notícias atuais sobre saúde, violência,justiça,cidadania,educação, cultura,direitos humanos,ecologia, variedades,comportamento
7.2.09
Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

Com a notícia de que Eluana Englaro, italiana em coma há 17 anos, havia sido transferida, no começo desta semana, para a clínica Le Quiete, em Udine, nordeste da Itália, que aceitou realizar o procedimento da eutanásia, evidencia-se novamente a polêmica em torno da questão.
Eluana sofreu um acidente de carro em 1992 que a deixou em estado vegetativo. Seus familiares decidiram pleitear na Justiça autorização para deixar a moça morrer. Graças à brecha sobre a escolha do tratamento recebido no estado vegetativo, em 9 de julho de 2008, a Corte de Recursos de Milão aceitou o pedido pela morte. Três meses depois, a Corte Constitucional confirmou aquela sentença, encerrando a possibilidade de recursos.
O governo italiano, entretanto, liderado pelo premiê conservador Silvio Berlusconi, apresentou nesta sexta-feira um projeto de lei para impedir que sejam suspensas a alimentação e a hidratação da paciente, procedimento que na realidade já havia sido iniciado.
Muito praticada na antiguidade, por povos primitivos, a palavra eutanásia deriva de eu, que significa bem, e thanatos, que é morte, significando boa morte, morte doce, morte sem dor nem sofrimento. As modalidades da eutanásia são três: a libertadora, a piedosa e a morte econômica ou eugênica.
Na forma libertadora, o enfermo incurável pede que se lhe abrevie a dolorosa agonia, com uma morte calma, indolor. Já na forma piedosa, o moribundo encontra-se inconsciente e tratando-se de caso terminal que provoca sofrimento agudo, proporcionando horríveis espetáculos, de agonia, seu médico ou seu familiar, movido por piedade, o liberta, provocando a antecipação de sua hora fatal.
Quanto à forma eugênica, trata-se da eliminação daqueles seres apsíquicos e associais absolutos, disgenéticos, monstros de nascimento, idiotas graves, loucos incuráveis e outros. Essa modalidade está presente na lembrança histórica das atrocidades dos nazistas, contra judeus e outras minorias, em prol da apuração da raça ariana.
A eutanásia no Brasil é crime, trata-se de homicídio doloso. Ocorre que , na prática, a situação é bem diferente, pois envolve além do aspecto legal, o aspecto médico, sociológico, religioso, antropológico, entre outros. Por esses problemas é que a eutanásia, embora sendo crime, é praticada impunemente no Brasil. Relatos de pessoas que aplicaram a eutanásia em parentes somam-se a relatos de médicos que a praticaram, sempre todos imbuídos do espírito da piedade.
O presidente da OAB-Sp, Luíz Flávio Borges - advogado criminalista, mestre e doutor pela USP -declara que o que realmente leva à prática da eutanásia não é piedade ou a compaixão, mas sim o propósito mórbido e egoístico de poupar-se ao pungente drama da dor alheia. Somente os indivíduos sujeitos a estados de extrema angústia são capazes do golpe fatal eutanásico, pois o alívio que se busca não é o do enfermo, mas sim o próprio; que ficará livre do fardo que se encontra obrigado a carregar. Segundo o advogado, isto se aplica aos familiares, amigos, médicos, advogados, sociólogos, enfim, a todos aqueles que já pensaram ou defenderam a prática desse crime hediondo, que iguala o homem moderno a seus antepassados bárbaros e primitivos".
Ainda segundo Luíz Flávio, "a vida é nosso bem maior, dádiva de Deus. Não pode ser suprimida por decisão de um médico ou de um familiar, qualquer que seja a circunstância, pois o que é incurável hoje, amanhã poderá não sê-lo e uma anomalia irreversível poderá ser reversível na próxima semana. Afinal, se a sociedade brasileira não aceita a pena de morte, é óbvio que esta mesma sociedade não aceita que se disponha da vida de um inocente, para poupar o sofrimento ou as despesas de seus parentes"
A eutanásia é um assunto muito discutido tanto na questão da bioética quanto na do biodireito. Seus defensores como a Holanda, onde ela é permitida por lei, acreditampois ela tem dois lados, a favor e contra. Mas é difícil dizer quais desses lados estariam corretos, de que forma impor a classificação do certo e errado neste caso. Do ponto de vista a favor, ela seria uma forma de aliviar a dor e o sofrimento de uma pessoa que se encontra num estado muito crítico e sem perspectiva de melhora, dando ao paciente o direito de dar fim a sua própria vida. Já do ponto de vista contra, a eutanásia seria o direito ao suicídio, tendo em vista que o doente ou seu responsável teria o direito de dar fim a sua vida com a idéia de que tal ato aliviaria dor e sofrimento do mesmo.
No Brasil a eutanásia é considerada homicídio, já na Holanda é permitida por lei. Um dos principais argumentos de seus defensores é a de que esta deveria ser considerada “tratamento médico” ou uma forma de "morrer com dignidade"“ mas não há nada de dignificante nos meios que algumas advogam. Por exemplo, uma organização pró-eutanásia distribuiu um panfleto que explicava como sufocar uma pessoa com um saco de plástico. Muitos dos “sujeitos” de Jack Kevorkian (o“Doutor Morte”, o mais conhecido ativista americano e praticante da eutanásia) foram gaseados até à morte com monóxido de carbono e alguns dos seus corpos foram deixados em carros abandonados em parques de estacionamento.
E você, o que acha a respeito?
Deixe seu comentário e vamos debater juntos essa questão.
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:17  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - O bispo Paulo Sérgio Machado, 63 anos, e um seminarista de 22 anos da Diocese de São Carlos (229 km de São Paulo) foram mantidos reféns por cerca de três horas, amarrados e amordaçados, no prédio da Cúria Diocesana do município às 0h30m da madrugada deste sábado.
Bispo e seminaristas chegaram à Cúria em um Golf preto e, ao passar pelo portão, foram dominados por quatro homens encapuzados e armados com revólveres e facões.
Os dois foram amarrados em cadeiras e amordaçados. Os bandidos permaneceram três horas no local e levaram TV de plasma, notebook, DVD, videocassete, um faqueiro de prata, relógio de pulso, um aparelho de som microsystem, telefone celular e R$ 10 em dinheiro. O seminarista, identificado apenas como Alan, teve a gola da camisa cortada e contou que por diversas vezes os bandidos ameaçaram cortar a orelha do bispo. Numa provocação ao bispo, teriam afirmado, segundo o seminarista, que "queriam algo sagrado para comer".
" Queriam algo sagrado para comer "
Quando a PM foi acionada, os bandidos já haviam fugido do local. Ninguém ficou ferido com gravidade e o bispo Dom Paulo Sérgio foi submetido a exames.
Dom Paulo Sérgio é mineiro de Patrocínio e tem um irmão gêmeo chamado Sérgio Paulo. Ele está há dois anos em São Carlos. Iniciou no seminário São José, em Uberaba, é formado em filosofia pela Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Guaxupé e foi ordenado padre em 1972.
Além de suas funções na igreja, foi professor de latim na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras de Patrocínio e secretário da Educação da Prefeitura Municipal de Coromandel. Na Universidade Católica Gregoriana de Roma, especializou-se em teologia pastoral.
É bispo desde 1989 e foi nomeado inicialmente para Ituiutaba. Em novembro de 2006, foi nomeado pelo Papa Bento XVI o Bispo Diocesano de São Carlos. Bispo foi ameaçado de perder dedo por conta de anel
Esta não é a primeira autoridade da Igreja Católica a ser alvo da violênica de ladrões em São Paulo. Em dezembro, dois homens invadiram a casa do bispo de Campo Limpo, Dom Emilio Pignoli, de 76 anos , e mantiveram o religioso e mais quatro pessoas como reféns, entre eles um padre italiano de 86 anos. Os criminosos ameaçaram cortar o dedo do bispo caso ele não entregasse o anel que ganhou quando foi ordenado bispo.
O assalto ocorreu na Rua Circular do Bosque, no bairro do Morumbi, na zona sul de São Paulo. Os ladrões roubaram vários objetos da casa, fugiram e, segundo a polícia, foram capturados numa favela na região próxima ao assalto.
Armados de revólveres eles dominaram dois funcionários que faziam reparos no portão da residência. A casa foi invadida e a zeladora da capela, que também fica no imóvel, foi dominada, juntamente com o bispo e um outro padre que estava na casa. Os reféns foram obrigados a ficar deitados. Um dos funcionários, José Carlos da Silva, contou que os bandidos bateram nele e perguntaram insistentemente se havia alarme ou câmeras na casa. Silva levou chutes na barriga e nas costelas.
O terror durou cerca de uma hora e meia. A dupla revirou a casa em busca de dinheiro e objetos de valor. Eles levaram uma televisão, aparelho de DVD, o anel do bispo e R$ 200.
Para fugir, usaram o veículo que era utilizado pelos dois funcionários que faziam reparos no portão. Um deles foi obrigado a dirigir para os bandidos, mas foi solto em seguida.
O padre de 86 anos passou mal e teve uma convulsão durante o assalto. A polícia fez buscas pela região e localizou o veículo roubado na favela Paraisópolis. A dupla foi levada para a delegacia e reconhecida pelas vítimas. Eles foram autuados por roubo. Os objetos roubados foram recuperados. Onda de violência contra igrejas
Apenas nos últimos três meses de 2009, cinco padres da região de Ribeirão Preto, no norte paulista, foram vítimas de violência. Em novembro, dois padres foram feitos reféns na Igreja de Santa Rita do Passa Quatro. Um carro e um computador foram roubados. E os bandidos forçaram os padres a tomarem soníferos. Houve atentado a bomba em Franca e assalto em igreja de Santa Rita do Passa Quatro. O padre Luiz Fernando Ribeiro foi assaltado por dois adolescentes em frente à igreja Cristo Rei. Eles arrancaram correntes de ouro do pescoço do padre, que ficou machucado. As correntes eram lembranças da mãe dele.
Asigrejas estão apelando para sistemas de monitoramento e segurança para evitar a ação dos ladrões. Na igreja Bom Jesus da Lapa, foi colocada uma cerca elétrica depois de vários furtos de fios de cobre.

Fonte: http://oglobo.globo.com/
link do postPor anjoseguerreiros, às 21:09  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

SÃO PAULO - Mais um crime bárbaro em família assusta a cidade de Guarulhos, na Grande São Paulo. Eliane Mendes Ferreira, de 30 anos, foi encontrada morta na casa do irmão de 25 anos e ele é o principal suspeito do crime. O criminoso teria usado uma colher de pau para matar a irmã, que costumava ir à casa dele para fazer faxina.
João Maria Mendes de Macedo, que trabalha como pedreiro, está sendo procurado pela polícia. Testemunhas dizem que o rapaz alternava períodos de agressão e depressão.
O corpo de Eliane foi achado pelo marido dela na noite desta sexta. Na casa do irmão, na Rua 8, Jardim Santa Paula, bairro Bonsucesso, foram apreendidas roupas de Eliane, que foi golpeada na cabeça e estava caída no chão ao ser encontrada pelo marido.
Eliana foi morta com extrema violência e exames vão apontar se ela foi violentada, uma vez que o corpo foi achado despido.
Tufos do cabelo da vítima e um controle remoto também foram apreendidos para perícia. A moto do rapaz, que estava no quintal da casa, também será periciada.

link do postPor anjoseguerreiros, às 21:03  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

Avião cai em rio com 20 passageiros em Manacapuru (AM); criança sobrevive

O Corpo de Bombeiros localizou e tenta retirar do rio Manacapuru, afluente do rio Amazonas, o avião que caiu na tarde deste sábado com 20 passageiros. Quatro pessoas --entre elas uma criança-- sobreviveram à queda. O avião saiu de Coari (AM) com destino a Manaus. Inicialmente, a Polícia Civil informou que o avião havia caído no rio Negro.
De acordo com a Manaus Aerotáxi, empresa proprietária do avião, a aeronave partiu do aeroporto de Coari mas, com o mau tempo, pediu autorização para o centro de controle aéreo de Manaus para retornar ao aeroporto de onde partiu. O centro autorizou a volta da aeronave, que desapareceu do sinal de comunicação.
Por volta das 14h (horário local), o avião, um Bandeirante PT-SEA, teria tentado pousar em uma pista abandonada na comunidade de Santo Antonio, em Manacapuru, que fica próxima ao rio, segundo o oficial de comunicação do Corpo de Bombeiros do município, capitão Helyanthus Borges. De acordo com a Aeronáutica, o avião caiu a 500 metros da pista.
Os quatro sobreviventes, segundo o capitão, estavam em assentos na cauda do Bandeirantes. Os demais ficaram presos na aeronave, que afundou no rio. No site da empresa, a aeronave aparece com capacidade para 16 passageiros ou 1.500 kg de carga. De acordo com a assessoria da Manaus Aerotáxi, o Bandeirante é de uma nova frota da empresa e teria capacidade para transportar 20 pessoas.
Mergulhadores do Corpo de Bombeiros já localizou a aeronave e a corporação tenta içar o avião.
Os sobreviventes foram identificados como Brenda Dias Morais, 21, Eric Evangelista da Costa Pessoa, 23, Yan da Costa Liberal, 9, e Ana Lúcia Reis Láurea, 43. Elas foram encaminhadas para o hospital Lázaro Reis, em Manacapuru.
Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) foi enviado ao local para auxiliar nas buscas. De acordo com o comando, as condições do tempo dificultam o trabalho de resgate. O Comando da Aeronáutica já iniciou as investigações para identificar a causa do acidente.
Por Carolina Farias, Folha on- line
link do postPor anjoseguerreiros, às 20:48  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

A polícia de Curitiba (PR) encontrou na manhã desta sexta-feira (6), na Estrada da Pedreira, no bairro de Orleans, o corpo de um homem que teve o rosto arrancado com uma faca. A Delegacia de Homicídios, da Polícia Civil, que coordena as investigações, diz acreditar que a vítima tenha sido mutilada em uma série de torturas antes de morrer.
De acordo com o órgão, a vítima foi encontrada com os pés e mãos amarrados, e uma corda no pescoço. Segundo informações do boletim de ocorrência da polícia, os globos oculares também foram arrancados durante a tortura. Segundo a polícia, as características do crime lembram o filme "Os Jogos Mortais".O homem também tinha escoriações no tórax e foi atingido por um tiro na cabeça, informou a polícia.
Devido à gravidade dos ferimentos, ainda é impossível precisar a idade da vítima ou sua identidade. Segundo a polícia, pessoas que passavam no local encontraram o corpo, já sem nenhum documento de identificação.
O corpo foi encaminhado ao IML (Instituto Médico Legal) de Curitiba, onde deve passar por exames de perícia. De acordo com a delegacia responsável pelo caso, ainda não há informações sobre suspeitos ou uma linha principal de investigação.
link do postPor anjoseguerreiros, às 19:46  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar

Uma adolescente de 14 anos, que estava grávida, morreu por volta das 15h de hoje após ser baleada durante um tiroteio na madrugada deste sábado na rua João Ribeiro, no bairro Pilares, na zona norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar do Rio, Marta Cristina da Silva estava grávida de quatro meses e foi atingida por um tiro na barriga.
Ela estava internada no hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. Mais cedo, a PM já havia confirmado que a garota tinha perdido o bebê devido aos ferimentos.
Durante a troca de tiros, o segundo-sargento do 3º BPM (Méier), Roosevelt Vale da Silva, também foi baleado e morreu. Segundo a PM, Silva e outros policiais militares foram ao local por volta das 5h, após receberem uma denúncia anônima de que bandidos tentavam roubar um carro na região. Ao chegar ao local, foram recebidos a tiros pelos criminosos.
O sargento --que fazia parte do Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais)-- foi socorrido e levado para o hospital Salgado Filho, mas não resistiu aos ferimentos.
Até a tarde de hoje, ninguém havia sido preso. O caso foi registrado na 25ª DP (Rocha).

Outro caso
O sargento da Polícia Militar Manoel Coutinho Filho, também morreu na manhã de hoje após ser baleado. Ele foi atingido por disparos de arma de fogo --nas costas e na perna-- durante outro tiroteio na madrugada deste sábado no bairro de Catumbi, no Rio.
Filho foi baleado quando verificava uma denúncia de tentativa de roubo. Ele chegou a ser socorrido ao Hospital Central da Polícia Militar, mas não resistiu aos ferimentos e morreu. De acordo com a PM, os policiais que acompanhavam o sargento foram recebidos a tiros quando chegaram a rua Itapiru por volta das 6h deste sábado.
Os criminosos fugiram do local. O caso foi registrado na 6ª DP (Catumbi).

Fonte:Folha On-line

link do postPor anjoseguerreiros, às 19:34  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar


Na agência bancária e nos caixas eletrônicos

1. Não vá ao banco sozinho; leve sempre alguém para acompanhá-lo até a agência.
2. Não aceite ajuda de estranhos. Procure a orientação de um funcionário do banco que apresente identificação visível.
3. No caixa, se for necessário digitar a senha, coloque o corpo bem junto ao teclado, para evitar que golpistas vejam o número da combinação.
4. Confira o dinheiro ainda no caixa. Evite fazê-lo na saída do banco.
5. Use os caixas eletrônicos localizados na parte interna das agências bancárias ou em locais movimentados (postos de gasolina ou shoppings, por exemplo), de preferência durante o dia.
6. Cuidado com a senha do cartão. Não guarde o número da senha junto com o cartão.
7 . Não aceite ajuda de estranhos nem digite a senha em celulares de desconhecidos.

No transporte coletivo

1. Evite usar ônibus, trens ou metrôs com excesso ou aglomeração de passageiros, onde a ação de batedores de carteira fica facilitada.
2. Não fique sozinho em pontos de ônibus localizados em áreas desertas ou mal iluminadas.
3. Procure sentar-se próximo ao motorista e distante do cobrador, pois este último será o alvo dos ladrões em caso de assaltos.

Nas lojas

1. Não entre em lojas com muita aglomeração, pois isso ajuda a ação de batedores de carteira; prefira fazer compras em horários de menor movimento.
2. Evite abrir carteiras ou manusear dinheiro em maços.

Nas ruas

1. Procure caminhar em grupos ou acompanhado de alguém.
2. Não utilize sempre os mesmos trajetos e saia em horários diferentes.
3. Não ostente jóias ou relógios.
4. Evite andar por locais mal iluminados, mesmo que deseje cortar caminho.
5. Não leve muito dinheiro na bolsa e deixe à mão o suficiente para pequenas despesas (cigarro, café, lanche etc.)

No carro

1. Jamais deixe objetos à vista, dentro do carro.

3. Levante todos os vidros, mesmo em movimento.

4. Não deixe documentos no veículo.

5. Na volta, ao se aproximar do carro, verifique se não há alguém suspeito por perto.

6. À noite, em locais escuros, use faróis altos.

9. Não dirija com o braço fora do carro.

10. Ao chegar em casa e antes de descer para abrir o portão, ou esperar por isso, verifique se não há pessoas suspeitas por perto.

11. À noite não se deixe aproximar por veículos com mais de dois homens.

no posto de combustível

1. Evite ir ao posto à noite. Planeje sua rotina para abastecer o carro em horários de maior movimento, e, por isso, mais seguros.

2. Observe, antes de entrar, se há movimentação suspeita no local, como funcionários agrupados, parados, nervosos, pessoas estranhas paradas em locais incomuns etc.

3. Quando estiver distante do local, avise imediatamente a polícia militar no fone 190 ou polícia civil no fone 197.

4. Se você já estiver dentro do posto e perceber o assalto, não tente fugir. Mantenha a tranqüilidade e não reaja

5. Em horários críticos, fique fora do veículo enquanto ele é abastecido, para que em caso de assalto você não seja levado como refém .

em condomínios

1. Ao deixar sua unidade para vender ou alugar, o prop´rietário deverá informar por escrito ao zelador , que deixará na portaria as empresas autorizadas

2. Entregadores de pizza, flores, remédios, etc. devem ficar do lado de fora e o morador retirar seus produtos

3. Os veículos só poderão entrar após identificação do motorista

4. Fiscal sanitário, sabesp, eletropaulo, net e outros devem ter suas identificações checadas

5. Veículos com vidros escuros devem abrir seu vidro para identificação do morador

6. O porteiro não deve permitir o acesso de parentes e visitantes sem antes consultar a unidade.

Fonte:Manual do Secovi

Depois de ler com extrema atenção estas instruções oficiais, acrescento as sugestões de Millôr Fernandes :

1) Não saia de casa.

2) Se possível, não saia do quarto.

3) De preferência, não saia do cofre.

Fonte: http://www.serasa.com.br/

link do postPor anjoseguerreiros, às 14:26  comentar

pesquisar
 
colaboradores: carmen e maria celia

Fevereiro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9




arquivos
visitas
subscrever feeds
blogs SAPO