notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
2.2.09
CURITIBA - O fim de semana foi marcado por um crime bárbaro no Paraná. Um casal de namorados foi vítima de um falso guia de turismo, que matou o rapaz a tiros e baleou e estuprou a jovem. Ozires del Corso, de 22 anos, e sua namorada, de 23, subiram uma trilha no Morro do Boi, ao lado de uma praia lotada, guiados por um homem que se ofereceu para mostrar o caminho. Depois de 15 minutos de escalada, o casal foi rendido pelo guia, que estava armado.
Como eles não tinham dinheiro, foram levados para uma gruta. O homem atirou nos dois, porque eles reagiram a uma tentativa estupro. Ozires morreu na hora. A namorada ficou gravemente ferida. O assassino fugiu mas voltou à noite para violentar a moça.
Os bombeiros resgataram a jovem no começo da tarde de domingo. Ela foi levada de helicóptero, em estado grave, para o hospital, onde, de madrugada, foi submetida a uma cirurgia para retirada das bala e encaminhada à Unidade de Terapia Intensiva (UTI).
- Pelos dois tiros que ela levou, um na coluna lombar e outro na região alta das costas, isso provavelmente provocou uma lesão pulmonar. Como ela ficou muito tempo sem atendimento após o tiro, o estado dela é grave - diz o tenente do Corpo de Bombeiros Leonardo Mendes dos Santos.
De acordo com boletim médico divulgado às 10 horas desta segunda-feira pelo Hospital Regional do Litoral, de Paranaguá, onde a jovem está internada, o estado de saúde da paciente é grave, porém estável. Ela permanece sedada.
Os médicos ainda não comentaram as possíveis consequências da lesão na coluna. Do momento em que ela foi baleada até ser encontrada, foram quase 20 horas. Por isso, a gravidade do quadro. Polícia cria força-tarefa para investigar crime
As polícias civil e militar criaram uma força-tarefa no litoral do Paraná para encontrar o criminoso. Ao todo, quatro delegados, além de policiais militares, investigadores e agentes dos serviços de inteligência da Polícia Civil foram mobilizados para o caso.
Após os primeiros depoimentos já se tem uma descrição do assassino: um homem bem alto, meio gordo, de cerca de 30 anos, olhos e cabelos castanhos, mas calvo e rosto redondo.
- Esse detalhe de ele ter retornado à noite mostra que ele conhecia o local. É um ponto de partida para a investigação - afirma o delegado Luiz Alberto Cartaxo Moura.
O casal foi encontrado pelo pai do jovem. Como o rapaz não voltou para casa, o pai foi procurá-lo, com a ajuda de um vendedor de coco. Os dois subiram o morro e encontraram os dois jovens baleados.


link do postPor anjoseguerreiros, às 16:15 

De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
subscrever feeds
blogs SAPO