notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
26.2.09
CURITIBA - A delegada Maria de Fátima Crovador Bittencourt, titular da Delegacia da Mulher em Curitiba, disse que o pai e a mãe do menino de 4 anos que caiu de um carro em movimento , nesta quarta-feira de Cinzas, no bairro Pilarzinho, foram extremamente irresponsáveis. Na queda, o garoto quebrou a perna direita. A irmã dele sofreu uma batida leve na cabeça. Os pais das crianças, que estariam separado há três meses, estavam discutindo no momento da queda. O pai foi preso em flagrante acusado de lesão corporal e ameaça e foi levado para o Centro de Triagem II.
Nesta quarta-feira, depois do flagrante, Maria de Fátima ouviu o casal e os dois policiais militares que atenderam o caso. A partir de agora ela vai em busca de testemunhas para esclarecer o que realmente aconteceu. A delegada disse ter dez dias para concluir o inquérito.
- Ela não poderia levar os filhos para o encontro que teria com o ex-marido sabendo que ele já tinha um histórico de violência. Já existiam BOs (boletins de ocorrência) registrados contra ele - afirmou Maria de Fátima.
No seu depoimento, a mãe contou que estava discutindo com o pai das crianças e que desceu do carro para comprar cigarros. Nesse momento, o filho teria aberto a porta para ir atrás da mãe e o pai teria partido com o carro em alta velocidade. O menino caiu porque a porta estava aberta.
Testemunhas que acionaram a Polícia Militar, no entanto, disseram que o pai das crianças dirigia o carro em alta velocidade, fazendo manobras perigosas e discutindo com a ex-mulher, com quem foi casado por dez anos e teria se separado há três meses. A mulher estaria sendo agredida por ele. Após um cavalo-de-pau (freada brusca com o carro fazendo um giro a 360 graus), na Rua Victor Benato, o menino foi arremessado para fora do veículo. A mãe disse inicialmente à polícia que não sabia como o garoto teria se machucado.
Uma das testemunhas, porém, confirmou que a porta se abriu e o garoto caiu do carro com o movimento brusco. A testemunha ainda afirmou que o pai chutou o menino caído, já que a briga teria continuado após a parada do veículo.
O garoto foi levado para o Hospital Evangélico e a previsão de alta é para a sexta-feira. Os policiais militares que foram ao local contaram à delegada que o casal estava descontrolado e que continuou discutindo mesmo depois de o menino ter caído.
Testemunhas que estavam no local dizem que a filha do casal, de 8 anos, também estava levemente ferida porque teria sido agredida pela mãe. No seu depoimento, a mulher contou à delegada que a filha não queria entrar no carro e por isso se agarrou a uma grade na rua. Na tentativa de colocar a menina no carro, a mãe teria provocado um ferimento leve na cabeça da filha.


link do postPor anjoseguerreiros, às 20:05 

De Anónimo a 28 de Fevereiro de 2009 às 11:13
Ou a justiça começa a rever e punir com seriedade a violência praticada contra crianças, ou teremos de ficar assistindo incorfomados e atados, casos terríveis como da menina Isabella, e tantas outras.
Que trauma para essas crianças?
Deveria existir um curso para as pessoas que pretendam constituir famílias, onde constasse as responsabilidades do casal no momento da separação visando única e exclusivamente, poupar as crianças de tanto sofrimento.

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO