notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
13.1.09
Londres - Um casal da cidade inglesa de Leeds foi impedido de adotar uma criança, porque o marido sofre de obesidade mórbida. Após saberem que não podem ter filhos, Damien e Charlotte Hall deram entrada na prefeitura de Leeds com um pedido de adoção.
A solicitação foi negada, sob a alegação de que o índice de massa corporal (IMC) de Damien está acima de 42, ocasionando um risco de que ele fique doente ou morra. Para a prefeitura, este número deve cair para menos de 40. Desta forma o casal estaria apto a adotar uma criança.
O IMC relaciona o peso de uma pessoa com a sua estatura, e determina o seu peso ideal de acordo com critérios de saúde. É obtido multiplicando-se o peso pela altura elevada ao quadrado.
Charlotte Hall disse que que seu marido é bastante ativo. Trabalha em tempo integral e sai para caminhar com o cachorro 2 vezes ao dia, sem sentir nenhuma indisposição. Para Damien, o casal está sendo avaliado apenas em relação ao peso, sem que sejam levadas em conta as condições que poderia oferecer à criança que fosse adotada.
De acordo com a BBC, a prefeitura de Leeds afirmou que o serviço de adoção tem que garantir que as crianças sejam adotadas por pessoas que possam oferecer os melhores cuidados possíveis a longo prazo. O Departamento de Saúde britânico informou que não divulga regras sobre peso máximo que futuros pais adotivos devem ter.


fonte:ODIAONLINE
tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:37  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
blogs SAPO