria com importantes instituições de pesquisa científica no país e no exterior, agências nacionais e internacionais de fomento e órgãos governamentais.


Alerta

O Hospital Israelita Albert Einstein informa que a primeira fase do estudo que investiga a efetividade da planta avelós como uma nova opção de tratamento do câncer está encerrada.
Neste momento não é possível incluir nenhum paciente no estudo, visto que o mesmo foi encerrado.
Caso um novo estudo seja iniciado, o Hospital Israelita Albert Einstein comunicará à população, informando quais são os critérios para que os pacientes possam se candidatar.



O sr. Jair Tadeu presta depoimento em seu blog Index:

Esta erva tem ação comprovada pela Medicina Popular e Homeopática no tratamento de Infecções; é conhecida no Nordeste Brasileiro pelo nome Labirinto e no sul do país, por Pau -Pelado. Vem sendo estudada em vários países para o trato de Câncer e outros males.
Tenho informações que a Planta adquire mais qualidades terapêuticas se sua origem for o Nordeste Brasileiro, pois ela é apta àqueleclima. Porém já vi pessoalmente árvores em Santa Catarina e em São Paulo, achei árvore frondosa na cidade Ibitinga – SP.
Em minha residência cultivo muda da planta, mas; seu crescimento é muito lento. Portanto concluímos que esta planta requer certas qualidades climáticas para dar boa produtividade de leite , que ´pe a parte aproveitada no tratamento
Seus nomes Científicos são:
EUPHORBIA Tirucallis / origem Africana.
EUPHORBIA INSULANAEUPHORBIA HETERODÓXICA
EUPHORBIA HUMNOCLADA /

Modo de usar:

- tomando gotas de seu leite obtido do "lascar de seus galhos" Com água adoçada com mel, açúcar ou suco de sua preferência.
1ª semana:
Tomar 02 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
2ª semana:
Tomar 03 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
3ª semana:
Tomar 04 gotas, 03 vezes/dia/
café da manhã, almoço e jantar.
Após 3ª semana: Repita dosagem [de 04 gotas] durante mais dois meses / café da manhã, almoço e jantar.
Após dois meses: Tome 02 gotas, 03 vezes/dia à café da manhã, almoço e jantar.
Perceba o que vai acontecer ; sentindo-se bem, prossiga na dosagem da 3ª semana até terminar alcançando a Vitória. Tome sempre em um copo do tamanho do de schopp, c/ leite animal ou [prefira] de soja ou ainda suco de frutas ou verduras ou legumes .

Tome o Avelós em modo In Natura servindo-se das suas gotas, exatamente conforme explicado acima ou se preferir, compre o extrato do AVELÓS, na farmácia de sua preferência onde tratem de Manipulação Homeopatia ou Fitoterapia e peça-o na forma de Extrato Fluido ou ligue:
Pernambuco - Tel. 0_ _ 81 36381219Fale com Sr. Francisco Barbosa e peça o xarope pronto do AVELÓS.
São Paulo - Tel. 0 _ _ 11 5220172 ~ Farmácia de Manipulações Valeriana / Bairro Socorro – São Paulo – SP / fale com Dr. Maurício ou Sra. Vera e peça o Extrato Fluido pronto do AVELÓS.
Esta sugestão de endereço é apenas indicativa. Você pode adquirir na Farmácia Homeopática ou de Fitoterapia de sua confiança em sua cidade. Meu vinculo com os citados nada tem a ver no sentido comercial, ou mesmo donativo. São amigos que me ajudaram ontem e hoje, continuam a me ajudar nesta luta.
Leia algo interessante sobre o Avelós
Gustavo Peckolt – Químico e Sábio na era de 1.892 - que após muitos anos de pesquisa, concluiu e classificou o Avelós como, Especifico dos Epitaliomas e Cancroides apresentando inclusive uma apresentação de análise qualificativa da planta
06,240 grs. De Caoutchouc 00,800 grs. De Matéria extrativa Amarga 00,700 grs. De Matérias Albominosas 00,020 grs. De Resina de cor Parda 02,880 grs. De Avelosina, substancia sui generis 00,900 grs. De Substancias Gomosas e Ácidos Orgânicos38,580 grs. De Umidade e perdas 23,800 grs. De Cinzas 25,780 grs. De Matéria Cerífica e Resinosa
Porém, insisto em alertá-lo(a)... conforme tantos outros documentos que li sobre a Planta Avelós inclusive fazendo uso da mesma em modo in natura; definitivamente, concluo que ele cura ou ameniza condições da maioria de tipos de Cânceres, mas; é também comprovado altamente tóxico. Se utilizado de forma inadequada, será de uso letal. Use apenas conforme está sugerido acima pois eu usei, uso e estou aqui a teclar para você. Portanto... nada de pensamentos do tipo, um pouco a mais me fará um bem melhor... deixe as experiências para os nossos cientistas.

Esta postagem foi feita em conjunto por Maria Celia e Carmen
link do postPor anjoseguerreiros, às 13:20  ver comentários (1) comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Você sabe com quem está falando?

RIO - Um incidente em Niterói na madrugada do sábado passado, envolvendo uma equipe de fiscalização da Operação Lei Seca, será apurado pela Secretaria estadual de Governo. De acordo com reportagem publicada na edição desta segunda-feira do jornal 'O Globo', o subsecretário de Governo, Carlos Alberto Lopes, coordenador das operações em todo o estado, informou que vai instaurar um procedimento depois de ouvir seus funcionários contarem que foram "constrangidos e ameaçados de prisão" pela desembargadora Renata Cotta, do Tribunal de Justiça do Rio, durante uma blitz na Estrada do Cafubá, no bairro de Itaipu. Segundo Carlos Lopes, o assunto será comunicado ao Detran e ao Tribunal de Justiça.
Pelo relato da equipe de fiscalização, por volta das 2h, eles pararam um carro com um tenente-coronel do Corpo de Bombeiros e sua mulher ao volante. Como ela estava sem habilitação e se recusou a fazer o teste do bafômetro, os fiscais decidiram levar o caso à 77ª DP (Icaraí). A confusão teria começado quando a desembargadora, irmã do oficial dos Bombeiros, chegou ao local. Segundo os fiscais, ela teria tentado usar o cargo para constranger a fiscalização. Uma pessoa trouxe a carteira da mulher e ela acabou sendo liberada depois de ser multada duas vezes: por não fazer o teste do bafômetro e por dirigir sem habilitação. Nas blitzes, o procedimento padrão para quem se recusa a fazer o teste do bafômetro é multar o motorista em R$ 957, apreender a carteira de habilitação dele e, se ele tiver sinais de embriaguez, levá-lo à delegacia.
Ouvida pelo GLOBO ontem, a desembargadora ficou indignada com a versão dos fiscais da Secretaria de Governo. Ela disse que os fiscais mentiram, mas confirmou que a mulher do seu irmão estava realmente sem habilitação e que não quis fazer o teste do bafômetro, "porque ninguém é obrigado a fazer". Mas alegou que em momento algum constrangeu a equipe de fiscalização e não fez qualquer ameaça de prisão.
Informado pelo GLOBO do caso, o presidente do TJ, desembargador Luiz Zveiter, disse que a Coordenadoria de Segurança do TJ não foi acionada, mas garantiu que, se o caso for comunicado oficialmente, terá todo o interesse em instaurar uma investigação para apurar responsabilidades, ouvindo a desembargadora e os fiscais.



link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Diques de proteção começam a falhar e enchentes atingem prédios.Fargo, a cidade mais importante do estado, teve escola inundada.

Morador passeia com cachorro em passagem de dique construído perto do Rio Vermelho, no sul de Fargo, em Dakota do Norte, Estados Unidos. Um dique que segurava a enchente falhou neste domingo (29), deixando as águas inundarem uma escola da cidade. Um dique reserva conteve parte do derramamento das águas geladas, favorecendo o trabalho de resgate contra inundações e de evacuação da área.


link do postPor anjoseguerreiros, às 12:00  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

Cavalos, cães, porcos e gatos dividem espaço.Zoo de Dakota do Norte recebe camundongos, aves e coelhos.

Cerca de 200 bichos, entre cães, gatos, cavalos e porcos, foram colocados em um grande pavilhão após terem sido abandonados por seus donos na Dakota do Norte. O estado americano vive um momento de atenção por conta da enchente do Rio Vermelho. Até Fargo, a principal cidade da região, foi atingida.
Como tiveram que sair às pressas, os donos dos bichos buscaram os primeiros hotéis possíveis e muitos deles não aceitam animais domésticos. Assim, o instituto Sociedade Humana utilizou o pavilhão normalmente utilizado para shows de cavalo e gado para receber todos os bichos domésticos que não puderam acompanhar seus donos.
Há ainda outros animais, como camundongos, aves e coelhos que foram alojados no zoológico Rio Vermelho, em Fargo. Na Universidade Estadual de Dakota do Norte há ainda cerca de 250 cavalos. Mais de 100 voluntários trabalham no cuidado aos bichos.



fonte:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:51  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

RIO - Uma estudante foi assassinada na frente dos pais durante um assalto na noite de domingo, no Centro do Rio. De acordo com a polícia, Carla Leal dos Reis, de 25 anos, foi morta depois de pedir aos criminosos que não levassem o crachá do trabalho. Ela era estagiária da Caixa Econômica Federal. O corpo será sepultado no Cemitério do Catumbi, às 16h30m. O velório será na capela I..
O crime aconteceu no Estácio, na altura do prédio da Prefeitura do Rio. Carla voltava da igreja junto com os pais quando foram abordados por três homens armados na Avenida Presidente Vargas. Depois de entregar todos os pertences, a universitária pediu que lhe devolvessem apenas o crachá, o que teria irritado os bandidos.
Eles atiraram na cabeça da menina, que foi levada para o Hospital Souza Aguiar, no Centro, mas não resistiu aos ferimentos. A polícia acredita que os assaltantes são do Morro de São Carlos. Dois suspeitos foram presos, mas não foram reconhecidos pelos pais da vítima. As buscas continuam na região.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:45  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

Estudo realizado por plano de saúde mostra que metade das pacientes pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos, não fez mamografia nos últimos dois anos. Faixa etária é a de maior incidência de tumores de mama

Rio - As mulheres, tradicionalmente cuidadosas com a saúde, estão deixando de fazer exames fundamentais, e a razão não é a falta de acesso ou dinheiro. Levantamento nacional feito pela Golden Cross mostrou que metade das mulheres pesquisadas, com idades entre 50 e 69 anos — faixa de maior risco para o câncer de mama —, não fez mamografia nos dois últimos anos.
“O dado nos chamou atenção porque são mulheres que pagam, que têm acesso à mamografia, um exame que não depende nem de autorização. Uma das justificativas pode ser o ritmo agitado da vida: às vezes acaba sobrando pouco tempo. Geralmente a pessoa não tem sintomas, não tem histórico e acaba não fazendo a mamografia”, opina a diretora médica do convênio, Roberta Iachini. “Outras acreditam que não precisam mais fazer o exame devido à idade”, afirma.
Ao todo, 108 mil mulheres com idades entre 50 e 69 anos não fizeram o exame, que segundo recomendação do Instituto Nacional de Câncer (INCA) deve ser realizado pelo menos uma vez a cada dois anos. Todas receberam uma mala direta alertando para o risco da doença. “A partir dos 50 anos, a incidência de câncer de mama chega a aumentar dez vezes”, afirma o médico Ronaldo Correa, do INCA.
Aos 50 anos, a dona de casa Elaine Castro descobriu em fevereiro, durante um exame de rotina, que estava com câncer na mama direita. “Quando descobri, achei que ia morrer. Mas o câncer não é só uma doença, é uma luta para sobreviver porque há tratamento. O mais importante é o diagnóstico precoce”, diz Elaine, que tem recebido total apoio da família durante o tratamento.

Diagnóstico aos 59 anos
A idade média para o diagnóstico de câncer de mama no Brasil está em 59,3 anos. Essa é uma das principais conclusões do Projeto Amazona, desenvolvido pelo Grupo Brasileiro de Estudos de Câncer Mama, apresentando na terceira edição da Conferência Brasileira de Câncer de Mama. Segundo o trabalho, realizado com 4.912 mulheres com a doença, apenas 25% das pacientes estudadas tinham menos de 50 anos.

Colaborou Mariana Muller


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:30  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

RIO - Em entrevista à rede americana CNN, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou que caberá à Justiça brasileira decidir sobre o futuro do garoto Sean Ribeiro Goldman, que está sendo disputado pelo pai, um americano, e o padrasto que se casou com a mãe do menino, uma brasileira que faleceu no ano passado por hemorragia após o parto de sua filha. (Leia mais: Obama agradece a Lula por levar o caso Sean para a Justiça federal)
- O governo já fez o que era possível. O caso foi levado aos tribunais federais e será logo julgado. Acredito que a decisão da Justiça é mais correta nesse caso - afirmou Lula.
A disputa pela guarda do menino Sean, que nasceu nos Estados Unidos, virou tema nas relações diplomáticas entre Brasil e Estados Unidos.
Bruna Bianchi Ribeiro, a mãe de Sean, deixou os EUA com o filho em junho de 2004. O marido, David Goldman, ia encontrá-los uma semana depois, mas, antes disso, Bruna telefonou para o marido, pediu o divórcio e informou que ela e o menino ficariam no Brasil. Bruna se casou com o advogado que a representou no divórcio.
O pai do menino viajou para o Brasil dias depois da morte de Bruna, em agosto de 2008, na tentativa de recuperar a guarda do filho, mas a Justiça brasileira concedeu a guarda de Sean ao viúvo de Bruna, João Paulo Lins e Silva.
O caso está atraindo a atenção da mídia e do público nos Estados Unidos. Em agosto de 2004, um juiz da Corte Superior de Nova Jersey, onde morava a família Goldman, decidiu que os esforços de Bruna para manter o filho no Brasil iam contra a lei e ordenou a repatriação imediata do menino, já que ele nasceu nos Estados Unidos.
No mês seguinte, depois de a mãe se recusar a cumprir a ordem do juiz americano, o advogado de Goldman notificou a seção do Departamento de Estado que ajuda cidadãos americanos no caso de sequestro de crianças.
O pai do menino também entrou com processo na Justiça brasileira, mas apesar de um juiz federal ter concordado que a transferência de Sean para o Brasil ocorreu de forma ilegal, ele determinou que o menino deve ficar no país, onde já está adaptado.


link do postPor anjoseguerreiros, às 11:19  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

SÃO PAULO - Um novo golpe em caixas eletrônicos foi descoberto neste domingo pela Polícia Militar, na zona leste de São Paulo. A ação consistia em usar o equipamento popularmente conhecido como 'chupa-cabra' para prender o cartão dos clientes no bocal de um dos caixas eletrônicos. Quando a vítima pegava o telefone da agência para falar com o suporte técnico e reclamar do cartão preso, quem atendia era um bandido, que conseguia dados do cliente para realizar saques se apresentando como atendente. Dentro do telefone da agência havia um celular embutido, que transferia as ligações para um celular usado pelos criminosos.
O golpe fez pelo menos uma vítima, uma mulher de 35 anos, que prestou queixa à polícia. A Secretaria de Segurança Pública, no entanto, não revelou o valor do prejuízo dado à cliente.
Neste domingo, a PM chegou a um dos integrantes da quadrilha ao ser alertada pelo cliente de uma agência do Unibanco na Avenida Conselheiro Carrão, que desconfiou da atitude de um homem dentro da área dos caixas eletrônicos.
Com o mecânico Giovanni Donizetti da Silva, de 38 anos, foi apreendida uma mochila com vários equipamentos utilizados pela quadrilha, entre eles o bocal 'chupa-cabra', um telefone da agência com um celular dentro e um outro aparelho celular, além de R$ 457 em dinheiro.
Giovanni foi reconhecido pela vítima do golpe, que informou à polícia que o mecânico havia oferecido o telefone da agência com o celular embutido para ela ligar para o 'atendente' do suporte.
A polícia agora procura outros integrantes da quadrilha. O mecânico responderá por furto qualificado. Ele está preso no Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém.


link do postPor anjoseguerreiros, às 10:58  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

CURITIBA - O adolescente de 15 anos que sofreu traumatismo craniano após cair de um brinquedo 'kamikaze' que quebrou ao meio em Castro, na região dos Campos Gerais, teve morte cerebral neste sábado. Bruno Ramon Pereira estava internado em estado grave no Hospital Bom Jesus, em Ponta Grossa, desde o dia do acidente, que ocorreu na tarde de domingo.
Além de Pereira, outras nove pessoas ficaram feridas depois que o brinquedo, que chega a dar giros de 360 graus, partiu ao meio, derrubando os ocupantes. Eles apresentaram apenas lesões consideradas leves e foram todos liberados no mesmo dia.
De acordo com o boletim médico, o adolescente havia sofrido politraumatismo grave, com fratura de crânio, fratura de ossos da face, laceração com avulsão da hemiface direita, fratura exposta de joelho e fêmur direito, traumatismo abdominal e feridas múltiplas no membro inferior esquerdo e região perineal
O parque de diversões foi montado para as comemorações do aniversário de 305 anos da cidade de Castro. Depois do acidente, todos os brinquedos foram interditados pela Polícia Militar (PM).
O responsável pela organização do parque, Reinaldo Rodrigues dos Santos, 40 anos, se apresentou à polícia na manhã de sexta-feira. Santos disse que não foi apresentado nenhum documento para o parque funcionar e a contratação foi feita verbalmente apenas.
Em depoimento, Santos alegou que não era o responsável por providenciar a documentação e as vistorias dos brinquedos locados. Ele teria afirmado que foi contratado por um funcionário da prefeitura.
O próximo passo da investigação será interrogar o funcionário da prefeitura apontado por Santos como a pessoa responsável por sua contratação, o que deve acontecer na próxima semana.
A polícia já ouviu as vítimas, testemunhas e o proprietário do brinquedo que quebrou. Segundo o dono do kamikaze, a fabricação do brinquedo foi artesanal, feita por ele mesmo, e o organizador do parque era quem iria providenciar a autorização para todos os brinquedos funcionarem no local. O brinquedo foi testado com sacos de areia.
Cada brinquedo do parque pertencia a um dono diferente. O Instituto de Criminalística fez a perícia do brinquedo quebrado e o resultado do laudo deve sair entre 15 a 30 dias.

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

Polícia flagrou jovens com boneco em rua de Dorchester.Triceratops foi devolvido imediatamente ao museu do qual foi tirado.

Um grupo de estudantes foi flagrado pela polícia inglesa quando levava uma reprodução de um dinossauro em tamanho natural, tirada de um museu, para um 'passeio' pela cidade de Dorchester.
Os jovens haviam saído para beber e comemorar o término de seu curso, quando passaram pelo museu, que tem diversas estátuas de dinossauros expostas numa área externa, e decidiram roubar uma delas. Foram necessárias pelo menos dez pessoas para passar o triceratops de plástico por cima da cerca em plena madrugada.
Os alunos já estavam a uma certa distância do museu quando a polícia os interceptou e ordenou a imediata devolução do objeto, que mede cerca de 6,5 metros de comprimentos e 3,2 metros de altura. "Tenho que dizer que eles acharam bem engraçado", disse um dos estudantes ao jornal “Daily Mail”. Catorze estudantes foram flagrados carregando o dinossauro pelas ruas da cidade. A estátua foi devolvida na mesma noite e o museu recebeu um pedido formal de desculpas. A brincadeira aconteceu há duas semanas.


fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:48  comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

RECIFE - A mãe da menina de 9 anos que engravidou após ser estuprada pelo padrasto , em Alagoinha, a 227 quilômetros de Recife, em Pernambuco, foi indiciada pela polícia na quinta-feira por negligência. O delegado Antônio Luís Dutra, responsável pelo caso, disse que Esmeralda Aparecida foi omissa. O padrasto também abusou de outra filha dela, de 14 anos, que tem deficiência mental. Para o delegado, seria impossível que a mãe não visse marcas nos corpos das meninas durante o banho. Aparecida disse que não sabia dos abusos.
- Ele tratava ela sempre muito bem, eu não ia achar que era por mal - disse a mãe à polícia.
O acusado, Jaílton José da Silva de 23 anos, foi detido quando tentava fugir para a Bahia. Ele está preso na cidade de Pesqueira e foi indiciado pelo abuso das menores.
A gravidez só foi descoberta depois que a criança se queixou de dores e foi levada pela mãe à Casa de Saúde São José, no dia 25 de fevereiro.
A menina só teria contado sobre os abusos depois da descoberta da gravidez por conta das dores. Ela contou à polícia que sofria violência sexual desde os 6 anos.
A menina realizou aborto no último dia 4 de março na Maternidade Cisam, vinculada à Universidade de Pernambuco, no Recife. O diretor médico Sérgio Cabral lembrou que o aborto em casos de estupro e risco de vida da mãe é legal .
- O risco maior seria ela de ela continuar essa gravidez. Uma criança de 9 anos não tem ainda seus órgãos formados - disse o médico na ocasião.
A Igreja Católica, que tentou impedir o aborto e ameaçou ir à Justiça, lamentou que o procedimento tenha sido realizado.
- Nós, ministros da Igreja Católica, temos obrigação de proclamar as lei de Deus. Nesses casos, os fins não justificam os meios e a lei humana contraria a lei de Deus, que é contra a morte - disse o arcebispo de Olinda e Recife Dom José Cardoso Sobrinho
Depois, o arcebispo excomungou todos os envolvidos no caso, menos o estuprador.
Mãe e filhas estão em um abrigo, e as meninas têm recebido acompanhamento psicológico. A mãe só deverá ser informada de que foi indiciada nesta semana, depois que advogados analisarem o caso.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:54  ver comentários (1) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

SÃO PAULO - Duas coroas de flores enviadas ao túmulo de Isabella Nardoni pelos avós paternos e pelo casal Nardoni foram encontradas no lixo, na manhã de ontem, no Cemitério Parque dos Pinheiros, na Zona Norte de São Paulo. As coroas foram depositadas no sábado, no jazigo da menina - o 21-185, quadra 2 -, um dia antes de completar um ano de sua morte. Nas faixas foram escritas as mensagens "Amor eterno: papai, Pietro, Cauã e tia Carol" e "Saudades: vovô, vovó Nardoni, madrinha e família".
Ana Carolina Oliveira, mãe da menina, disse que não pediu para que as coroas fossem retiradas. Neste domingo, ela participou de uma missa na Igreja Nossa Senhora dos Prazerez, que lembrou um ano da morte de Isabella.
Na semana passada, o Tribunal de Justiça de São Paulo confirmou que Alexandre Nardoni, pai da menina, e Anna Carolina Jatobá, a madrasta, irão a júri popular acusados da morte.
- A gente não tem nada a ver com isso - afirmou.
Ana Carolina contou que esteve várias vezes no cemitério, durante a semana passada, para visitar o túmulo de sua filha e que também deixou flores.
- Mas hoje, especificamente no dia 29, não vou até lá, pois acho que pode ser um dia tumultuado - falou, ao fim da missa que marcou um ano da morte da filha.
Por medo de ser hostilizado, o advogado Antonio Nardoni, pai de Alexandre, disse que evita ir ao cemitério. Na manhã deste domingo, cerca de 15 pessoas passaram pelo local para prestar homenagens. As coroas enviadas pelo avô paterno estavam dentro de um saco de lixo preto, a cerca de 50 metros do túmulo. No jazigo da menina, foram depositados flores, faixas e cartazes.
A auxiliar de cozinha Sueli Maria da Conceição, de 31 anos, saiu de São Bernardo do Campo, no ABC, na manhã de ontem, para prestar sua homenagem. Ela levou ao cemitério flores e uma camiseta com a foto da menina.
- É como se fosse minha filha. O sofrimento também é nosso - diz.
- Eu bato palmas para a atitude de quem tirou as coroas de flores. Se fosse comigo, teria jogado as coroas num buraco - afirmou.
A administração do cemitério não soube explicar quem pediu a retirada das coroas. Mas disse que não é comum a homenagem sumir um dia após ser depositada, a não ser que haja algum contratempo. Antônio Nardoni, avô de Isabella, não quis comentar o ocorrido.
Segundo o cemitério, o jazigo de Isabella Nardoni é o mais visitado do local. Mas não souberam estimar quantas pessoas estiveram no cemitério durante esta semana, especificamente.


link do postPor anjoseguerreiros, às 09:10  ver comentários (2) comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

ESTADOS UNIDOS - Pessoas com histórico familiar de risco para a depressão têm menos matéria cerebral no hemisfério direito, em níveis compatíveis com a perda provocada pelo mal de Alzheimer, constataram pesquisadores dos Estados Unidos.
Tomografias cerebrais mostraram um afinamento de 28% no córtex direito nas pessoas que possuíam um histórico familiar de depressão, em comparação com as que não possuíam.
O afinamento do lado direito estava relacionado apenas à predisposição familiar à depressão. Pessoas efetivamente deprimidas tinham esse afinamento também no lado esquerdo do córtex.
– A diferença foi tão grande que em princípio quase não acreditamos. Mas checamos e rechecamos todos os nossos dados e buscamos todas as explicações alternativas possíveis, e a diferença continuava lá – afirmou Bradley Peterson, do Centro Médico da Universidade de Columbia e do Instituto Psiquiátrico do Estado de Nova York.
O estudo liderado por Peterson foi publicado na revista Proceedings of the National Academy of Sciences, com base em exames de 131 pessoas de 6 a 54 anos de idade, com ou sem histórico familiar de depressão.
A equipe buscava especificamente anomalias cerebrais que pudessem sinalizar uma predisposição à depressão, e não mudanças que poderiam ser provocadas pela doença.
– Como estudos biológicos anteriores só focavam em um número relativamente pequeno de indivíduos que já sofriam de depressão, suas conclusões eram incapazes de esclarecer se essas diferenças representavam as causas da doença depressiva, ou uma consequência – observou Peterson.
Segundo o pesquisador, ter o lado direito do córtex mais fino pode aumentar o risco de depres-
são por perturbar a capacidade
de decifrar as outras pessoas e de obter pistas sociais e emocionais a partir delas.

Investigação
Os cientistas submeteram os participantes do estudo a testes de memória e atenção, e concluíram que quanto menos matéria cerebral há no córtex direito, pior o desempenho da pessoa nesses testes.
– Nossas descobertas sugerem bastante fortemente que se você tem o afinamento no hemisfério direito do cérebro, pode estar predisposto à depressão e também pode ter algumas sequelas cognitivas e déficits de atenção – acrescentou.
Peterson disse ainda que as descobertas sugerem que estimulantes e outros medicamentos usados para tratar os problemas de atenção poderiam ser úteis no tratamento de alguns pacientes de depressão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 08:28  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

CARTHAGE, Carolina do Norte - Um homem armado matou pelo menos oito pessoas em um ataque a uma clínica para idosos num vilarejo de apenas 1.800 habitantes na Carolina do Norte, nos EUA, neste domingo. O atirador, identificado como Robert Stewart, de 45 anos, foi preso pelas autoridades depois de alvejado por um oficial. Quatro pessoas, incluindo um policial, ficaram feridas no ataque.
- Ele veio e começou, do nada, a atirar em todos os que estavam perto - disse o senador estadual da Carolina do Norte Harris Blake.
Segundo a polícia do condado de Moore, o homem, que não era paciente da clínica, entrou sozinho no Pinelake Health and Rehabilitation Center. A motivação do crime ainda é um mistério.
- É um acontecimento terrível numa cidade de qualquer tamanho. Mas é particularmente terrível quando você vê algo assim num vilarejo como Carthage - disse o chefe da polícia local, Chris McKenzie. - É duro. Esta é a minha casa, minha pequena cidade. Sou nascido e criado aqui, então isso bate forte no coração. Tudo o que se pode fazer é seguir em frente.
Relatos não confirmados pela polícia afirmaram que foram encontrados na clínica um fuzil de calibre .22, duas pistolas e uma espingarda. Uma testemunha revelou que um arma com camuflagem foi encontrada encostada num jipe Cherokee, no estacionamento do local.
As autoridades bloquearam todas as entradas para a clínica com um cordão de isolamento, enquanto policiais revistavam os aposentos em busca de pistas.
A única rua que leva à clínica ficou lotada de carros de polícia e de parentes e amigos das pessoas internadas no centro de reabilitação. Howard McMillan disse que correu para o local assim que ouviu falar que ocorrera um tiroteio. Sua irmã, de 56 anos, vive na clínica. Ele afirmou que as autoridades haviam telefonado para o seu irmão e confirmado que ela estava ilesa.
- Eu sei que ela está muito nervosa - disse McMillan. - Vim aqui só para ter a certeza de que ela está bem.
Seis pessoas morreram no local e seis foram transferidas para um hospital, onde duas morreram. Entre os mortos, sete eram pacientes e um funcionário.
A região do sul da Carolina do Norte em que aconteceu o incidente é conhecida como uma área tranquila, sendo muito popular entre idosos que se mudam para lá depois da aposentadoria. A área também é famosa por seus campos de golfe. O mais importante torneio do esporte nos Estados Unidos, o US Open, costuma ser realizado num cidade vizinha, Pinehurst.
Carthage fica a 95 quilômetros da capital do estado, Raleigh. E fica apenas 25 quilômetros ao norte de Fort Bragg, a maior base de tropas aerotransportadas do país. A população permanente da base militar é, inclusive, muito maior do que a do vilarejo, com 29.183 moradores.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:16  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO