notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
8.1.09
BOSTON - Metade das cesarianas é feita por escolha e um terço das cirurgias acontece cedo demais, colocando em risco a vida do bebê, constataram médicos americanos esta semana.
Os obstetras da American College of Obstetricians and Gynecologists analisaram 13,258 partos e concluíram que os bebês nascidos por cesárea antes de 39 semanas de gestação corriam o dobro de risco de terem complicações respiratórias que os nascidos depois deste período, mesmo se estivessem com os pulmões plenamente desenvolvidos, afirmaram os pesquisadores ao New England Journal of Medicine. Atualmente, é permitido marcar cesarianas a partir do momento em que a gestação completa 37 semanas, mas nem sempre o sistema respiratório do bebê está maduro.
- Mesmo quando a cesárea é feita três dias antes de o bebê completar 39 semanas, o risco de problemas durante e após a cirurgia ainda é expressivo - afirma o médico Alan Tita, da Universidade do Alabama em Birmingham e coordenador do estudo.
Nos Estados Unidos, 36% dos bebês nascem de cesárea antes do tempo. A taxa de cesáreas no país é de 31%, uma das mais altas do mundo. Segundo os médicos, entre as explicações para o fenômeno estariam o aumento de gravidez tardia e gestações múltiplas, o medo da negligência médica e agendas cada vez mais atribuladas. Em 2006, a Organização Mundial de Saúde lançou uma campanha para diminuir o número de cesarianas em todo o mundo.
- Existe um consenso de que o bebê está pronto para nascer quando completa 37 semanas. É neste período também que as mulheres começam a ficar cansadas da gravidez e passam a pressionar o médico porque não querem esperar o parto normal. Além disso, muitos médicos acham mais conveniente marcar a data do parto de acordo com sua agenda, o que é errado - avalia o obstetra Michael Greene, do Massachusetts General Hospital.
O estudo sugere também que os médicos não devem esperar muito tempo para realizar uma cesárea. As complicações no parto e na saúde do bebê aumentaram após 41 semanas.
- Existe um período exato de duas semanas para se fazer uma cesariana sem trazer mais riscos para a saúde da mãe e do feto. Antes ou depois do tempo, a cesárea se torna um procedimento arriscado - completa Greene.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:24  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO