notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
8.1.09

SÃO PAULO - Ana Cristina Pimentel, mãe da jovem Eloá Pimentel, morta com dois tiros depois de ficar por mais de cem horas em cárcere privado, disse nesta quinta-feira em frente ao Fórum de Santo André, que ainda está sofrendo muito com a morte da filha. Ela afirmou que o ex-namorado e acusado pelo assassinato, Lindemberg Alves, de 22 anos, não teve coragem de encará-la de frente nas dependências do fórum, onde as testemunhas de acusação e defesa prestam depoimento. Ana Cristina não depôs como testemunha, mas decidiu acompanhar os depoimentos. O filho dela Douglas, irmão mais novo de Eloá, foi uma das testemunhas de acusação. Douglas falou ao juiz na presença de Lindemberg.
- Ele não teve coragem de me olhar - afirmou a mãe de Eloá.
Durante o velório de Eloá, em outubro, Ana Cristina disse que perdoava Lindemberg pelo crime. Nesta quinta, ela disse que qualquer punição ao assassino da filha não será suficiente para confortá-la da perda.



link do postPor anjoseguerreiros, às 21:38  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO