notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
21.6.09
Uma parceria entre a Vara da Infância e Juventude e a Prefeitura de Ribeirão Preto garante maior estrutura para o projeto de Liberdade Assistida. Adolescentes infratores ganham assistência social, jurídica, psicológica e pedagógica e têm acompanhamento em casa, ao lado da família por meio da Coordenadoria de Atenção ao Adolescente em Conflito com a Lei. Com isso, 508 menores deixaram de ser encaminhados para a Fundação Casa Fundação Casa (ex-Febem).
São 306 meninos que estão em liberdade assistida, 52 que prestam atendimento à comunidade e 150 adolescentes que são acompanhados pelos profissionais do programa.De acordo com o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Paulo César Gentile, a criação da Coordenadoria teve o propósito de estruturar o município que assumiu o compromisso de aplicar medidas socioeducativas em meio aberto.
“O serviço era bem executado em gestões anteriores, mas a criação da coordenaria dotou o serviço de assessória técnica, até então inexistente. Também foi aplicado o quadro de orientadores que são assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que trabalham diretamente com os adolescentes em conseqüência, a orientação o apoio e o acompanhamento prestados aos reeducandos ficaram mais eficazes”, afirmou o juiz.
Segundo o magistrado, a coordenadoria tem se empenhado para matricular em escolas da rede pública, os adolescentes que abandonaram os estudos e também tem feito encaminhamentos de adolescentes usuários de drogas.
“Também tivemos uma sensível agilização dos procedimentos judiciais de acompanhamento das medidas socioeducativas, de forma que a intervenção com os jovens tem se tornado bem mais rápida.Os menores têm seis meses para mudarem de vida. Há, inclusive, previsão de serem encaminhados para o projeto do primeiro emprego. As famílias atendidas pela coordenadoria têm aprovado o sistema.

Especialistas
Especialistas em lidar com adolescentes infratores afirmam que a prevenção e a liberdade assistida são os caminhos para reduzir o envolvimento de menores no mundo do crime.
Para o advogado Daniel Rondi, da Comissão de Direitos Humanos da OAB regional de Ribeirão Preto, a liberdade assistida é importante porque a internação do adolescente deve ser usada apenas em casos extremos. “Se a liberdade for aplicada com respaldo social, e for acompanhada, ela é válida porque o adolescente é um ser humano em formação e pode mudas suas atitudes”, afirmou.
A advogada Ana Paula Vargas Melho, da OAB, defende um projeto rígido na aplciação da medida socioeducativa. “Para que o projeto de liberdade assistida surta efeitos é necessário um atendimento muldidiscilinar com projeto pedagógico rígido e sério”, afirmou.



EPTV
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Uma parceria entre a Vara da Infância e Juventude e a Prefeitura de Ribeirão Preto garante maior estrutura para o projeto de Liberdade Assistida. Adolescentes infratores ganham assistência social, jurídica, psicológica e pedagógica e têm acompanhamento em casa, ao lado da família por meio da Coordenadoria de Atenção ao Adolescente em Conflito com a Lei. Com isso, 508 menores deixaram de ser encaminhados para a Fundação Casa Fundação Casa (ex-Febem).
São 306 meninos que estão em liberdade assistida, 52 que prestam atendimento à comunidade e 150 adolescentes que são acompanhados pelos profissionais do programa.De acordo com o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Paulo César Gentile, a criação da Coordenadoria teve o propósito de estruturar o município que assumiu o compromisso de aplicar medidas socioeducativas em meio aberto.
“O serviço era bem executado em gestões anteriores, mas a criação da coordenaria dotou o serviço de assessória técnica, até então inexistente. Também foi aplicado o quadro de orientadores que são assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que trabalham diretamente com os adolescentes em conseqüência, a orientação o apoio e o acompanhamento prestados aos reeducandos ficaram mais eficazes”, afirmou o juiz.
Segundo o magistrado, a coordenadoria tem se empenhado para matricular em escolas da rede pública, os adolescentes que abandonaram os estudos e também tem feito encaminhamentos de adolescentes usuários de drogas.
“Também tivemos uma sensível agilização dos procedimentos judiciais de acompanhamento das medidas socioeducativas, de forma que a intervenção com os jovens tem se tornado bem mais rápida.Os menores têm seis meses para mudarem de vida. Há, inclusive, previsão de serem encaminhados para o projeto do primeiro emprego. As famílias atendidas pela coordenadoria têm aprovado o sistema.

Especialistas
Especialistas em lidar com adolescentes infratores afirmam que a prevenção e a liberdade assistida são os caminhos para reduzir o envolvimento de menores no mundo do crime.
Para o advogado Daniel Rondi, da Comissão de Direitos Humanos da OAB regional de Ribeirão Preto, a liberdade assistida é importante porque a internação do adolescente deve ser usada apenas em casos extremos. “Se a liberdade for aplicada com respaldo social, e for acompanhada, ela é válida porque o adolescente é um ser humano em formação e pode mudas suas atitudes”, afirmou.
A advogada Ana Paula Vargas Melho, da OAB, defende um projeto rígido na aplciação da medida socioeducativa. “Para que o projeto de liberdade assistida surta efeitos é necessário um atendimento muldidiscilinar com projeto pedagógico rígido e sério”, afirmou.



EPTV
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Uma parceria entre a Vara da Infância e Juventude e a Prefeitura de Ribeirão Preto garante maior estrutura para o projeto de Liberdade Assistida. Adolescentes infratores ganham assistência social, jurídica, psicológica e pedagógica e têm acompanhamento em casa, ao lado da família por meio da Coordenadoria de Atenção ao Adolescente em Conflito com a Lei. Com isso, 508 menores deixaram de ser encaminhados para a Fundação Casa Fundação Casa (ex-Febem).
São 306 meninos que estão em liberdade assistida, 52 que prestam atendimento à comunidade e 150 adolescentes que são acompanhados pelos profissionais do programa.De acordo com o juiz da Vara da Infância e da Juventude, Paulo César Gentile, a criação da Coordenadoria teve o propósito de estruturar o município que assumiu o compromisso de aplicar medidas socioeducativas em meio aberto.
“O serviço era bem executado em gestões anteriores, mas a criação da coordenaria dotou o serviço de assessória técnica, até então inexistente. Também foi aplicado o quadro de orientadores que são assistentes sociais, psicólogos e pedagogos que trabalham diretamente com os adolescentes em conseqüência, a orientação o apoio e o acompanhamento prestados aos reeducandos ficaram mais eficazes”, afirmou o juiz.
Segundo o magistrado, a coordenadoria tem se empenhado para matricular em escolas da rede pública, os adolescentes que abandonaram os estudos e também tem feito encaminhamentos de adolescentes usuários de drogas.
“Também tivemos uma sensível agilização dos procedimentos judiciais de acompanhamento das medidas socioeducativas, de forma que a intervenção com os jovens tem se tornado bem mais rápida.Os menores têm seis meses para mudarem de vida. Há, inclusive, previsão de serem encaminhados para o projeto do primeiro emprego. As famílias atendidas pela coordenadoria têm aprovado o sistema.

Especialistas
Especialistas em lidar com adolescentes infratores afirmam que a prevenção e a liberdade assistida são os caminhos para reduzir o envolvimento de menores no mundo do crime.
Para o advogado Daniel Rondi, da Comissão de Direitos Humanos da OAB regional de Ribeirão Preto, a liberdade assistida é importante porque a internação do adolescente deve ser usada apenas em casos extremos. “Se a liberdade for aplicada com respaldo social, e for acompanhada, ela é válida porque o adolescente é um ser humano em formação e pode mudas suas atitudes”, afirmou.
A advogada Ana Paula Vargas Melho, da OAB, defende um projeto rígido na aplciação da medida socioeducativa. “Para que o projeto de liberdade assistida surta efeitos é necessário um atendimento muldidiscilinar com projeto pedagógico rígido e sério”, afirmou.



EPTV
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:50  comentar

Segundo a Polícia Militar (PM), o menor F.I.S.L., de 16 anos, foi flagrado na noite de sábado (20), na prática de atentado violento ao pudor contra uma menor de 06 anos. O fato foi registrado na Rua Jardim do Carmo, no Centro do município.
O conselheiro tutelar João Paulo Alves foi comunicado da ocorrência e informou que a promotora Maria Aparecida Carnaúba, que responde pelo MP em Marechal Deodoro será informada da situação.



Gazetaweb, Adelaide Nogueira
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:44  comentar

Segundo a Polícia Militar (PM), o menor F.I.S.L., de 16 anos, foi flagrado na noite de sábado (20), na prática de atentado violento ao pudor contra uma menor de 06 anos. O fato foi registrado na Rua Jardim do Carmo, no Centro do município.
O conselheiro tutelar João Paulo Alves foi comunicado da ocorrência e informou que a promotora Maria Aparecida Carnaúba, que responde pelo MP em Marechal Deodoro será informada da situação.



Gazetaweb, Adelaide Nogueira
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:44  comentar

Segundo a Polícia Militar (PM), o menor F.I.S.L., de 16 anos, foi flagrado na noite de sábado (20), na prática de atentado violento ao pudor contra uma menor de 06 anos. O fato foi registrado na Rua Jardim do Carmo, no Centro do município.
O conselheiro tutelar João Paulo Alves foi comunicado da ocorrência e informou que a promotora Maria Aparecida Carnaúba, que responde pelo MP em Marechal Deodoro será informada da situação.



Gazetaweb, Adelaide Nogueira
link do postPor anjoseguerreiros, às 18:44  comentar


Márcia Martioli engravidou de trigêmeas idênticas enquanto amamentava a quarta filha

Em 17 de abril do ano passado, a paranaense Márcia Cristina Broiani Martioli, de 39 anos, contrariou todas as probabilidades ao dar à luz trigêmeas idênticas, fruto de uma gravidez espontânea, após ter feito laqueadura das trompas. Márcia engravidou no período em que amamentava sua quarta filha.

A chance disso acontecer é quatro vezes menor do que a de ganhar na Mega-Sena com uma aposta simples -a probabilidade de uma pessoa ganhar o prêmio da loteria em um único jogo é de uma em 50.063.860.

O caso de Márcia, estimam os especialistas, é de um para cada 200 milhões de nascimentos. "Teria que nascer a população inteira do Brasil de novo para isso voltar a acontecer", diz Weber Alexandre Sobreira Moraes, obstetra que acompanhou a gravidez múltipla de Márcia e professor da UEM (Universidade Estadual de Maringá).

O Ministério da Saúde estima que 85 em cada cem mulheres conseguem engravidar, em um ano, se não usarem nenhum método contraceptivo. Calculam, ainda, que duas em cada cem mulheres engravidam durante o período de amamentação. Se a mulher tiver feito laqueadura, a chance de gravidez cai para um caso em cada mil mulheres. "Márcia reuniu todos os fatores que dificultam a gestação e engravidou de trigêmeas idênticas. Isso é tão raro que nunca mais vou ver isso na minha carreira", diz Sobreira. Para comprovar que as meninas são, de fato, idênticas, elas fizeram um exame de sangue chamado HLA, que avalia a compatibilidade sanguínea, e um exame de DNA.

Em março de 2007, depois do nascimento da quarta filha, Márcia decidiu fazer laqueadura das trompas. A gravidez não havia sido planejada e ela não pretendia ter mais filhos -já era mãe de dois meninos e de uma outra menina. "Quando me casei, a ideia era ter apenas dois filhos", conta.

A cesárea transcorreu normalmente, e as trompas de Márcia foram cortadas. "Pensei que estaria sossegada, que não teria mais filhos", diz. Cerca de quatro meses depois do procedimento, ainda amamentando Emanuella, a quarta filha, Márcia começou a passar mal. Sofria com enjoos frequentes, tinha dores nas costas, ficava muito cansada. Procurou diversos médicos para descobrir a origem dos desconfortos e foi diagnosticada com úlcera gástrica.

Começou o tratamento imediatamente, com drogas fortes, que provocaram efeitos colaterais na filha recém-nascida. Ela interrompeu o uso dos remédios, mas começou a perder peso e a enfraquecer.

Na peregrinação por outros médicos, surgiram suspeitas de cálculo renal ou pedra na vesícula. No dia do exame de ultrassom para procurar os possíveis cálculos, Márcia foi surpreendida com a notícia de que estava grávida de novo. De trigêmeas. Idênticas.
O exame foi repetido por outros médicos, para não deixar dúvidas de que era uma gravidez múltipla e univitelina. "Quando olhei para o monitor e vi a imagem dos fetos eu pensei: "Não posso estar grávida. Fiz laqueadura". Comecei a chorar desesperadamente", lembra.
O marido de Márcia, o sericicultor (que cultiva bicho-da-seda) Osvaldir Martioli, de 45 anos, também chorou ao receber a notícia. A principal preocupação do casal era como sustentar sete filhos com uma renda familiar que não ultrapassa R$ 2.000 por mês.
Além da preocupação financeira, a gravidez era de alto risco. Ela tinha acabado de sair de uma cesárea e o peso dos três fetos poderia provocar rompimento do útero. Também havia a possibilidade de morte de um dos bebês - situação comum em gravidez múltipla.

A partir de então, Márcia foi acompanhada por uma equipe especializada em gestações de risco e fez repouso absoluto -dentro do que era possível para uma dona de casa com quatro filhos (sendo uma recém-nascida). As três meninas - Gabriella Maria, Rafaella Maria e Isabella Maria- nasceram totalmente saudáveis, com 33 semanas de gestação, todas pesando mais de dois quilos.

A família ganhou de vizinhos da pequena Tupinambá (60 km de Maringá) e de desconhecidos os berços, os carrinhos, centenas de fraldas descartáveis e muitas roupinhas. "Quando elas eram recém-nascidas, eu usava umas 24 fraldas por dia", lembra. Depois do parto das trigêmeas, Márcia decidiu retirar completamente as trompas para não poder mais engravidar. "Agora posso namorar em paz e sem medo", brincou.



Folha Online
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:17  comentar


Márcia Martioli engravidou de trigêmeas idênticas enquanto amamentava a quarta filha

Em 17 de abril do ano passado, a paranaense Márcia Cristina Broiani Martioli, de 39 anos, contrariou todas as probabilidades ao dar à luz trigêmeas idênticas, fruto de uma gravidez espontânea, após ter feito laqueadura das trompas. Márcia engravidou no período em que amamentava sua quarta filha.

A chance disso acontecer é quatro vezes menor do que a de ganhar na Mega-Sena com uma aposta simples -a probabilidade de uma pessoa ganhar o prêmio da loteria em um único jogo é de uma em 50.063.860.

O caso de Márcia, estimam os especialistas, é de um para cada 200 milhões de nascimentos. "Teria que nascer a população inteira do Brasil de novo para isso voltar a acontecer", diz Weber Alexandre Sobreira Moraes, obstetra que acompanhou a gravidez múltipla de Márcia e professor da UEM (Universidade Estadual de Maringá).

O Ministério da Saúde estima que 85 em cada cem mulheres conseguem engravidar, em um ano, se não usarem nenhum método contraceptivo. Calculam, ainda, que duas em cada cem mulheres engravidam durante o período de amamentação. Se a mulher tiver feito laqueadura, a chance de gravidez cai para um caso em cada mil mulheres. "Márcia reuniu todos os fatores que dificultam a gestação e engravidou de trigêmeas idênticas. Isso é tão raro que nunca mais vou ver isso na minha carreira", diz Sobreira. Para comprovar que as meninas são, de fato, idênticas, elas fizeram um exame de sangue chamado HLA, que avalia a compatibilidade sanguínea, e um exame de DNA.

Em março de 2007, depois do nascimento da quarta filha, Márcia decidiu fazer laqueadura das trompas. A gravidez não havia sido planejada e ela não pretendia ter mais filhos -já era mãe de dois meninos e de uma outra menina. "Quando me casei, a ideia era ter apenas dois filhos", conta.

A cesárea transcorreu normalmente, e as trompas de Márcia foram cortadas. "Pensei que estaria sossegada, que não teria mais filhos", diz. Cerca de quatro meses depois do procedimento, ainda amamentando Emanuella, a quarta filha, Márcia começou a passar mal. Sofria com enjoos frequentes, tinha dores nas costas, ficava muito cansada. Procurou diversos médicos para descobrir a origem dos desconfortos e foi diagnosticada com úlcera gástrica.

Começou o tratamento imediatamente, com drogas fortes, que provocaram efeitos colaterais na filha recém-nascida. Ela interrompeu o uso dos remédios, mas começou a perder peso e a enfraquecer.

Na peregrinação por outros médicos, surgiram suspeitas de cálculo renal ou pedra na vesícula. No dia do exame de ultrassom para procurar os possíveis cálculos, Márcia foi surpreendida com a notícia de que estava grávida de novo. De trigêmeas. Idênticas.
O exame foi repetido por outros médicos, para não deixar dúvidas de que era uma gravidez múltipla e univitelina. "Quando olhei para o monitor e vi a imagem dos fetos eu pensei: "Não posso estar grávida. Fiz laqueadura". Comecei a chorar desesperadamente", lembra.
O marido de Márcia, o sericicultor (que cultiva bicho-da-seda) Osvaldir Martioli, de 45 anos, também chorou ao receber a notícia. A principal preocupação do casal era como sustentar sete filhos com uma renda familiar que não ultrapassa R$ 2.000 por mês.
Além da preocupação financeira, a gravidez era de alto risco. Ela tinha acabado de sair de uma cesárea e o peso dos três fetos poderia provocar rompimento do útero. Também havia a possibilidade de morte de um dos bebês - situação comum em gravidez múltipla.

A partir de então, Márcia foi acompanhada por uma equipe especializada em gestações de risco e fez repouso absoluto -dentro do que era possível para uma dona de casa com quatro filhos (sendo uma recém-nascida). As três meninas - Gabriella Maria, Rafaella Maria e Isabella Maria- nasceram totalmente saudáveis, com 33 semanas de gestação, todas pesando mais de dois quilos.

A família ganhou de vizinhos da pequena Tupinambá (60 km de Maringá) e de desconhecidos os berços, os carrinhos, centenas de fraldas descartáveis e muitas roupinhas. "Quando elas eram recém-nascidas, eu usava umas 24 fraldas por dia", lembra. Depois do parto das trigêmeas, Márcia decidiu retirar completamente as trompas para não poder mais engravidar. "Agora posso namorar em paz e sem medo", brincou.



Folha Online
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:17  comentar


Márcia Martioli engravidou de trigêmeas idênticas enquanto amamentava a quarta filha

Em 17 de abril do ano passado, a paranaense Márcia Cristina Broiani Martioli, de 39 anos, contrariou todas as probabilidades ao dar à luz trigêmeas idênticas, fruto de uma gravidez espontânea, após ter feito laqueadura das trompas. Márcia engravidou no período em que amamentava sua quarta filha.

A chance disso acontecer é quatro vezes menor do que a de ganhar na Mega-Sena com uma aposta simples -a probabilidade de uma pessoa ganhar o prêmio da loteria em um único jogo é de uma em 50.063.860.

O caso de Márcia, estimam os especialistas, é de um para cada 200 milhões de nascimentos. "Teria que nascer a população inteira do Brasil de novo para isso voltar a acontecer", diz Weber Alexandre Sobreira Moraes, obstetra que acompanhou a gravidez múltipla de Márcia e professor da UEM (Universidade Estadual de Maringá).

O Ministério da Saúde estima que 85 em cada cem mulheres conseguem engravidar, em um ano, se não usarem nenhum método contraceptivo. Calculam, ainda, que duas em cada cem mulheres engravidam durante o período de amamentação. Se a mulher tiver feito laqueadura, a chance de gravidez cai para um caso em cada mil mulheres. "Márcia reuniu todos os fatores que dificultam a gestação e engravidou de trigêmeas idênticas. Isso é tão raro que nunca mais vou ver isso na minha carreira", diz Sobreira. Para comprovar que as meninas são, de fato, idênticas, elas fizeram um exame de sangue chamado HLA, que avalia a compatibilidade sanguínea, e um exame de DNA.

Em março de 2007, depois do nascimento da quarta filha, Márcia decidiu fazer laqueadura das trompas. A gravidez não havia sido planejada e ela não pretendia ter mais filhos -já era mãe de dois meninos e de uma outra menina. "Quando me casei, a ideia era ter apenas dois filhos", conta.

A cesárea transcorreu normalmente, e as trompas de Márcia foram cortadas. "Pensei que estaria sossegada, que não teria mais filhos", diz. Cerca de quatro meses depois do procedimento, ainda amamentando Emanuella, a quarta filha, Márcia começou a passar mal. Sofria com enjoos frequentes, tinha dores nas costas, ficava muito cansada. Procurou diversos médicos para descobrir a origem dos desconfortos e foi diagnosticada com úlcera gástrica.

Começou o tratamento imediatamente, com drogas fortes, que provocaram efeitos colaterais na filha recém-nascida. Ela interrompeu o uso dos remédios, mas começou a perder peso e a enfraquecer.

Na peregrinação por outros médicos, surgiram suspeitas de cálculo renal ou pedra na vesícula. No dia do exame de ultrassom para procurar os possíveis cálculos, Márcia foi surpreendida com a notícia de que estava grávida de novo. De trigêmeas. Idênticas.
O exame foi repetido por outros médicos, para não deixar dúvidas de que era uma gravidez múltipla e univitelina. "Quando olhei para o monitor e vi a imagem dos fetos eu pensei: "Não posso estar grávida. Fiz laqueadura". Comecei a chorar desesperadamente", lembra.
O marido de Márcia, o sericicultor (que cultiva bicho-da-seda) Osvaldir Martioli, de 45 anos, também chorou ao receber a notícia. A principal preocupação do casal era como sustentar sete filhos com uma renda familiar que não ultrapassa R$ 2.000 por mês.
Além da preocupação financeira, a gravidez era de alto risco. Ela tinha acabado de sair de uma cesárea e o peso dos três fetos poderia provocar rompimento do útero. Também havia a possibilidade de morte de um dos bebês - situação comum em gravidez múltipla.

A partir de então, Márcia foi acompanhada por uma equipe especializada em gestações de risco e fez repouso absoluto -dentro do que era possível para uma dona de casa com quatro filhos (sendo uma recém-nascida). As três meninas - Gabriella Maria, Rafaella Maria e Isabella Maria- nasceram totalmente saudáveis, com 33 semanas de gestação, todas pesando mais de dois quilos.

A família ganhou de vizinhos da pequena Tupinambá (60 km de Maringá) e de desconhecidos os berços, os carrinhos, centenas de fraldas descartáveis e muitas roupinhas. "Quando elas eram recém-nascidas, eu usava umas 24 fraldas por dia", lembra. Depois do parto das trigêmeas, Márcia decidiu retirar completamente as trompas para não poder mais engravidar. "Agora posso namorar em paz e sem medo", brincou.



Folha Online
link do postPor anjoseguerreiros, às 16:17  ver comentários (1) comentar

Segundo a polícia, serviço foi encomendado por um detento de Tremembé. Jovens receberiam R$ 350 se completassem a ação.

Dois adolescentes foram apreendidos na tarde de sábado (20) em Tremembé, a 147 km de São Paulo, por suspeita de tentar levar um celular para dentro da Penitenciária Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra. Segundo a polícia, eles estavam nos fundos do prédio com duas pipas, que seriam utilizadas para levar os aparelhos para dentro do presídio. Segundo a polícia, um dos detentos teria encomendado o serviço para uma ex-namorada. Ela teria repassado o trabalho para o irmão e um amigo dele, que acharam que ninguém perceberia a pipa no ar. Se tudo tivesse dado certo, eles receberiam R$ 350. Entretanto, os guardas perceberam e frustraram a ação.
Ainda de acordo com os policiais, os dois adolescentes e a ex-namorada do presidiário, de 18 anos, confirmaram a história. As pipas não foram encontradas, mas a polícia apreendeu o celular de um dos menores e vai fazer uma perícia para tentar verificar se houve alguma negociação com o detento que encomendou o trabalho.

Dentro do corpo
Na sexta-feira (19), um detento do Centro de Detenção Provisória de Tremembé foi flagrado com um celular, uma bateria, um recarregador e um fone de ouvido dentro do próprio corpo.
De acordo com a polícia, ele estava sendo transferido para um presídio da capital paulista quando passou por vistoria em um detector de metal e o aparelho disparou o sinal sonoro. Segundo os médicos, os objetos foram introduzidos pelo ânus. O homem ainda engoliu um chip de celular.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:23  comentar

Segundo a polícia, serviço foi encomendado por um detento de Tremembé. Jovens receberiam R$ 350 se completassem a ação.

Dois adolescentes foram apreendidos na tarde de sábado (20) em Tremembé, a 147 km de São Paulo, por suspeita de tentar levar um celular para dentro da Penitenciária Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra. Segundo a polícia, eles estavam nos fundos do prédio com duas pipas, que seriam utilizadas para levar os aparelhos para dentro do presídio. Segundo a polícia, um dos detentos teria encomendado o serviço para uma ex-namorada. Ela teria repassado o trabalho para o irmão e um amigo dele, que acharam que ninguém perceberia a pipa no ar. Se tudo tivesse dado certo, eles receberiam R$ 350. Entretanto, os guardas perceberam e frustraram a ação.
Ainda de acordo com os policiais, os dois adolescentes e a ex-namorada do presidiário, de 18 anos, confirmaram a história. As pipas não foram encontradas, mas a polícia apreendeu o celular de um dos menores e vai fazer uma perícia para tentar verificar se houve alguma negociação com o detento que encomendou o trabalho.

Dentro do corpo
Na sexta-feira (19), um detento do Centro de Detenção Provisória de Tremembé foi flagrado com um celular, uma bateria, um recarregador e um fone de ouvido dentro do próprio corpo.
De acordo com a polícia, ele estava sendo transferido para um presídio da capital paulista quando passou por vistoria em um detector de metal e o aparelho disparou o sinal sonoro. Segundo os médicos, os objetos foram introduzidos pelo ânus. O homem ainda engoliu um chip de celular.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:23  comentar

Segundo a polícia, serviço foi encomendado por um detento de Tremembé. Jovens receberiam R$ 350 se completassem a ação.

Dois adolescentes foram apreendidos na tarde de sábado (20) em Tremembé, a 147 km de São Paulo, por suspeita de tentar levar um celular para dentro da Penitenciária Tarcizo Leonce Pinheiro Cintra. Segundo a polícia, eles estavam nos fundos do prédio com duas pipas, que seriam utilizadas para levar os aparelhos para dentro do presídio. Segundo a polícia, um dos detentos teria encomendado o serviço para uma ex-namorada. Ela teria repassado o trabalho para o irmão e um amigo dele, que acharam que ninguém perceberia a pipa no ar. Se tudo tivesse dado certo, eles receberiam R$ 350. Entretanto, os guardas perceberam e frustraram a ação.
Ainda de acordo com os policiais, os dois adolescentes e a ex-namorada do presidiário, de 18 anos, confirmaram a história. As pipas não foram encontradas, mas a polícia apreendeu o celular de um dos menores e vai fazer uma perícia para tentar verificar se houve alguma negociação com o detento que encomendou o trabalho.

Dentro do corpo
Na sexta-feira (19), um detento do Centro de Detenção Provisória de Tremembé foi flagrado com um celular, uma bateria, um recarregador e um fone de ouvido dentro do próprio corpo.
De acordo com a polícia, ele estava sendo transferido para um presídio da capital paulista quando passou por vistoria em um detector de metal e o aparelho disparou o sinal sonoro. Segundo os médicos, os objetos foram introduzidos pelo ânus. O homem ainda engoliu um chip de celular.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 14:23  comentar

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.

Manifestantes pintaram seus corpos para chamar a atenção.Ato na capital da República Tcheca pediu o fim da violência.

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.



G1

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:12  comentar

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.

Manifestantes pintaram seus corpos para chamar a atenção.Ato na capital da República Tcheca pediu o fim da violência.

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.



G1

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:12  comentar

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.

Manifestantes pintaram seus corpos para chamar a atenção.Ato na capital da República Tcheca pediu o fim da violência.

Tchecos pintam seus corpos durante marcha pela paz e contra a violência neste domingo (21) em Praga, na República Tcheca.



G1

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:12  comentar

RIO - A polícia investiga se uma menina de 4 anos, que morreu sexta-feira no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, foi vítima de espancamento. Ela sofreu traumatismo craniano, estava com os pulsos quebrados e tinha hematomas pelo corpo. A tia da criança, Giovana dos Santos Viana, e a filha dela, Lilian Viana, são suspeitas da agressão. As duas negam a acusação.
A menina e o irmão, de 12 anos, são austríacos, mas teriam vindo para o Rio há dois anos, trazidos pela mãe, Maristela dos Santos, sem a permissão do pai, o austríaco Sacha Zanger. Com problemas psiquiátricos, Maristela desapareceu e a guarda das crianças foi dada à tia. Ao "RJ-TV", o pai, que chegou ao Brasil na sexta-feira, reforçou que quer a guarda do filho de volta:
- A minha filha eu não vou ter mais de volta. Agora, a única coisa que eu tenho é meu filho.
O conselheiro tutelar de Santa Cruz, Marcelo Machado, disse que recebeu, no último dia 12, informações da UPA de Santa Cruz de que a menina chegou à unidade com sinais de espancamento. No dia seguinte, o Disque-Denúncia também recebeu ligações informando maus-tratos contra a criança. O irmão disse, inicialmente em depoimento no Conselho Tutelar, que dava banho na irmã quando ela caiu e se machucou. Mas, ontem em entrevista ao "RJ-TV", o menino disse que vinha sendo coagido pela tia.
Um laudo inicial do Hospital Adão Ferreira Nunes mostra que a menina estava com hematomas espalhados pelo corpo, o que reforça a hipótese de abuso físico. Ela ficou uma semana em coma internada na unidade. O conselheiro Marcelo Machado informou que o irmão da vítima foi levado para a casa de um outro parente da mãe, por solicitação da Justiça, até que o caso seja totalmente apurado.
O pai chegou na sexta ao país. Ele contou que pagou durante anos uma pensão alimentícia de 1,4 mil euros (cerca de R$ 3,7 mil) a mãe das crianças. No último dia 17, dois dias antes da morte da menina, ele conseguiu na Justiça Federal um mandado de busca e apreensão das crianças. No entanto, o mandado não chegou a ser cumprido.


O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

RIO - A polícia investiga se uma menina de 4 anos, que morreu sexta-feira no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, foi vítima de espancamento. Ela sofreu traumatismo craniano, estava com os pulsos quebrados e tinha hematomas pelo corpo. A tia da criança, Giovana dos Santos Viana, e a filha dela, Lilian Viana, são suspeitas da agressão. As duas negam a acusação.
A menina e o irmão, de 12 anos, são austríacos, mas teriam vindo para o Rio há dois anos, trazidos pela mãe, Maristela dos Santos, sem a permissão do pai, o austríaco Sacha Zanger. Com problemas psiquiátricos, Maristela desapareceu e a guarda das crianças foi dada à tia. Ao "RJ-TV", o pai, que chegou ao Brasil na sexta-feira, reforçou que quer a guarda do filho de volta:
- A minha filha eu não vou ter mais de volta. Agora, a única coisa que eu tenho é meu filho.
O conselheiro tutelar de Santa Cruz, Marcelo Machado, disse que recebeu, no último dia 12, informações da UPA de Santa Cruz de que a menina chegou à unidade com sinais de espancamento. No dia seguinte, o Disque-Denúncia também recebeu ligações informando maus-tratos contra a criança. O irmão disse, inicialmente em depoimento no Conselho Tutelar, que dava banho na irmã quando ela caiu e se machucou. Mas, ontem em entrevista ao "RJ-TV", o menino disse que vinha sendo coagido pela tia.
Um laudo inicial do Hospital Adão Ferreira Nunes mostra que a menina estava com hematomas espalhados pelo corpo, o que reforça a hipótese de abuso físico. Ela ficou uma semana em coma internada na unidade. O conselheiro Marcelo Machado informou que o irmão da vítima foi levado para a casa de um outro parente da mãe, por solicitação da Justiça, até que o caso seja totalmente apurado.
O pai chegou na sexta ao país. Ele contou que pagou durante anos uma pensão alimentícia de 1,4 mil euros (cerca de R$ 3,7 mil) a mãe das crianças. No último dia 17, dois dias antes da morte da menina, ele conseguiu na Justiça Federal um mandado de busca e apreensão das crianças. No entanto, o mandado não chegou a ser cumprido.


O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

RIO - A polícia investiga se uma menina de 4 anos, que morreu sexta-feira no Hospital Adão Pereira Nunes, em Saracuruna, foi vítima de espancamento. Ela sofreu traumatismo craniano, estava com os pulsos quebrados e tinha hematomas pelo corpo. A tia da criança, Giovana dos Santos Viana, e a filha dela, Lilian Viana, são suspeitas da agressão. As duas negam a acusação.
A menina e o irmão, de 12 anos, são austríacos, mas teriam vindo para o Rio há dois anos, trazidos pela mãe, Maristela dos Santos, sem a permissão do pai, o austríaco Sacha Zanger. Com problemas psiquiátricos, Maristela desapareceu e a guarda das crianças foi dada à tia. Ao "RJ-TV", o pai, que chegou ao Brasil na sexta-feira, reforçou que quer a guarda do filho de volta:
- A minha filha eu não vou ter mais de volta. Agora, a única coisa que eu tenho é meu filho.
O conselheiro tutelar de Santa Cruz, Marcelo Machado, disse que recebeu, no último dia 12, informações da UPA de Santa Cruz de que a menina chegou à unidade com sinais de espancamento. No dia seguinte, o Disque-Denúncia também recebeu ligações informando maus-tratos contra a criança. O irmão disse, inicialmente em depoimento no Conselho Tutelar, que dava banho na irmã quando ela caiu e se machucou. Mas, ontem em entrevista ao "RJ-TV", o menino disse que vinha sendo coagido pela tia.
Um laudo inicial do Hospital Adão Ferreira Nunes mostra que a menina estava com hematomas espalhados pelo corpo, o que reforça a hipótese de abuso físico. Ela ficou uma semana em coma internada na unidade. O conselheiro Marcelo Machado informou que o irmão da vítima foi levado para a casa de um outro parente da mãe, por solicitação da Justiça, até que o caso seja totalmente apurado.
O pai chegou na sexta ao país. Ele contou que pagou durante anos uma pensão alimentícia de 1,4 mil euros (cerca de R$ 3,7 mil) a mãe das crianças. No último dia 17, dois dias antes da morte da menina, ele conseguiu na Justiça Federal um mandado de busca e apreensão das crianças. No entanto, o mandado não chegou a ser cumprido.


O Globo On Line
link do postPor anjoseguerreiros, às 12:07  comentar

Aproveite bem o seu dia

Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou a trabalho, em um vôo da Air France, em que a comida e a bebida têm a obrigação de oferecer a melhor experiência gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba, ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou. Numa bola de fogo ou nos 4 000 metros de água congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você que tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta disso.
Fim.
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido. Seus planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios.
Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas preocupações em relação à aposentadoria. Sua insegurança em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência de suas competências nesse mundo que troca de regras a cada seis meses.
Seu receio de que sua mulher, de cuja afeição você depende mais do que imagina, um dia lhe deixe. Ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de amá-lo.
Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que seu time faça uma boa temporada. Suas noites de insônia, essa sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do cigarro. Os planos de voltar à academia, a grande contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado na agenda para resolver assim que tivesse tempo.
Bastou um segundo para que tudo isso fosse desligado. Para que todo esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou toneladas tenha se apagado.. Como uma lâmpada que acaba e não volta a acender mais.
Fim.

Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo. Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e sofrimentos. Prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si mesmo. Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores bons.


Seja feliz. Hoje. Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma lembrança. No fundo, só existe o hoje...

Adriano Silva



Revista Exame

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

Aproveite bem o seu dia

Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou a trabalho, em um vôo da Air France, em que a comida e a bebida têm a obrigação de oferecer a melhor experiência gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba, ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou. Numa bola de fogo ou nos 4 000 metros de água congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você que tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta disso.
Fim.
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido. Seus planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios.
Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas preocupações em relação à aposentadoria. Sua insegurança em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência de suas competências nesse mundo que troca de regras a cada seis meses.
Seu receio de que sua mulher, de cuja afeição você depende mais do que imagina, um dia lhe deixe. Ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de amá-lo.
Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que seu time faça uma boa temporada. Suas noites de insônia, essa sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do cigarro. Os planos de voltar à academia, a grande contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado na agenda para resolver assim que tivesse tempo.
Bastou um segundo para que tudo isso fosse desligado. Para que todo esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou toneladas tenha se apagado.. Como uma lâmpada que acaba e não volta a acender mais.
Fim.

Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo. Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e sofrimentos. Prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si mesmo. Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores bons.


Seja feliz. Hoje. Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma lembrança. No fundo, só existe o hoje...

Adriano Silva



Revista Exame

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar

Aproveite bem o seu dia

Aí um dia você toma um avião para Paris, a lazer ou a trabalho, em um vôo da Air France, em que a comida e a bebida têm a obrigação de oferecer a melhor experiência gastronômica de bordo do mundo, e o avião mergulha para a morte no meio do Oceano Atlântico. Sem que você perceba, ou possa fazer qualquer coisa a respeito, sua vida acabou. Numa bola de fogo ou nos 4 000 metros de água congelante abaixo de você naquele mar sem fim. Você que tinha acabado de conseguir dormir na poltrona ou de colocar os fones de ouvido para assistir ao primeiro filme da noite ou de saborear uma segunda taça de vinho tinto com o cobertorzinho do avião sobre os joelhos. Talvez você tenha tido tempo de ter a consciência do fim, de que tudo terminava ali. Talvez você nem tenha tido a chance de se dar conta disso.
Fim.
Tudo que ia pela sua cabeça desaparece do mundo sem deixar vestígios. Como se jamais tivesse existido. Seus planos de trocar de emprego ou de expandir os negócios.
Seu amor imenso pelos filhos e sua tremenda incapacidade de expressar esse amor. Seu medo da velhice, suas preocupações em relação à aposentadoria. Sua insegurança em relação ao seu real talento, às chances de sobrevivência de suas competências nesse mundo que troca de regras a cada seis meses.
Seu receio de que sua mulher, de cuja afeição você depende mais do que imagina, um dia lhe deixe. Ou pior: que permaneça com você infeliz, tendo deixado de amá-lo.
Seus sonhos de trocar de casa, sua torcida para que seu time faça uma boa temporada. Suas noites de insônia, essa sinusite que você está desenvolvendo, suas saudades do cigarro. Os planos de voltar à academia, a grande contabilidade (nem sempre com saldo positivo) dos amores e dos ódios que você angariou e destilou pela vida, as dezenas de pequenos problemas cotidianos que você tinha anotado na agenda para resolver assim que tivesse tempo.
Bastou um segundo para que tudo isso fosse desligado. Para que todo esse universo pessoal que tantas vezes lhe pesou toneladas tenha se apagado.. Como uma lâmpada que acaba e não volta a acender mais.
Fim.

Então, aproveite bem o seu dia. Extraia dele todos os bons sentimentos possíveis. Não deixe nada para depois. Diga o que tem para dizer. Demonstre. Seja você mesmo. Não guarde lixo dentro de casa. Não cultive amarguras e sofrimentos. Prefira o sorriso. Dê risada de tudo, de si mesmo. Não adie alegrias nem contentamentos nem sabores bons.


Seja feliz. Hoje. Amanhã é uma ilusão. Ontem é uma lembrança. No fundo, só existe o hoje...

Adriano Silva



Revista Exame

link do postPor anjoseguerreiros, às 10:53  comentar


Uma ampla operação da polícia italiana contra a pornografia infantil na internet prendeu 14 pessoas e resultou no indiciamento de outras 253, anunciaram as autoridades neste sábado.
As 14 pessoas detidas tinham em seu poder vídeos particularmente violentos e cruéis, parte deles procedente de um servidor pornográfico instalado na Alemanha.
Esta foi a maior operação contra a pedofilia realizada até hoje na Itália, segundo a polícia.


G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:24  comentar


Uma ampla operação da polícia italiana contra a pornografia infantil na internet prendeu 14 pessoas e resultou no indiciamento de outras 253, anunciaram as autoridades neste sábado.
As 14 pessoas detidas tinham em seu poder vídeos particularmente violentos e cruéis, parte deles procedente de um servidor pornográfico instalado na Alemanha.
Esta foi a maior operação contra a pedofilia realizada até hoje na Itália, segundo a polícia.


G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:24  comentar


Uma ampla operação da polícia italiana contra a pornografia infantil na internet prendeu 14 pessoas e resultou no indiciamento de outras 253, anunciaram as autoridades neste sábado.
As 14 pessoas detidas tinham em seu poder vídeos particularmente violentos e cruéis, parte deles procedente de um servidor pornográfico instalado na Alemanha.
Esta foi a maior operação contra a pedofilia realizada até hoje na Itália, segundo a polícia.


G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:24  comentar

Paris, 20 jun (EFE).- A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou hoje o aumento da repressão no Irã, país ao qual definiu como "a maior prisão do mundo para os jornalistas".
"A repressão aumentou ainda mais" depois que o líder supremo da Revolução, o aiatolá Ali Khamenei, confirmou a surpreendente vitória do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, nas eleições presidenciais de 12 de junho, afirmou o comunicado divulgado hoje pela RSF.
Segundo a organização, já são 30 os "jornalistas e ciberdissidentes" que foram presos em território iraniano desde as eleições e "a violência das manifestações" que acontecem nestes dias em Teerã faz temer que aumente o número de detenções de iranianos e as expulsões de correspondentes estrangeiros.
O regime iraniano, acrescenta a nota, "não pode tolerar" que o mundo veja o que está acontecendo e, por isso, quer silenciar a imprensa.
"A comunidade internacional não pode ignorar mais a situação", segundo a organização, que considera que deve haver "uma reação clara e unânime" que esteja à altura da gravidade dos eventos destes dias.
A RSF reiterou que vários locais sobre os quais não se tem notícias há dias e entre os quais alguns estão presos e foram vítimas de tortura.
A organização denuncia que a televisão estatal está atribuindo informações falsas aos candidatos da oposição e que os jornalistas estrangeiros sofrem pressões para que não transmitam as opiniões dos opositores.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:11  comentar

Paris, 20 jun (EFE).- A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou hoje o aumento da repressão no Irã, país ao qual definiu como "a maior prisão do mundo para os jornalistas".
"A repressão aumentou ainda mais" depois que o líder supremo da Revolução, o aiatolá Ali Khamenei, confirmou a surpreendente vitória do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, nas eleições presidenciais de 12 de junho, afirmou o comunicado divulgado hoje pela RSF.
Segundo a organização, já são 30 os "jornalistas e ciberdissidentes" que foram presos em território iraniano desde as eleições e "a violência das manifestações" que acontecem nestes dias em Teerã faz temer que aumente o número de detenções de iranianos e as expulsões de correspondentes estrangeiros.
O regime iraniano, acrescenta a nota, "não pode tolerar" que o mundo veja o que está acontecendo e, por isso, quer silenciar a imprensa.
"A comunidade internacional não pode ignorar mais a situação", segundo a organização, que considera que deve haver "uma reação clara e unânime" que esteja à altura da gravidade dos eventos destes dias.
A RSF reiterou que vários locais sobre os quais não se tem notícias há dias e entre os quais alguns estão presos e foram vítimas de tortura.
A organização denuncia que a televisão estatal está atribuindo informações falsas aos candidatos da oposição e que os jornalistas estrangeiros sofrem pressões para que não transmitam as opiniões dos opositores.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:11  comentar

Paris, 20 jun (EFE).- A organização Repórteres Sem Fronteiras (RSF) denunciou hoje o aumento da repressão no Irã, país ao qual definiu como "a maior prisão do mundo para os jornalistas".
"A repressão aumentou ainda mais" depois que o líder supremo da Revolução, o aiatolá Ali Khamenei, confirmou a surpreendente vitória do presidente iraniano, Mahmoud Ahmadinejad, nas eleições presidenciais de 12 de junho, afirmou o comunicado divulgado hoje pela RSF.
Segundo a organização, já são 30 os "jornalistas e ciberdissidentes" que foram presos em território iraniano desde as eleições e "a violência das manifestações" que acontecem nestes dias em Teerã faz temer que aumente o número de detenções de iranianos e as expulsões de correspondentes estrangeiros.
O regime iraniano, acrescenta a nota, "não pode tolerar" que o mundo veja o que está acontecendo e, por isso, quer silenciar a imprensa.
"A comunidade internacional não pode ignorar mais a situação", segundo a organização, que considera que deve haver "uma reação clara e unânime" que esteja à altura da gravidade dos eventos destes dias.
A RSF reiterou que vários locais sobre os quais não se tem notícias há dias e entre os quais alguns estão presos e foram vítimas de tortura.
A organização denuncia que a televisão estatal está atribuindo informações falsas aos candidatos da oposição e que os jornalistas estrangeiros sofrem pressões para que não transmitam as opiniões dos opositores.



G1
link do postPor anjoseguerreiros, às 10:11  comentar

BRASÍLIA - O total de pessoas subnutridas no mundo este ano deverá ultrapassar a marca de 1 bilhão, de acordo com estimativa divulgada hoje pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
O aumento da fome no mundo, segundo a organização, não se deve apenas ao mau desempenho da agricultura, mas também à crise econômica "que reduziu a renda e o emprego e provocou a falta de acesso a uma alimentação adequada para as pessoas mais pobres".
Em nota, o diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, destaca que a "perigosa combinação" entre a redução do ritmo da economia global e a alta dos preços dos alimentos resultou em quase 100 milhões de pessoas desnutridas a mais na comparação com os dados de 2008.
"A crise silenciosa da fome, que afeta um sexto da humanidade representativa, é um grave risco para a segurança e a paz mundial. Precisamos gerar urgentemente um amplo consenso para a completa e rápida erradicação da fome no mundo", disse Diouf.
Segundo a FAO, a fome na América Latina aumentou quase 13% este ano em relação a 2008, por causa da crise econômica mundial. "Uma tendência que reverte os progressos realizados nos últimos anos", afirmou a entidade em comunicado.
De acordo com dados da organização, a desnutrição na América Latina e no Caribe chegou a 52 milhões entre 1995 e 1997. Já entre 2004 e 2006, caiu para 45 milhões. Este ano, os números voltaram a subir e ultrapassaram o registrado há mais de dez anos, atingindo a marca de 53 milhões de pessoas.

(Agência Brasil)
tags: ,
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:44  comentar

BRASÍLIA - O total de pessoas subnutridas no mundo este ano deverá ultrapassar a marca de 1 bilhão, de acordo com estimativa divulgada hoje pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
O aumento da fome no mundo, segundo a organização, não se deve apenas ao mau desempenho da agricultura, mas também à crise econômica "que reduziu a renda e o emprego e provocou a falta de acesso a uma alimentação adequada para as pessoas mais pobres".
Em nota, o diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, destaca que a "perigosa combinação" entre a redução do ritmo da economia global e a alta dos preços dos alimentos resultou em quase 100 milhões de pessoas desnutridas a mais na comparação com os dados de 2008.
"A crise silenciosa da fome, que afeta um sexto da humanidade representativa, é um grave risco para a segurança e a paz mundial. Precisamos gerar urgentemente um amplo consenso para a completa e rápida erradicação da fome no mundo", disse Diouf.
Segundo a FAO, a fome na América Latina aumentou quase 13% este ano em relação a 2008, por causa da crise econômica mundial. "Uma tendência que reverte os progressos realizados nos últimos anos", afirmou a entidade em comunicado.
De acordo com dados da organização, a desnutrição na América Latina e no Caribe chegou a 52 milhões entre 1995 e 1997. Já entre 2004 e 2006, caiu para 45 milhões. Este ano, os números voltaram a subir e ultrapassaram o registrado há mais de dez anos, atingindo a marca de 53 milhões de pessoas.

(Agência Brasil)
tags: ,
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:44  comentar

BRASÍLIA - O total de pessoas subnutridas no mundo este ano deverá ultrapassar a marca de 1 bilhão, de acordo com estimativa divulgada hoje pela Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO).
O aumento da fome no mundo, segundo a organização, não se deve apenas ao mau desempenho da agricultura, mas também à crise econômica "que reduziu a renda e o emprego e provocou a falta de acesso a uma alimentação adequada para as pessoas mais pobres".
Em nota, o diretor-geral da FAO, Jacques Diouf, destaca que a "perigosa combinação" entre a redução do ritmo da economia global e a alta dos preços dos alimentos resultou em quase 100 milhões de pessoas desnutridas a mais na comparação com os dados de 2008.
"A crise silenciosa da fome, que afeta um sexto da humanidade representativa, é um grave risco para a segurança e a paz mundial. Precisamos gerar urgentemente um amplo consenso para a completa e rápida erradicação da fome no mundo", disse Diouf.
Segundo a FAO, a fome na América Latina aumentou quase 13% este ano em relação a 2008, por causa da crise econômica mundial. "Uma tendência que reverte os progressos realizados nos últimos anos", afirmou a entidade em comunicado.
De acordo com dados da organização, a desnutrição na América Latina e no Caribe chegou a 52 milhões entre 1995 e 1997. Já entre 2004 e 2006, caiu para 45 milhões. Este ano, os números voltaram a subir e ultrapassaram o registrado há mais de dez anos, atingindo a marca de 53 milhões de pessoas.

(Agência Brasil)
tags: ,
link do postPor anjoseguerreiros, às 09:44  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Junho 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





arquivos
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO