notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
11.1.09

Laboratórios oferecem exames por R$ 3,50 às classes C e D e planos ficam mais baratos

Rio - Depois do varejo e dos bancos oferecerem crédito ampliado para conquistar os clientes de baixa renda, o setor de saúde privada despertou para esse segmento. A última novidade são os laboratórios que têm valores diferenciados para as classes C e D, com exames clínicos a partir de R$ 3,50. Ao pagar pelo serviço mais em conta, o paciente pode fugir das filas e da longa espera no setor público.O serviço mais barato ganha força se aliado a um outro que cresceu nos últimos dois anos: planos de saúde a preços baixos. Um dos fatores que contribuem para essa mudança é o número cada vez maior de hospitais próprios de operadoras de saúde. De 2006 para cá, a lista aumentou de 300 para 500 em todo o País.
Além dos valores mais em conta, a estratégia permite que as empresas ofereçam um atendimento personalizado. Cliente do Memorial Saúde, adepto ao modelo, a auxiliar de governança Nayara Esther, 21 anos, aprova a estratégia que une hospital a plano de saúde: “Vejo esse sistema como vantajoso. Além de pagar menos, ganho tempo por fazer exames no mesmo lugar”.
Os laboratórios Maiolino e Bronstein abriram as suas portas para os clientes que não têm cobertura e não podem pagar caro por um exame de análises clínicas ou opções mais complexas, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia.
Os programas Maiolino Fácil e Bronstein Popular já são responsáveis por cerca de 15% dos atendimentos dos laboratórios. Exame de triglicerídeos, por exemplo, sai a R$ 3,50 e o de glicose, a R$ 3,90, no Maiolino Fácil.
Já o Bronstein Popular conta com 30 unidades que oferecem todos os tipos de exames por valores mais acessíveis, desde a área de imagem e métodos gráficos (como tomografia e mamografia), até a dos exames de análises clínicas. A empresa pretende, segundo a Gestora do Bronstein, Fabiana Barini, aumentar o número de unidades até março. O Bronstein Popular está presente nos principais bairros das zonas Oeste e Norte, no Centro e na Baixada.
No Rio, o laboratório Maiolino é administrado pela NKB, uma unidade de negócios do Grupo Fleury. O diretor da NKB, Cláudio Pereira, garante que os exames de análises clínicas participantes do programa Maiolino Fácil têm a mesma qualidade dos demais oferecidos pela rede. “A entrega dos resultados também respeita o mesmo prazo dos planos particulares”, explica.
Pacientes interessados no Bronstein Popular devem ligar para a central de atendimento (2227-8080). Quem optar pelo Maiolino Fácil pode entrar em contato pelo telefone 3003-0340.
Nos dois laboratórios, basta chegar ao local indicado de atendimento com a guia de exame e apresentar um documento de identidade.
TRATAMENTO SEM LIMITES
Apesar de oferecer planos de saúde a preços mais atraentes, há um receio geral de que haja limitação dos procedimentos necessários para o tratamento do paciente, uma vez que pode haver conflito de interesses entre operadora e hospital.
Outra questão é que muitos hospitais conceituados no mercado acabam sendo substituídos pelas próprias operadoras, impedindo que pacientes tenham acesso aos tradicionais centros de tratamento. “Se o consumidor quer um plano mais barato, então esse sistema é positivo. Mas, se ele quer qualidade dos serviços prestados, corre riscos com a estratégia”, alerta Vanessa Vieira, advogada da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).
O processo também é visto com desconfiança pelos hospitais privados. Diretor-técnico comercial do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Ary Ribeiro explica que o setor vê o sistema com preocupação: “O problema é que pode haver um conflito embutido entre a prestação de serviços e o custo desta prestação para o paciente”. As vantagens do modelo, no entanto, são destacadas por Arlindo de Almeida, presidente da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo): “Com a união de operadora e hospital, o tratamento fica arquivado num prontuário único (eletrônico), tornando o atendimento personalizado. Além disso, o paciente tem acesso a um plano mais barato”.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:56  comentar


Laboratórios oferecem exames por R$ 3,50 às classes C e D e planos ficam mais baratos

Rio - Depois do varejo e dos bancos oferecerem crédito ampliado para conquistar os clientes de baixa renda, o setor de saúde privada despertou para esse segmento. A última novidade são os laboratórios que têm valores diferenciados para as classes C e D, com exames clínicos a partir de R$ 3,50. Ao pagar pelo serviço mais em conta, o paciente pode fugir das filas e da longa espera no setor público.O serviço mais barato ganha força se aliado a um outro que cresceu nos últimos dois anos: planos de saúde a preços baixos. Um dos fatores que contribuem para essa mudança é o número cada vez maior de hospitais próprios de operadoras de saúde. De 2006 para cá, a lista aumentou de 300 para 500 em todo o País.
Além dos valores mais em conta, a estratégia permite que as empresas ofereçam um atendimento personalizado. Cliente do Memorial Saúde, adepto ao modelo, a auxiliar de governança Nayara Esther, 21 anos, aprova a estratégia que une hospital a plano de saúde: “Vejo esse sistema como vantajoso. Além de pagar menos, ganho tempo por fazer exames no mesmo lugar”.
Os laboratórios Maiolino e Bronstein abriram as suas portas para os clientes que não têm cobertura e não podem pagar caro por um exame de análises clínicas ou opções mais complexas, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia.
Os programas Maiolino Fácil e Bronstein Popular já são responsáveis por cerca de 15% dos atendimentos dos laboratórios. Exame de triglicerídeos, por exemplo, sai a R$ 3,50 e o de glicose, a R$ 3,90, no Maiolino Fácil.
Já o Bronstein Popular conta com 30 unidades que oferecem todos os tipos de exames por valores mais acessíveis, desde a área de imagem e métodos gráficos (como tomografia e mamografia), até a dos exames de análises clínicas. A empresa pretende, segundo a Gestora do Bronstein, Fabiana Barini, aumentar o número de unidades até março. O Bronstein Popular está presente nos principais bairros das zonas Oeste e Norte, no Centro e na Baixada.
No Rio, o laboratório Maiolino é administrado pela NKB, uma unidade de negócios do Grupo Fleury. O diretor da NKB, Cláudio Pereira, garante que os exames de análises clínicas participantes do programa Maiolino Fácil têm a mesma qualidade dos demais oferecidos pela rede. “A entrega dos resultados também respeita o mesmo prazo dos planos particulares”, explica.
Pacientes interessados no Bronstein Popular devem ligar para a central de atendimento (2227-8080). Quem optar pelo Maiolino Fácil pode entrar em contato pelo telefone 3003-0340.
Nos dois laboratórios, basta chegar ao local indicado de atendimento com a guia de exame e apresentar um documento de identidade.
TRATAMENTO SEM LIMITES
Apesar de oferecer planos de saúde a preços mais atraentes, há um receio geral de que haja limitação dos procedimentos necessários para o tratamento do paciente, uma vez que pode haver conflito de interesses entre operadora e hospital.
Outra questão é que muitos hospitais conceituados no mercado acabam sendo substituídos pelas próprias operadoras, impedindo que pacientes tenham acesso aos tradicionais centros de tratamento. “Se o consumidor quer um plano mais barato, então esse sistema é positivo. Mas, se ele quer qualidade dos serviços prestados, corre riscos com a estratégia”, alerta Vanessa Vieira, advogada da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).
O processo também é visto com desconfiança pelos hospitais privados. Diretor-técnico comercial do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Ary Ribeiro explica que o setor vê o sistema com preocupação: “O problema é que pode haver um conflito embutido entre a prestação de serviços e o custo desta prestação para o paciente”. As vantagens do modelo, no entanto, são destacadas por Arlindo de Almeida, presidente da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo): “Com a união de operadora e hospital, o tratamento fica arquivado num prontuário único (eletrônico), tornando o atendimento personalizado. Além disso, o paciente tem acesso a um plano mais barato”.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:56  comentar


Laboratórios oferecem exames por R$ 3,50 às classes C e D e planos ficam mais baratos

Rio - Depois do varejo e dos bancos oferecerem crédito ampliado para conquistar os clientes de baixa renda, o setor de saúde privada despertou para esse segmento. A última novidade são os laboratórios que têm valores diferenciados para as classes C e D, com exames clínicos a partir de R$ 3,50. Ao pagar pelo serviço mais em conta, o paciente pode fugir das filas e da longa espera no setor público.O serviço mais barato ganha força se aliado a um outro que cresceu nos últimos dois anos: planos de saúde a preços baixos. Um dos fatores que contribuem para essa mudança é o número cada vez maior de hospitais próprios de operadoras de saúde. De 2006 para cá, a lista aumentou de 300 para 500 em todo o País.
Além dos valores mais em conta, a estratégia permite que as empresas ofereçam um atendimento personalizado. Cliente do Memorial Saúde, adepto ao modelo, a auxiliar de governança Nayara Esther, 21 anos, aprova a estratégia que une hospital a plano de saúde: “Vejo esse sistema como vantajoso. Além de pagar menos, ganho tempo por fazer exames no mesmo lugar”.
Os laboratórios Maiolino e Bronstein abriram as suas portas para os clientes que não têm cobertura e não podem pagar caro por um exame de análises clínicas ou opções mais complexas, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia.
Os programas Maiolino Fácil e Bronstein Popular já são responsáveis por cerca de 15% dos atendimentos dos laboratórios. Exame de triglicerídeos, por exemplo, sai a R$ 3,50 e o de glicose, a R$ 3,90, no Maiolino Fácil.
Já o Bronstein Popular conta com 30 unidades que oferecem todos os tipos de exames por valores mais acessíveis, desde a área de imagem e métodos gráficos (como tomografia e mamografia), até a dos exames de análises clínicas. A empresa pretende, segundo a Gestora do Bronstein, Fabiana Barini, aumentar o número de unidades até março. O Bronstein Popular está presente nos principais bairros das zonas Oeste e Norte, no Centro e na Baixada.
No Rio, o laboratório Maiolino é administrado pela NKB, uma unidade de negócios do Grupo Fleury. O diretor da NKB, Cláudio Pereira, garante que os exames de análises clínicas participantes do programa Maiolino Fácil têm a mesma qualidade dos demais oferecidos pela rede. “A entrega dos resultados também respeita o mesmo prazo dos planos particulares”, explica.
Pacientes interessados no Bronstein Popular devem ligar para a central de atendimento (2227-8080). Quem optar pelo Maiolino Fácil pode entrar em contato pelo telefone 3003-0340.
Nos dois laboratórios, basta chegar ao local indicado de atendimento com a guia de exame e apresentar um documento de identidade.
TRATAMENTO SEM LIMITES
Apesar de oferecer planos de saúde a preços mais atraentes, há um receio geral de que haja limitação dos procedimentos necessários para o tratamento do paciente, uma vez que pode haver conflito de interesses entre operadora e hospital.
Outra questão é que muitos hospitais conceituados no mercado acabam sendo substituídos pelas próprias operadoras, impedindo que pacientes tenham acesso aos tradicionais centros de tratamento. “Se o consumidor quer um plano mais barato, então esse sistema é positivo. Mas, se ele quer qualidade dos serviços prestados, corre riscos com a estratégia”, alerta Vanessa Vieira, advogada da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).
O processo também é visto com desconfiança pelos hospitais privados. Diretor-técnico comercial do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Ary Ribeiro explica que o setor vê o sistema com preocupação: “O problema é que pode haver um conflito embutido entre a prestação de serviços e o custo desta prestação para o paciente”. As vantagens do modelo, no entanto, são destacadas por Arlindo de Almeida, presidente da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo): “Com a união de operadora e hospital, o tratamento fica arquivado num prontuário único (eletrônico), tornando o atendimento personalizado. Além disso, o paciente tem acesso a um plano mais barato”.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:56  comentar


Laboratórios oferecem exames por R$ 3,50 às classes C e D e planos ficam mais baratos

Rio - Depois do varejo e dos bancos oferecerem crédito ampliado para conquistar os clientes de baixa renda, o setor de saúde privada despertou para esse segmento. A última novidade são os laboratórios que têm valores diferenciados para as classes C e D, com exames clínicos a partir de R$ 3,50. Ao pagar pelo serviço mais em conta, o paciente pode fugir das filas e da longa espera no setor público.O serviço mais barato ganha força se aliado a um outro que cresceu nos últimos dois anos: planos de saúde a preços baixos. Um dos fatores que contribuem para essa mudança é o número cada vez maior de hospitais próprios de operadoras de saúde. De 2006 para cá, a lista aumentou de 300 para 500 em todo o País.
Além dos valores mais em conta, a estratégia permite que as empresas ofereçam um atendimento personalizado. Cliente do Memorial Saúde, adepto ao modelo, a auxiliar de governança Nayara Esther, 21 anos, aprova a estratégia que une hospital a plano de saúde: “Vejo esse sistema como vantajoso. Além de pagar menos, ganho tempo por fazer exames no mesmo lugar”.
Os laboratórios Maiolino e Bronstein abriram as suas portas para os clientes que não têm cobertura e não podem pagar caro por um exame de análises clínicas ou opções mais complexas, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia.
Os programas Maiolino Fácil e Bronstein Popular já são responsáveis por cerca de 15% dos atendimentos dos laboratórios. Exame de triglicerídeos, por exemplo, sai a R$ 3,50 e o de glicose, a R$ 3,90, no Maiolino Fácil.
Já o Bronstein Popular conta com 30 unidades que oferecem todos os tipos de exames por valores mais acessíveis, desde a área de imagem e métodos gráficos (como tomografia e mamografia), até a dos exames de análises clínicas. A empresa pretende, segundo a Gestora do Bronstein, Fabiana Barini, aumentar o número de unidades até março. O Bronstein Popular está presente nos principais bairros das zonas Oeste e Norte, no Centro e na Baixada.
No Rio, o laboratório Maiolino é administrado pela NKB, uma unidade de negócios do Grupo Fleury. O diretor da NKB, Cláudio Pereira, garante que os exames de análises clínicas participantes do programa Maiolino Fácil têm a mesma qualidade dos demais oferecidos pela rede. “A entrega dos resultados também respeita o mesmo prazo dos planos particulares”, explica.
Pacientes interessados no Bronstein Popular devem ligar para a central de atendimento (2227-8080). Quem optar pelo Maiolino Fácil pode entrar em contato pelo telefone 3003-0340.
Nos dois laboratórios, basta chegar ao local indicado de atendimento com a guia de exame e apresentar um documento de identidade.
TRATAMENTO SEM LIMITES
Apesar de oferecer planos de saúde a preços mais atraentes, há um receio geral de que haja limitação dos procedimentos necessários para o tratamento do paciente, uma vez que pode haver conflito de interesses entre operadora e hospital.
Outra questão é que muitos hospitais conceituados no mercado acabam sendo substituídos pelas próprias operadoras, impedindo que pacientes tenham acesso aos tradicionais centros de tratamento. “Se o consumidor quer um plano mais barato, então esse sistema é positivo. Mas, se ele quer qualidade dos serviços prestados, corre riscos com a estratégia”, alerta Vanessa Vieira, advogada da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).
O processo também é visto com desconfiança pelos hospitais privados. Diretor-técnico comercial do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Ary Ribeiro explica que o setor vê o sistema com preocupação: “O problema é que pode haver um conflito embutido entre a prestação de serviços e o custo desta prestação para o paciente”. As vantagens do modelo, no entanto, são destacadas por Arlindo de Almeida, presidente da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo): “Com a união de operadora e hospital, o tratamento fica arquivado num prontuário único (eletrônico), tornando o atendimento personalizado. Além disso, o paciente tem acesso a um plano mais barato”.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:56  comentar


Laboratórios oferecem exames por R$ 3,50 às classes C e D e planos ficam mais baratos

Rio - Depois do varejo e dos bancos oferecerem crédito ampliado para conquistar os clientes de baixa renda, o setor de saúde privada despertou para esse segmento. A última novidade são os laboratórios que têm valores diferenciados para as classes C e D, com exames clínicos a partir de R$ 3,50. Ao pagar pelo serviço mais em conta, o paciente pode fugir das filas e da longa espera no setor público.O serviço mais barato ganha força se aliado a um outro que cresceu nos últimos dois anos: planos de saúde a preços baixos. Um dos fatores que contribuem para essa mudança é o número cada vez maior de hospitais próprios de operadoras de saúde. De 2006 para cá, a lista aumentou de 300 para 500 em todo o País.
Além dos valores mais em conta, a estratégia permite que as empresas ofereçam um atendimento personalizado. Cliente do Memorial Saúde, adepto ao modelo, a auxiliar de governança Nayara Esther, 21 anos, aprova a estratégia que une hospital a plano de saúde: “Vejo esse sistema como vantajoso. Além de pagar menos, ganho tempo por fazer exames no mesmo lugar”.
Os laboratórios Maiolino e Bronstein abriram as suas portas para os clientes que não têm cobertura e não podem pagar caro por um exame de análises clínicas ou opções mais complexas, como ressonância magnética, tomografia computadorizada e mamografia.
Os programas Maiolino Fácil e Bronstein Popular já são responsáveis por cerca de 15% dos atendimentos dos laboratórios. Exame de triglicerídeos, por exemplo, sai a R$ 3,50 e o de glicose, a R$ 3,90, no Maiolino Fácil.
Já o Bronstein Popular conta com 30 unidades que oferecem todos os tipos de exames por valores mais acessíveis, desde a área de imagem e métodos gráficos (como tomografia e mamografia), até a dos exames de análises clínicas. A empresa pretende, segundo a Gestora do Bronstein, Fabiana Barini, aumentar o número de unidades até março. O Bronstein Popular está presente nos principais bairros das zonas Oeste e Norte, no Centro e na Baixada.
No Rio, o laboratório Maiolino é administrado pela NKB, uma unidade de negócios do Grupo Fleury. O diretor da NKB, Cláudio Pereira, garante que os exames de análises clínicas participantes do programa Maiolino Fácil têm a mesma qualidade dos demais oferecidos pela rede. “A entrega dos resultados também respeita o mesmo prazo dos planos particulares”, explica.
Pacientes interessados no Bronstein Popular devem ligar para a central de atendimento (2227-8080). Quem optar pelo Maiolino Fácil pode entrar em contato pelo telefone 3003-0340.
Nos dois laboratórios, basta chegar ao local indicado de atendimento com a guia de exame e apresentar um documento de identidade.
TRATAMENTO SEM LIMITES
Apesar de oferecer planos de saúde a preços mais atraentes, há um receio geral de que haja limitação dos procedimentos necessários para o tratamento do paciente, uma vez que pode haver conflito de interesses entre operadora e hospital.
Outra questão é que muitos hospitais conceituados no mercado acabam sendo substituídos pelas próprias operadoras, impedindo que pacientes tenham acesso aos tradicionais centros de tratamento. “Se o consumidor quer um plano mais barato, então esse sistema é positivo. Mas, se ele quer qualidade dos serviços prestados, corre riscos com a estratégia”, alerta Vanessa Vieira, advogada da Pro Teste (Associação Brasileira de Defesa do Consumidor).
O processo também é visto com desconfiança pelos hospitais privados. Diretor-técnico comercial do Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, Ary Ribeiro explica que o setor vê o sistema com preocupação: “O problema é que pode haver um conflito embutido entre a prestação de serviços e o custo desta prestação para o paciente”. As vantagens do modelo, no entanto, são destacadas por Arlindo de Almeida, presidente da Abramge (Associação Brasileira de Medicina de Grupo): “Com a união de operadora e hospital, o tratamento fica arquivado num prontuário único (eletrônico), tornando o atendimento personalizado. Além disso, o paciente tem acesso a um plano mais barato”.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:56  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar


NOVA YORK - O brasileiro Adriano Bastos pode ser considerado um especilista na Maratona Walt Disney World. Neste sábado, Bastos conquistou pela quinta vez consecutiva a prova sendo o seu sexto título nas últimas sete edições da maratona.
Baston completou a prova em 2h30min38 e cruzou a linha de chegada segurando as bandeiras do Brasil e dos Estados Unidos. Uma prova do carinho do brasileiro pela prova é que Bastos tem uma tatuagem do Mickey Mouse, famoso personagem da Disney, na perna e correu com um chapéu do Pateta.
- Sempre é uma emoção para mim. Não conheço ninguém que tenha vencido a mesma maratona tantas vezes. Tenho como objetivo vencê-la dez vezes. Isso seria um bom número - disse Bastos.
Neste ano Bastos melhorou em 20 segundos seu tempo em relação à prova de 2008 e terminou sete minutos à frente do segundo colocado Aaron Church, dos Estados Unidos.
No feminino, a vitória ficou com a japonesa Lisa Mizutani com o tempo de 2h46min27, que disputou a prova pela primeira vez. Mizutani superou a vencedora da edição em 2008, Melanie Peters, em quase sete minutos.
- Vim para a Disney pela experiência, para competir em uma divertida maratona. Mas realmente sem expectativas. No fim, consegui um desempenho melhor do que esperava - disse a japonesa.



FONTE:JBONLINE
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:47  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

GAZA - Um avião "Hércules" da Força Aérea Brasileira (FAB) aterrissou neste domingo em Amã com 14 t de remédios e alimentos doados pelo governo brasileiro para as vítimas do conflito entre Israel e o grupo palestino Hamas na Faixa de Gaza. A partir da capital da Jordânia, o material será transportado via terrestre até a zona de conflito.
De acordo com a FAB, as doações serão entregues oficialmente na segunda-feira pelo ministro das Relações Exteriores, Celso Amorim. Neste domingo, os volumes foram colocados em caminhões com cartazes escritos em árabe e inglês, informando que são doações do governo brasileiro.
- Amã vem recebendo ajuda humanitária e daqui levamos aos necessitados por via terrestre. Devemos todos agradecer esse gesto ao povo brasileiro - afirmou o secretário geral da Associação Hashemita de Caridade, o general jordaniano Mohammed Al Etan.
O vôo até Amã teve duração de 26h, com escalas técnicas nas cidades de Praia (Cabo Verde), Las Palmas (Ilhas Canárias) e Roma (Itália). A aeronave da FAB pousou na área militar do aeroporto internacional de Marka, à 1h20 (horário de Brasília) deste domingo.
As 8 t de alimentos doados têm alto valor calórico e protéico, como sardinhas em lata, fiambre de boi em lata, leite em pó, biscoitos salgados, macarrões instantâneos, farinha de milho e açúcar.
- Para todos nós, é muito gratificante poder realizar uma missão como esta, sabendo que o material transportado beneficiará pessoas em grande dificuldade - disse o comandante da aeronave, o major-aviador Levi Coelho.

É DANDO QUE SE RECEBE...


FONTE: PORTAL TERRA
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:41  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar

NOVA YORK - No maior estudo já feito sobre o tema, os resultados mostram que as estatinas, drogas usadas para diminuir o colesterol, podem ajudar a diminuir a incidência do Mal de Alzheimer. Nos últimos anos, vários estudos investigaram a relação entre o uso de estatinas e o desenvolvimento da doença, com resultados conflitantes e explicações inconsistentes.
Este estudo foi conduzido pelo médico M. M. B. Breteler no Erasmus Medical Center, em Roterdã. Foram analisados dados de 6992 pacientes com 55 anos ou mais, livres de demência, entre 1990 e 1993. Em 2005, os pesquisadores retomaram a análise da saúde dos pacientes.
" Pacientes que tomaram estatinas diminuíram em 43% o risco de ter a doença "
Destes, 582 foram receberam o diagnóstico de Alzheimer. Depois de controlar fatores sociais, demográficos e clínicos que poderiam elevar o risco de desenvolver o distúrbio, os médicos chegaram à conclusão que os pacientes que tomaram estatinas ao longos dos anos diminuíram em 43% o risco de ter a doença se comparados a pessoas que nunca usaram este tipo de medicamento.
O efeito protetor foi comprovado tanto para as estatinas hidrossolúveis quanto para as lipossolúveis. Entre as lipossolúveis estão a atorvastatina (Lipitor/Citalor), a sinvastatina (Zocor), a lovastatina (Mevacor) e a fluvastatina (Lescol). Um exemplo de estatina hidrossolúvel é a pravastatina (Pravacol). Esta proteção também seria igual para indivíduos com histórico de Alzheimer na família, assim como para as pessoas com a mutação genética que aumenta o risco da doença.
Por outro lado, outras drogas usadas no combate ao colesterol alto, entre elas os fibratos e o ácido nicotínico, não teriam o mesmo efeito, afirmou Breteler. O estudo foi publicado na íntegra na edição de janeiro do Journal of Neurology, Neurosurgery and Psychiatry.
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:16  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


No Brasil não existem dados oficiais que determinem a quantidade de crianças e adolescentes desaparecidos anualmente, contudo, dos casos registrados, um percentual de 10 a 15% permanecem sem solução por um longo período de tempo, e, às vezes, jamais são resolvidos. Visando dar visibilidade a esta problemática a Secretaria Especial de Direitos Humanos, desde 2002, constituiu uma rede nacional de identificação e localização de crianças e adolescentes desaparecidos, com o objetivo de criar e articular serviços especializados de atendimento ao público e coordenar um esforço coletivo e de âmbito nacional para busca e localização dos desaparecidos. Hoje há cadastros no site da ReDesap de 1.247 casos de crianças e adolescentes desaparecidos no país. Desde sua criação já foram solucionados 725 casos, sendo que se constatou que uma das causas mais comuns de desaparecimento é a fuga do lar por conflito familiar.
Segundo pesquisas da Universidade de São Paulo, a fuga é provocada geralmente por problemas que a criança e o adolescente enfrenta na família. E, entre eles, o mais visível e grave é a violência doméstica. Há também problemas de relacionamento, como no caso da não-aceitação da orientação sexual do adolescente, problemas na família, etc.
Na opinião de especialistas, não adianta superproteger: a melhor arma é o fortalecimento do diálogo em casa; “Se a criança tiver medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando, vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O coordenador do site da Rede Nacional de Identificação e Localização de Crianças e Adolescentes Desaparecidos — Redesap — estabelece uma diferença entre “fuga do lar” e “rapto consensual: "O rapto consensual é um crime previsto no código penal e consiste em um adulto seduzir um adolescente ou criança para fins sexuais. Nesse caso, a criança é induzida à fuga e dá seu consentimento. Não é forçada, é seduzida. Já a fuga está mais relacionada com uma decisão própria da criança, com menor influência de um agente externo". Os adolescentes fogem mais do que as crianças, porque a fuga envolve maior autonomia: achar um lugar para ficar, articular a ação com algum amigo, empreender uma viagem... Em geral, as crianças são levadas. Há um número grande de crianças que são levadas de casa por um dos pais, sem o consentimento do outro. Isso é comum em processos de separação e também é considerado desaparecimento, porque não há localização do pai nem da criança.
Os casos de seqüestro de crianças por estanhos chegam a 5% do total ou menos. E, entre esses, há dois mais comuns: um é de mulheres que não podem ter filhos e roubam crianças de hospitais; o outro é o dos seqüestros para abuso sexual. E estes costumam ser trágicos, porque geralmente acabam em morte.
Segundo a delegada Marcia Tavares, do Serviço de Investigação de Crianças Desaparecidas da Polícia Civil do Estado do Paraná — Sicride, as crianças não conhecem sequer os cuidados básicos para prevenir desaparecimentos (como não aceitar carona de estranhos e ter sempre o telefone dos pais consigo). Esses eram conceitos comuns para a geração que hoje tem 20, 30 anos , mas o fato é que o mundo é mais perigoso hoje. "A minha geração brincava na rua, não tinha essa preocupação enorme que existe atualmente com a violência urbana;há um descuido que chega a ser até mesmo compulsório. Não acontece por desleixo puro e simples. Em geral, a mãe que sai de casa para trabalhar deixa a criança com outro filho maior. É uma negligência forçada. E os pais mal têm contato com os filhos, mal conversam com eles. Essa informação precisa ser disseminada."
Ainda de acordo com a delegada, como a criança fica muito dentro de casa, acaba não recebendo orientação. É como se não fosse preciso avisá-la de nenhum perigo. Os pais não dizem para a criança que ela não pode aceitar carona simplesmente porque ela não sai para a rua. E, quando ela faz isso, está mais desprotegida.
O diálogo e o bom relacionamento entre pais e filhos são a melhor prevenção. Se os pais conversam com seus filhos - e estes têm liberdade para manifestar suas dificuldades e contrariedades com relação aos pais - acabam conhecendo melhor seus filhos, suas companhias, suas atividades e o que fazem na Internet. Já se houver negligência ou, ao contrário, rigidez excessiva, a criança terá medo de falar com os pais sobre as coisas que está vivenciando e vai escondê-las, e é aí que mora o perigo.
O cadastramento dos casos de desaparecimentos é realizado pelas agências executoras da rede, composto por 45 entidades em todo o território nacional, sendo a grande maioria delas Delegacias de Proteção à Criança e ao Adolescente. Além do site, parcerias realizadas com a Caixa Econômica Federal, dos Transportes e Correios ampliam os canais de divulgação permitindo a diversificação de públicos que recebem as informações.Assim a Secretaria Especial dos Direitos Humanos da Presidência da República, através da Subsecretaria de Promoção dos Direitos da Criança e Adolescente/ SPDCA, contando com o suporte tecnológico do Ministério da Justiça, vem promovendo a divulgação de diversos casos de crianças e adolescentes desaparecidos em todo o território nacional.
O número nacional para informações sobre crianças desaparecidas é o Disque 100.
link do postPor anjoseguerreiros, às 17:27  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar


"A investigação "

“A investigação sobre Isabella será reaberta”
Gente resolvi colocar esta materia que eu li na epoca do dia 24/12/2008 http://revistaepoca.globo.com/Revista/Epoca/0,,EMI20219-15246,00-A+INVESTIGACAO+SOBRE+ISABELLA+SERA+REABERTA.html pra mostrar que este cara nao desiste nunca(george sanguinetti) postei este link que eu acho que a comunidade deve ficar sabendo. Abraços a todos


SERÁ QUE ALGUÉM AINDA TEM A CORAGEM DE ACREDITAR NESSE SENHOR????


FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI
(ORKUT)
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:06  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar

Novo Pedido de Habeas Corpus

HABEAS CORPUS URGENTE - NEGAR


http://www.stf.jus.br/portal/centralCidadao/enviarRelato.asp : " Juiz Mauricio Fossen na pronuncia ".Na esperança que nossos direitos como cidadãos possam valer, acreditamos na justiça brasileira e pedimos consideração e atenção do Superior Tribunal Federal ao nosso pedido. NÃO CONCEDA O HABEAS CORPUS AO CASAL NARDONI !Nos manifestamos pela condução da prisão dos acusados, principalmente agora, que foram pronunciados, e deverão enfrentar o Júri Popular.


NÃO DESISTEM!!!!!  

FONTE:COMUNIDADE ISABELLA NARDONI

(ORKUT)

link do postPor anjoseguerreiros, às 15:54  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar



Vamos tentar arranjar um lar para essa menininha abandonada?

Ela se encontra no Rio de Janeiro e precisa ser salva!

Ainda há tempo!

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 15:39  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  ver comentários (1) comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar


VEJAM A SUJEIRA DO CANIL
SERÁ QUE NENHUMA ENTIDADE VAI TOMAR PROVIDÊNCIAS?

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357

tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:49  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

ESSAS SÃO PROVAS DE QUE O CANIL EXISTE

FONTE:http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?uid=1832508938791107357


</span>
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:42  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

CONTANDO...NINGUÉM ACREDITA!!!!!
E AINDA SE DIZ CRIADORA E VENDE PORQUE ENCONTRA COMPRADORES!!!!
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:15  comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (8) comentar

SÃO PAULO - O Ministério Público estadual e o Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) apuram denúncias de abuso sexual contra o médico Roger Abdelmassih, um dos pioneiros da fertilização in vitro no Brasil. O Cremesp informou que uma sindicância será aberta na segunda-feira, e que o órgão pedirá à Delegacia da Mulher e ao Ministério Público estadual o inquérito contra o médico. Pelo menos oito pacientes, todas entre 30 e 40 anos, denunciam Abdelmassih por abuso sexual durante as consultas, inclusive enquanto estariam sedadas para os procedimentos. O Cremesp, porém, não informa se já havia recebido outras denúncias contra o médico, alegando sigilo profissional.
O promotor Luiz Henrique Dal Poz disse que recebeu nesta sexta-feira uma nova denúncia contra Abdelmassih, que nega as acusações.
Em nota enviada por sua assessoria, o médico informou que seu advogado ainda não teve acesso integral ao inquérito, que ainda não está concluído. Segundo o médico, nem ele, nem as testemunhas foram ouvidas até agora.
- Não posso, portanto, prestar esclarecimentos sobre depoimentos de denunciantes por mim desconhecidos, de caráter notoriamente duvidoso, que sem provas cabais fazem depoimentos criminosos com o intuito de denegrir minha imagem profissional, construída ao longo de uma carreira de mais de 40 anos, muito bem sucedida - afirma o médico na nota.
E continua:
- Confio nos trâmites da Justiça e tenho a certeza de que estará nela a minha resposta. Minha família, meus amigos, meus 20 mil clientes estão nessa certeza comigo - diz o médico.
O advogado do médico Adriano Sales Vanni disse que há dois anos Roger Abdelmassih sofre acusações como esta, o que teria provocado, inclusive, problemas de saúde nele. Além disso, a defesa abriu dois inquéritos para apurar quem são os autores de uma página na internet que traz depoimentos de supostas vítimas. O advogado também afirma que nenhuma das supostas vítimas se apresentou à polícia ou ao Ministério Público em um prazo de seis meses depois do que teria acontecido, como exige a lei. Adriano disse que acha estranho o fato de muitos dos casais denunciantes continuarem o tratamento com Roger, mesmo com os supostos abusos sexuais. Para o advogado, isso desqualifica as denúncias.
- Todas essas pessoas que depõem no inquérito, que eu não tenho o nome, retornaram à clínica para continuar o tratamento após os supostos abusos. Ora, eu acho muito estranho porque se a minha esposa sofre um abuso eu jamais volto naquele local com ela. E veja bem, estamos falando de pessoas de nível alto, de classe A, classe B, gente que tem dinheiro porque esse tratamento é caro. Não estamos falando de gente da periferia que quer esconder a sua cara, que não conhece a lei e não tem alcance para chegar à Justiça - disse. Médico foi convocado duas vezes para depor, mas não compareceu
Segundo o promotor Dal Poz, Abdelmassih deve ser enquadrado no crime de atentado violento ao pudor, que prevê penas de seis a dez anos de prisão em caso de condenação. Ainda de acordo com o promotor, Abdelmassih foi convocado duas vezes para depor. Na primeira vez, pediu novo prazo. Depois, encaminhou um atestado de saúde para justificar sua ausência.
- O crime sexual raramente traz provas, documentos. É um crime praticado quase sempre na clandestinidade. O que prepondera nesse caso é o relato verossímil das vítimas e as circunstâncias em que elas e o acusado se encontravam - disse Dal Poz.
De acordo com o promotor, as vítimas começaram a procurar o Ministério Público em maio de 2008. Nem todas são do estado de São Paulo. Além delas, uma ex-funcionária da clínica de Abdelmassih também acusa o médico de assédio.
- Algumas vítimas não quiseram formalizar a denúncia pelos mais diversos motivos, mas o principal é o constrangimento, por ter de assumir para a família e os amigos o que passou. Elas já estavam em uma condição de fragilidade, dependendo de ajuda médica para engravidar e ainda acabaram vítimas de violência - afirma o promotor.
De acordo com ele, as oito vítimas que formalizaram as denúncias não se conhecem e apresentam relatos muito parecidos de como foi a abordagem.
- O conjunto de circunstâncias é sempre muito parecido e até mesmo as expressões que teriam sido usadas pelo investigado (Abdelmassih) - afirma o promotor.
Uma primeira denúncia foi apresentada à Justiça, pelo Ministério Público, em setembro do ano passado, mas acabou sendo rejeitada. A juíza Kenarik Boujikian Felippe entendeu que o Ministério Público não poderia investigar as acusações sozinho. Por isso, a denúncia foi encaminhada à Delegacia da Mulher que abriu inquérito contra o médico.
O Cremesp informa que o médico e as vítimas devem ser ouvidas durante a sindicância. Segundo a assessoria de imprensa da instituição, se a sindicância comprovar que há índicios contra Abdelmassih, será aberto um processo ético-disciplinar. Se ele for considerado culpado, ficará sujeito a cinco tipos de punição, de advertência sigilosa a cassação. Nesse último caso, é necessário aval do Conselho Federal de Medicina para que ele seja cassado.
Médico ganhou notoriedade ao atender celebridades
O especialista em fertilização in vitro Roger Abdelmassih ganhou notoriedade no país na década de 90. Foram seus clientes ilustres que o elevaram também à posição de celebridade na área. Entre eles, estão o ex-jogador Pelé, o apresentador do SBT Gugu Liberato e o ex-presidente Fernando Collor. Todos recorreram ao 'homem que dá vida a bebês impossíveis'. Descendente de libaneses, o médico se formou em medicina na Universidade Estadual de Campinas. Depois de formado, ele trabalhou com o médico Milton Nakamura, responsável pelo nascimento do primeiro bebê de proveta do país.
Entre seus pares, Abselmassih é conhecido por sua determinação pelo trabalho. Em 1989, já tinha sua própria clínica, que hoje é a maior do país na área. Ela ocupa um elegante casarão no bairro do Jardim América, na zona sul de São Paulo. Abselmassih foi pioneiro no Brasil a utilizar o método de injeção intracitoplasmática. A técnica foi desenvolvida na Europa e permite injetar o espermatozóide diretamente no núcleo do óvulo, o que aumenta a chance de sucesso da fertilização.
No Brasil, ele é um dos poucos que aceita que o casal escolha o sexo do embrião. O método tem aprovação do Conselho Federal de Medicina, mas só para os casos necessários a evitar futuras doenças no bebê. Mesmo sendo criticado por isso pela concorrência, os especialistas dizem que a técnica de fertilização in vitro ganhou popularidade no país em grande parte por causa de Abselmassih. Principalmente por seus clientes famosos e pela propaganda que se fez deles.



APRESENTOU ATESTADO MÉDICO????


PORQUE????

link do postPor anjoseguerreiros, às 12:35  ver comentários (6) comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

96 foram lesados em pacote no transatlântico em que 464 adoeceram. Empresa responsável por cruzeiro diz que foi "alvo de falsificação".

Noventa e seis pessoas compraram passagens falsas para o cruzeiro de nove dias que começaria neste sábado (10), no Rio com destino a Buenos Aires, e não puderam embarcar no navio MSC Sinfonia. Segundo as vítimas, os bilhetes foram emitidos com o mesmo número, numa fraude que, agora, classificam de "grosseira". O roteiro incluia Ilha Bela, em São Paulo, Punta del Leste, no Uruguai, e Buenos Aires, na Argentina.
As vítimas do golpe acusam de falsificação um funcionário de uma agência de turismo. Os clientes que compraram o pacote turístico da operadora Porto Rio foram impedidos de embarcar no MSC Sinfonia.
O G1 procurou entrar em contato com os responsáveis pela Porto Rio, mas ninguém foi encontrado. A empresa MSC, responsável pelos cruzeiros, admitiu, em nota oficial, que “foi alvo de um crime de falsificação de 25 vouchers de 25 cabines (de um total aproximado de 800 cabines)”. Os documentos de reserva teriam sido “falsificados por uma agência do Rio de Janeiro”, segundo a nota. A MSC informa que vai tomar todas as medidas legais: “Esperamos que os responsáveis sem localizados e punidos”, conclui.


Delegacia de Copacabana investiga
Dezenove pessoas registraram queixa na polícia contra a empresa.Um inquérito foi aberto para investigar o caso.
“Vamos ouvir o dono da agência, vamos ouvir também o vendedor e vamos esgotar todas as possibilidades para elucidar esse fato”, anunciou o responsável pelas investigações, delegado adjunto da 12ª DP (Copacabana), Antônio Furtado.
O navio que começou na tarde deste sábado o cruzeiro é o mesmo em que durante uma viagem pela costa do Nordeste 464 pessoas tiveram sintomas de gastroenterite. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) recolheu amostras da água e de alimentos para apurar o fato.
Neste sábado, em uma nova vistoria, a agência liberou o navio para o cruzeiro até Buenos Aires. Segundo a Anvisa, houve 173 novos atendimentos no trecho da viagem de Salvador para o Rio. Duas pessoas permaneciam em atendimento na enfermaria pela equipe médica do transatlântico ao atracar no pier da Praça Mauá, no Centro do Rio.
Os técnicos da agência não acreditam em novos casos e, sim,que houve a manifestação da doença incubada e que atacara o primeiro grupo antes da chegada à Bahia.
Ainda não foi feito o auto de infração porque os exames de laboratórios não foram concluídos. Se ficar comprovado que os passageiros consumiram comida estragada, a multa aos organizadores do cruzeiro pode chegar a R$ 2 milhões.

Sonho perdido com passagem falsa
A viagem de navio era um sonho que a família de Jeferson dos Santos, militar, iria realizar, depois de meses de planejamento. “Eu fui informado pela agência que as passagens são falsas, não consta nosso numero de embarque lá, nem a reserva, nada está constando pra gente. Perdemos dinheiro, é um sonho de família, de todo mundo, aniversário de casamento, tio, tia e do meu pai, que é militar e tinha o sonho de embarcar de novo em um navio”, contou, frustrado.
Tatiana Tamburini também ficou decepcionada. “Eu estou pagando essa passagem desde março de 2008. No inicio só meus pais queriam ir, depois a gente pagou a nossa parte, eu e a minha irmã. Agora só no ano que vem.”
Tatiana, que é funcionária pública, contou como foi feita a falsificação. “Ele fez uma clonagem grosseira, ele vendeu para uma família de quatro pessoas, aí clonou, e o mesmo número do tíquete ele vendeu pra mais 25 famílias.”

NESSE...NÃO EMBARCARIA!!!



FONTE:G1
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 11:35  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

Menina tem cerca de uma semana de vida, em Cuiabá.Ela foi encontrada por moradores está com queimaduras de sol.
Um bebê com cerca de uma semana de vida foi encontrado em um matagal no bairro Jardim União, em Cuiabá, neste sábado (10). O Conselho Tutelar foi até o local e a criança está sob cuidados médicos. Há a suspeita de que a criança, uma menina, esteja com queimaduras no corpo provocadas pela exposição ao sol.
Ela vai passar por uma bateria de exames em um hospital da cidade.
A menina foi encontrada por moradores, que ouviram o choro da criança. "Geralmente as mães têm vários problemas com dependência química, são usuárias de drogas e infelizmente é um tipo de caso que vem crescendo em Cuiabá", disse o conselheiro tutelar Ednaldo Gomes de Souza. Segundo informações da TV Centro América, a mãe da criança foi encontrada em barraco próximo ao local onde a criança foi abandonada. De acordo com vizinhos, a mãe estaria sob efeito de bebida alcoólica.
Segundo o Conselho Tutelar, assim que receber alta, a criança deve seguir para um abrigo do município. A mãe pode responder processo por abandono e maus tratos.
fonte:G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:41  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO