notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
4.3.09
CURITIBA - Uma menina de 8 anos de idade morreu atropelada na frente da própria casa, em Colombo, região metropolitana de Curitiba, pelo ônibus escolar em que tinha acabado de desembarcar nesta segunda-feira. Gabriely Straub da Silva estudava na 3ª série do ensino fundamental da Escola Municipal Eny Caldeira, no bairro do Bacacheri, em Curitiba, e utilizava transporte escolar desde quando estudava no Jardim III, há três anos. O motorista fugiu do local.
Testemunhas disseram que ela teria descido do ônibus e ainda conversou com uma amiga antes de atravessar a rua. A tia dela, Deise Straub Cordeiro, contou que o motorista, Nivaldo Ribeiro dos Santos, iria arrancar o ônibus e o avô, o taxista Julio Straub Cordeiro, teria batido no vidro do ônibus avisando que a criança ainda não tinha atravessado a estreita rua do bairro Alto Maracanã em direção ao portão da casa. Porém, Santos acabou acelerou em lugar de frear. Gabriely morreu em poucos instantes. O motorista fugiu com medo de ser linchado por populares que começaram a se aglomerar no local.
O corpo de Gabriely foi retirado debaixo do ônibus pela avó dela, Irene Maria da Conceição. A menina morava com os dois avós maternos e com a mãe. O motorista que a atropelou a levava desde o início deste ano letivo. Segundo a tia, a menina não queria ir para a escola na segunda-feira e teria dito que o motivo seria porque ela não gostava do motorista.
O enterro foi na tarde desta terça-feira no Cemitério Jardim da Saudade em Pinhais, região metropolitana de Curitiba. Cerca de 200 pessoas estiveram presentes. Os avós maternos não puderam acompanhar por estarem em estado de choque.
Não havia no ônibus um monitor para auxiliar as crianças nas travessias de ruas. A coordenadora da ONG Criança Segura, Ingrid Stammer, disse que os pais devem verificar se o veículo de transporte escolar está com a licença em dia, se o motorista passou por treinamento para transportar crianças e se há cintos de segurança individuais para cada passageiro.
- Para veículos que transportam crianças pequenas, deverá haver um monitor para auxiliar a travessia da rua e manter a ordem dentro dele - explicou.
Ela acrescentou que tanto os carros de passeio quanto ônibus e vans que transportam estudantes devem parar para desembarque preferencialmente em locais tranquilos e com a criança descendo direto na calçada e sendo cuidada até entrar na escola.
Um inquérito foi aberto pela Delegacia de Polícia Civil do Alto Maracanã. A delegada Márcia Regina Marcondes apurará se houve ato de negligência por parte do motorista.
- Há uma discussão acadêmica por parte dos especialistas em delitos de trânsito que acreditam que casos como estes podem ser classificados como homicídio doloso eventual (em que uma pessoa assume os riscos de matar outra mesmo que sem intenção) - explicou a delegada.
O motorista, que não foi localizado depois do atropelamento, entrou em contato com a delegacia nesta terça-feira e um depoimento com a presença dele foi marcado para a manhã de quinta-feira.


link do postPor anjoseguerreiros, às 08:17 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Março 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO