notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
4.1.09
RIO - Imagens geradas para entender o cérebro se destinam agora a desafiar a mente. Fotografias de neurônios feitas em alguns dos princiapis laboratórios de neurociência do mundo foram reunidas sob a inédita forma de uma exposição de artes plásticas que já passou por Barcelona e Chicago e será inaugurada depois de amanhã no Rio de Janeiro. O que já serviu à compreensão de estruturas cerebrais e como base de tratamentos médicos serve, desta vez, para provocar os sentidos.
- As imagens foram obtidas pelos cientistas para suas pesquisas. Não têm, portanto, nenhuma intenção estética - esclarece o curador da exposição Paisagens Neuronais, o espanhol Jorge Wagensberg. - Cada pesquisador tem sua forma particular de tratar a amostra (corte, tintura para contraste, magnificação etc), de acordo com seu interesse e com o que esteja procurando. Essa é a graça, claro....
A variedade de formas, cores e efeitos luminosos vistos nas fotos remete, como apontam especialistas, ao trabalho de grandes nomes das artes plásticas. Ao mesmo tempo, oferece um desafio aos artistas contemporâneos, ao apresentar para eles imagens de um mundo normalmente invisível.
A exposição, uma co-produção do Instituto Cervantes, apresenta 50 imagens - selecionadas pela curadoria entre 433 enviadas por 62 laboratórios de neurociências de todo o mundo - e ainda 20 desenhos do espanhol Santiago Ramón y Cajal, um dos pioneiros da neurociência moderna, ganhador do Nobel de Medicina em 1906.
Paisagens Neuronais pode ser vista na Casa da Ciência (Rua Lauro Muller, n 3, em Botafogo) até o dia 15 de fevereiro, de terça a domingo. A entrada é franca.


tags:
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:56  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Janeiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





arquivos
visitas
blogs SAPO